segunda-feira, agosto 29, 2005

Canas de Senhorim:


Entre Carregal do Sal e Nelas fica uma simpática vila que, à semelhança de outras, já foi concelho.

Vários ingredientes explosivos se juntaram para tornar a pacífica povoação num barril de pólvora: o bairrismo exacerbado, a perda de importância pelo encerramento dos Fornos eléctricos, que o primeiro choque petrolífero inviabilizou, e a rivalidade mórbida com a sede de Concelho – Nelas. Para além da ambição desmedida de um cacique local.

Para agravar a situação, um deputado de Viseu prometeu-lhes a elevação, votada ainda na AR, ao arrepio da lei e do bom senso, para cumprir uma promessa de Durão Barroso em época de caça ao voto.

Não interessa repetir que todos os partidos aproveitam a coutada da caça ao voto para prometer o que não devem nem podem cumprir. Valeu-nos a sensatez do Presidente da República para evitar que de um pequeno concelho (Nelas) tivesse nascido outro.

Os cortes de estrada e de caminho de ferro ficaram impunes. Depois vieram insultos ao Governo, ao P.R., aos políticos, em geral, boicotes eleitorais e outros dislates que um cacique local se encarrega de perpetuar.

Neste momento há quem queira romper com este passado pouco edificante e prejudicial ao desenvolvimento de Canas mas o medo, a chantagem e as ameaças demovem os que querem integrar-se na normalidade democrática.

A leitura do «Público» de hoje, que lhe consagra a quase totalidade da pg. 9, agrava a sensação de que a falta de autoridade democrática conduziu Canas à coutada de um cacique que desafia a lei e subverte a democracia – um território onde o exercício dos direitos, liberdade e garantias estão suspensos.

12 Comments:

At segunda ago 29, 10:31:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

 
At segunda ago 29, 10:35:00 da tarde, Anonymous Carlos Esperança said...

Anónimo das 10:31:

O seu comentário nada tem a ver com o post publicado, pelo que é apagado.

O Ponte Europa tem espaços semanais onde pode escrever o seu texto.

 
At terça ago 30, 12:57:00 da manhã, Blogger Vitor Manuel said...

Tenho seguido este assunto no blogue Canas e Senhorins, é difícil entender o que eles querem realmente. Mas que a polémica da passagem a Concelho criou alguns caciques, disso não tenho duvidas.

 
At terça ago 30, 10:25:00 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Em tese os habitantes de Canas têm razão.

O principal culpado desta situação é o PR.

 
At terça ago 30, 10:55:00 da manhã, Anonymous Carlos Esperança said...

Ao anónimo das 10:25 vAM:

Claro que tem direito à sua opinião mas acha que o País comporta municípios com a dimensão e o PIB de Canas de Senhorim.

Alguém já fez as contas de quanto custa o aparelho autárquico dos pequenos concelhos?

O grave é termos tantos, não é agravarmos os nossos problemas com mais municípios.

 
At terça ago 30, 12:01:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Mais uma vez há que ter uma só bitola. Porque é que outros foram aprovados, é preciso ser coerente.

 
At terça ago 30, 01:52:00 da tarde, Anonymous Luis said...

Regionalização precisa-se...com urgência. Duma vez por todas, é necessário reorganizar o país.

 
At terça ago 30, 06:43:00 da tarde, Anonymous Carlos Esperança said...

Como diz o Luís, precisa-se de uma regionalização, com as 5 (cinco) regiões plano (acrescento eu).

Ao anónimo que escreveu:
«Mais uma vez há que ter uma só bitola. Porque é que outros foram aprovados, é preciso ser coerente.»

Tem razão na necessidade de uma só bitola. Cometeram-se muitas asneiras com a unanimidade dos partidos representados na AR.

Por isso criou-se uma lei-quadro que exige determinados critérios para a elevação a concelho, critérios que Canas não cumpre.

Estamos na altura de fundir concelhos e não de criar mais.

 
At terça ago 30, 10:34:00 da tarde, Anonymous Manel said...

Cocordo com o Esperança, pois o caciquismo tem imperado, e é nestas divisões que ele tem reinado. Vejam-se as minusculas freguesias do concelho de Cantanhede, assim como o patético processo de Tocha a concelho. Neste caso último o cacique está lá há 22 anos como presidente da junta. É o rei da bustolandia como escreveu Idalécio Caçao no seu último livro "memória de João Garcia Bacelar".Estou a fazer o que posso para o colocar na rua.
Desta vez irá para o olho da rua.

 
At quarta set 14, 06:33:00 da tarde, Blogger _drix_ said...

Meus amigos, o problema de Canas passa por outros pontos, Canas de Senhorim quer ser concelho não por orgunho ou por birra, queremos ter investimentos na nossa terra, como é que vocês se sentiriam se vissem a vossa terra sem investimento há mais de 10 anos? Como é que vocês se sentiriam com o abandono das associações da vossa terra? A comunicação social não mostra tudo...

@vitor manuel: Se lesse com atenção saberia o que nós queremos! é simples! Você que pertence a uma organização que tanto apregoa os direitos dos portugueses deveria saber que não devem haver portugueses de primeira e de segunda!!! Nós apenas queremos o que temos direito!

 
At sexta set 16, 04:49:00 da tarde, Blogger Cingab said...

reforço a opinião do biotecmaster...

Mas o desenvestimento já dura há mais de 30 anos!

 
At terça abr 24, 12:15:00 da manhã, Anonymous Anónimo said...

What a great site Wireless voice conferencing Jet fuel and cancer Citi bank student card direct email marketing Basketball tournament ncaa Barrhead golf Mn community college baseball state tournament pharmacies Price of white strips at walmart or target pamela anderson picture ritalin drug Free online keno software spyware detector small business health insurance ny inkjet refills silk flowers Value of used car speakers printer cartridges hp Difference between wellbutrin sr and xl no collateral bad credit personal loans

 

Enviar um comentário

<< Home