segunda-feira, março 13, 2006

Pinochet e Milosevic

Nuremberga fez jurisprudência. Os crimes contra a humanidade não devem prescrever.

Lamento que Slobodan Milosevic não tenha sido julgado.

Lamento que uma deficiente assistência médica possa ter sido a causa da morte. Ou que os rumores, que nestas circunstâncias são inevitáveis, possam ter alguma consistência.

Lamento que o Governo britânico de Tony Blair tenha, por motivos de saúde, libertado Augusto Pinochet, procedimento que o TPI não teve para com Slobodan Milosevic.

Lamento dois pesos e duas medidas.

8 Comments:

At segunda mar 13, 02:36:00 da tarde, Blogger Carlos Alberto said...

Lamentável foi o comunicado do gabinete de impresnsa do Pc, sobre a morte deste TIRANO.
Cada vez mais se vai comprovando que a prática deste partido interna e externa não é democrática. É aliás o mais anti-democrático dos partidos politicos portugueses.

 
At segunda mar 13, 03:09:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

O Esperança tem um qualquer problema mal resolvido com o Tony...
Está sempre a meter o Tony nos "posts" por tudo e por nada.

 
At segunda mar 13, 03:48:00 da tarde, Anonymous Carlos Esperança said...

Apenas responsabilizo Blair, Bush, Aznar e Barroso, assim como a Itália, a Polónia e outros países que invadiram o Iraque, com base em mentiras e ao arrepio do direito internacional.

Isto torna-os criminosos de guerra, à luz do Direito. Mas os vencedores nunca são julgados.

 
At segunda mar 13, 05:38:00 da tarde, Anonymous jagudi said...

O melhor, sobre esta e outras questões, é não ter pressa em tirar conclusões definitivas. Para já, e sob reserva, há apenas duas conclusões parciais possíveis. À uma, o tribunal negou uma resposta atempada à solicitação urgente do arguido, para tratamento médico, baseada em vários pareceres clínicos; isto cheira a canalhice inaceitável, vinda da "justiça" europeia (ou já chegámos também a Guantanamo)?
E às duas, o que parece é que foi o dito tribunal que viu o seu problema resolvido, com a morte do arguido. Por já não saber bem o que fazer com ele!

 
At segunda mar 13, 05:43:00 da tarde, Blogger Mano 69 said...

Ó Carlos Esperança

Então você não sabe que a justiça é cega?

 
At segunda mar 13, 08:22:00 da tarde, Blogger cãorafeiro said...

carlos, quanto a milosevic, concordo.

quanto a pinochet, no final de contas a decisão do governo inglês, de que discordei, permitiu duas coisas:
1- que ao voltar para o chile Pinochet tenha demonstrado claramente que a doença londrine era uma farsa (para que não se lembra...entrou no avião de cadeira de rodas como um inválido e saiu pelo seu próprio pé, sem sequer usar bengala, numa pose de desafio.

2- com o tempo, acabou por ser possível que fosse a própria justiça chilena a cercar pinochet. e isso foi muito melhor do que vê-lo a ser julgado num tribunal espanhol.

de resto, creio partilhar contigo um certo fascínio pelo chile

 
At segunda mar 13, 09:51:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Nuremberga fez jurisprudência...
Penso que, infelizmente, não!

Os EUA não subscreveram o tratado que institui o TPI, não é verdade?
Vá lá saber-se porquê...
Ou não aceitando que os seus cidadãos sejam julgados em tribunal internacional queriam (antecioadamente) salvaguardar situações como as que se criaram em Guantanamo, onde residem mais de 500 presos (torturados?)sem que saibamos, na íntegra, as suas identidades. Exemplar!
Pergunto: com estas atitudes vindas da grande potência mundial onde vai parar o direito internacional?
Já vimos como foi na invasão do Iraque, mas estou certo de que não vimos tudo.

PINOCHET escapou da justiça na Europa por invocados motivos humanitários que, posteriormente, vimos ser falsos. E de regresso ao Chile, volta a ser incomodado - essencialmente - por causa de motivos fiscais e de branqueamento de capitais...
As questões relativas aos crimes contra a Humanidade (massacres em massa,...) estão para ser derimidas em comissões de reconciliação, mas quanto aos problemas económicos e fiscais, é para incomodar...
Exemplar!

MILOSEVIC, presente em Haia para ser julgado por um tribunal especial para a ex-Jugoslávia. É um criminoso que dirigiu e patrocinou operações de limpeza étnica, massacres, etc. Enfim, promoveu a guerra com todos os seus horrores.
Onde ?
Em pleno espaço europeu, nas barbas da CE e no coração da civilização "ocidental"...
Em Haia, lado a lado com Milosevic sentava-se a Europa,incapaz, inoperativa e complacente.
A morte de Milosevic, rodeada de mistério, levanta um silêncio que (também) serve a má consciência europeia.
Portanto, estes problemas têm muitas nuances.
Agora, é pertinente perguntarmos quando teremos um quadro legal internacional que julge todos com o mesmo peso e a mesma medida?

Vale a pena lutar por isso!

 
At terça mar 14, 12:00:00 da manhã, Anonymous Carlos Esperança said...

«Agora, é pertinente perguntarmos quando teremos um quadro legal internacional que julge todos com o mesmo peso e a mesma medida?

Vale a pena lutar por isso».

RE: Apoiado.

 

Enviar um comentário

<< Home