sábado, março 11, 2006

A posse do Presidente e Mário Soares

Mário Soares, foi à Assembleia da República, assistiu ao acto de transmissão de poderes e ao discurso do novo Presidente da República.

Depois de cumprir as obrigações mínimas, abandonou silenciosamente o palácio e não participou na cerimónia de apresentação de cumprimentos.

O assunto tem sido motivo de censura e, aqui no Ponte Europa, de insultos à grande figura histórica de Mário Soares, por vários leitores.

Por isso, e só por isso, recordo aos impiedosos julgadores que, há dez anos, Cavaco Silva, ressentido com a derrota perante Jorge Sampaio, nem sequer foi à tomada de posse.

8 Comments:

At sábado mar 11, 04:45:00 da tarde, Blogger pedro silva said...

Carlos

Apesar de eu não ter gostado da atitude de M.soares penso que este comentário se justifica plenamente.

Fazer exercícios de memória em relação a assuntos destes e tendo como protagonista cavaco e o que ele (não)fez foi algo de muito bem aplicado.
E bem dito.

Há 10 anos antes cavaco e os que o acompanhavam apenas demonstraram azedume e mau perder.
Em campanha eleitoral e depois dela.

 
At sábado mar 11, 07:18:00 da tarde, Blogger cardeal patriarca said...

Julgo que é bom lembrar tudo, e eu recordava-me plenamente deste facto e da desculpa esfarrapada de Cavaco que na época invocou que não tinha estado presente porque o protocolo de estado o tinha convidado somente a ele e não ao casal.

É para mim evidente que um erro não justifica outro.

E se na época não foi dignificante para Cavaco, pelos mesmos motivos o também não foi para Mário Soares.

Mais, Mário Soares tinha mais razões para ter estado presente, devido ao seu passado e agora não ficar empatado em mau perder e degradação da sua figura ética e histórica perante os portugueses.

Um erro só justifica a sua emenda e não o cometimento de outro.

 
At sábado mar 11, 08:56:00 da tarde, Anonymous Carlos Esperança said...

Eminência:

Apenas me limitei a rsponder a quem insulta, sem memória.

 
At domingo mar 12, 03:29:00 da tarde, Blogger cãorafeiro said...

excelente post.

não vejo que obrigação teria o mário soares em cumprimentar o cavaco.

já este exercício de memória relativo a cavaco vem mais uma vez demonstrar que o verdadeiro cavaco não é o senhor de falas mansas que nos é apresentado.

 
At domingo mar 12, 07:17:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Pois não.
Cavaco é o MAIOR!
(O único português a quem os eleitores deram 3 - TRÊS - 3 maiorias absolutas. E pode ser que não fique por aqui...)

 
At domingo mar 12, 08:04:00 da tarde, Anonymous jagudi said...

O anónimo da 7:17 está esquecido de que já houve uns senhores que "governaram" os portugueses com maioria absoluta durante 50 anos, com os resultados conhecidos. E não venha com o alibi de que não havia eleições livres. Tem dúvidas de que "os portugueses" concederam a esses senhores sucessivas maiorias absolutas? Ou imagina que "os portugueses" desse tempo não são os mesmos de hoje?

 
At segunda mar 13, 12:42:00 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Caro Anónimo da 7:17

Se Cavaco acreditar nisso (...é o MAIOR!)daqui a 5 anos vamos ter um tabu...
sabe o que sucede após os tabus?

 
At terça ago 22, 02:51:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Looking for information and found it at this great site...
» » »

 

Enviar um comentário

<< Home