domingo, abril 15, 2007

Espaço dos leitores

Ponte Europa/Pitecos - Zédalmeida

11 Comments:

At domingo abr 15, 06:46:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

PENSO QUE É UMA FILHADAPUTICE!...

1- O Major e o Menezes.

Não sou militante político e de política cada vez percebo menos.

Vem isto a propósito do Major Valentim Loureiro, vir agora à TV atacar o Presidente do PSD, o Dr. Marques Mendes, por causa daquela coisa do nosso Primeiro, o diploma do Engº Sócrates.

Eu não pertenço a estes socialistas mas enerva-me ver o Major atacar o Marques daquela maneira, ofendendo mesmo(O luís Menezes de Gaia já tinha feito igual...), mas então, como é?

O Major tem o direito a dizer não, mas porra, diga isso lá no partido e não venha para a Praça Pública dizer mal do seu patrão político.

Mas se o Marques Mendes não atacar este Sócrates quem é que o ataca?

O Major e o Menezes estarão certos? Acho que não.

2- Pinto da Costa

Quando eu pensava que o homem estaria na cadeia aparece-me aí a dar palpites e dizer que são os maiores. A mim parece-me e eu continuo a acreditar, que seja a comprar árbitros, como se viu o que aconteceu nos 5/0 ao Beira Mar e os 2/1 ao Marítimo. E parece-me que ontem também em Coimbra.

PS - A propósito, o Major vai a julgamento ou não? E será que é incriminado? Ele disse que não, como é?.

Zézé

 
At domingo abr 15, 07:52:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

O que mais incomoda nisto tudo é a fumaça que está a ser lançada para a " farsa" que é esta reforma da Administração Publica ( leia-se reforma dos mesmos de sempre) e que se trata de um verdadeiro despedimento colectivo,isto do quadro de mobilidade só pode dar vontade de rir ( a alguns ) , mas quyal mobilidade qual carapuça ; Já perguntaram para onde é que se move este pessoal?? isto é apenas entretem e o que é pena é que há sindicatos a alinhar nesta "coisa"
Digam a verdade o pessoal vai para os excedentários e depois é pura e simplesmente despedido sem justa causa.
è preciso e urgente acabar com esta reforma "que sendo importante e certamente necessária como tambem penso) não pode levar para o desemprego aumentando o já de si débil tecido social e de coesão.
Reformem-se as pessoas ou pré-reformem se como muita privada andou a fazer desde há anos nas diversas empresas,agora este modelo tem de mercer a revolta de todos nós porque não é justo nem tem equidade.

Como dizia Bertol Brecht

Primeiro levaram os comunistas mas eu como não sou não me importei
Depois levaram alguns padres mas tambem não liguei
Depois alguns sindicalistas mas tambem não sou sindicalista
Depois levaram-me a mim e quando percebi já era tarde.

 
At domingo abr 15, 10:29:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

A confusão que por aqui vai, senhores!!!

 
At domingo abr 15, 10:47:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

José Manuel Fernandes e António José Saraiva, dois jornalistas,que os fundamentalistas do PS, não gostam, porquê ?

Dizem verdades incómodas, críticando um partido que se esqueceu do social, preferindo o capital e o seu umbigo...

 
At domingo abr 15, 11:32:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Senhor Engenheiro Carlos Esperança:

Não ligue ao que estes palermas aqui afirmam... continue com os seus excelentes textos!

 
At segunda abr 16, 10:31:00 da manhã, Anonymous Anónimo said...

e de que textos é que se fala aqui?

 
At segunda abr 16, 12:04:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

o texto é livre....

 
At segunda abr 16, 12:07:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

esta do roteiro para a inclusão vem mesmo a propósito , quando se encontra em marcha o maior programa de exclusão jamais visto na Função Publica.

é caso para dizer " com papas e bolos se enganam os tolos"

 
At segunda abr 16, 01:52:00 da tarde, Anonymous Carlos Esperança said...

Anónimo said...
As equivalências e os termos assinados,
Que na ocidental raia Lusitana,
Por cursos nunca antes frequentados,
Passaram ainda além dos seis dias da semana,
Em betão armado e pré-esforçado,
Mais do que prometia a desfaçatez humana,
E entre gente bem mais douta edificaram
Novo currículo, que tanto sublimaram;

E também as notícias gloriosas
Daqueles feitos, que foram omitindo
A Lisura, a Hombridade, as Virtudes valorosas
Das corporações que foram destroçando;
E aquele, que por obras viciosas
Se vai da lei da respeitabilidade libertando;
Sobranceiro, entre pares, no plenário,
Cantarei, se a tanto me ajudar o engenho sanitário.

Seg Abr 16, 01:29:00 PM

Nota: Tranferi este comentário.

 
At terça abr 17, 12:47:00 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Não é por nada, mas o Anónimo de ABR 15, 07H52:00 PM não está a contar bem a história!

 
At terça abr 17, 09:51:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

quer contá-la melhor?

 

Enviar um comentário

<< Home