quarta-feira, junho 20, 2007

Eutanásia

Trinta e nove por cento dos médicos oncologistas portugueses é a favor da legalização da eutanásia. Esta é uma das conclusões do estudo ‘A Boa Morte: Ética no Fim da Vida’, realizado pelo coordenador da Unidade e Serviços Paliativos do IPO Porto, Ferraz Gonçalves, que inquiriu 143 médicos que lidam com doentes terminais.


Comentário: Há situações que exigem compreensão e caridade. Prolongar o sofrimento de quem o não suporta pode tornar-se um acto de crueldade.

16 Comments:

At quarta jun 20, 01:19:00 da manhã, Blogger e-pá! said...

Para além das concepções éticas sobre a vida este estudo é um indicador (a ponderar) da qualidade dos cuidados continuados e/ou paliativos, no nosso País.
A situação real dos doentes terminais ou portadores de graves afecções degenerativas - de que os médicos são testemunhas, acompanhantes e avaliadores - conduzem a "estes" resultados.
Um tema premente e actual, quando começa a ser tecnicamente possível prolongar a "vida", para além do imaginável ou do humanamente suportável.
Não vejo interesse em alimentar, sobre este melindroso assunto, qualquer tipo de tabu.
Mais justo e humanamente mais digno será encará-lo, ou se formos capazes, enfrentá-lo.

 
At quarta jun 20, 11:12:00 da manhã, Anonymous pai de família said...

Aqui está a agenda dos esquerdistas ateus. Depois de conseguirem (por enquanto...) legalizar o homicídio/aborto, querem agora continuar a sua cruzada anti-VIDA!

Eutanásia!

Pois sim...

Mas ainda não. Ficará para depois.

Depois da legalização do casamento entre as aberrações homossexuias, cujo termo mais exacto é "paneleiros" e da consequente adopção de crianças inocentes por estes erros da Natureza. Está na ordem do dia...

Depois sim, a eutanásia.

Matam à nscença, chacinando criancinhas inocentes ainda no ventre materno, matam a natalidade através da promoção de "casais" contra-natura, e querem depois matar os doentes, que julgam inúteis e sem préstimo, muitos deles já velhinhos, dignos do nosso maior respeito.

Matam, matam, matam.
Destroem o fundamento da nossa querida Nação, vilipendiam os Ensinamentos da Santa Madre Igreja Católica Apostólica Romana.
Ofendem e perseguem o Santo e Imaculado Clero, nas pessoas dos seus Crentes, Padres e até ofendendo o Santíssimo Papa!

Onde é que isto vai parar?

Não sabem que os alicerces da Nação Portuguesa ~são os da Santa Igreja?

Não sabem que o "laicismo" é uma miragem?

Não sabem que será impossível calar a Santa Madre Igreja?

Que pretendem, vós, os ateus?

Acabar com a Civilização?

 
At quarta jun 20, 11:34:00 da manhã, Anonymous Anónimo said...

A noticia é tendenciosa!

Se referissem que 61% dos medicos oncologistas eram contra a eutanásia continuavam a não faltar á verdade mas no fundo transmitiam a opinião da maioria, que tem um significado muito importante!

 
At quarta jun 20, 11:42:00 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Pura manipulação comuna-ateia.
Nós, os defensores da VIDA, estamos atentos, com a Divina Graça de Deus Nosso Senhor.
Jesus Cristo é Verdade e Vida!

Nunca deixaremos legalizar esse assassinato cruel, cobarde...
A eutanásia nunca se prtaicará em Portugal.

 
At quarta jun 20, 12:50:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

olhe meu caro pai de familia, o que se defende é auto-determinação de cada um!!

auto-determinação sexual: Sexo é prazer, cada um faz com quem quer e como quer ( não prejudica ninguem)

auto-determinação de morrer: Cada um é dono e senhor da sua vida, e se a vida é um fardo, se a vida é de sofrimento agonizante a pessoa tem direito acabar com esse sofrimento, se não for capaz por impossibilidade fisica, pelo menos que tenha o Direito de pedir alguem esclarecidamente que lho faça!!

auto-determinação da gravidez: a mulher que tem uma gravidez indesejada, pode e deve fazer o que bem entender, ter a criança ou não, em ultima instancia pense que está em conflito duas vidas a dela ou a da criança.

Viva e morra como bem entender sem prejudicar ninguem e deixe os outros viverem e morrerem como bem entenderem desde que não prejudiquem ninguem!!

abreijos aeminienses

 
At quarta jun 20, 01:00:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

ahahahahhah

este é o sentido de democracia do Carlos Esperança... desde que lhe convenha, 39% é uma larga maioria... ehehehehehe

FANTÁSTICO... Grande sentido democrático e de inteligência intelectual ehehehehehehe

Esta sim.... esta é a verdadeira esquerda... Só mesmo em Portucale, ops desculpem Portugal...

 
At quarta jun 20, 01:42:00 da tarde, Anonymous Manuel Norberto Baptista forte said...

Todos nós temos direitos e obrigações, em princípio.
Assim como entender que um doente irreversívelmente terminal mas consciente, se ele se decidir pelo adeus à Vida (qua um dia acontece sempre), porque não o respeitam ?.
Quantos doentes em todos os hospitais Portugueses estando em estado vegetativo, e daí não tendo vontade própria nem qualquer tipo de esperança de Vida, poderão sem "culpa" dos mesmos estar a ocupar mecanismos e recursos humanos, que poderiam ser úteis a outros que muitas morrem, porque o ventilador etsá ocupado ou o médico ou paramédico ocupados estão? Nestes casos quem toma a responsabilidade? Será que as pessoas se dão bem com o masoquismo?. Que a comunidade científica seja cada vez mais identificada com todos estes fen´menos e ajude a tomar uma decisão, ou que a tome.

 
At quarta jun 20, 02:30:00 da tarde, Anonymous pai de família said...

«Viva e morra como bem entender sem prejudicar ninguem e deixe os outros viverem e morrerem como bem entenderem desde que não prejudiquem ninguem!!»

Que equívoco!

Mas não sabe V.Ex.ª que é em Deus, e só em Deus, que está a Suprema Verdade e é nos ensinamentos de Nosso Senhor que devemos encontrar o guia para as nossas vidas?

"NÃO MATARÁS"

Não sou eu que decido, nem o senhor comentador. Não somos nós, e por isso nos entregamos a Cristo.

E Ele decidiu que assim seria. E assim será para todos nós, seus servos.

"NÃO MATARÁS"

Ninguém pode dispor da vida de outrém, tal como não pode dispor da sua.

A Vida é sagrada.

Nem aborto, nem eutanásia, nem o que contribuir para a destruição da Família.

Assim seja.

 
At quarta jun 20, 02:40:00 da tarde, Anonymous pai de família said...

Lembro-me que esse filme ("Mar Adentro") saíu, ou foi amplamente divulgado, na mesma altura de "Million Dollar Baby", outro hino à morte.

É a agenda do "sistema" políticamente correcto.

Que saudades da bendita censura...

 
At quarta jun 20, 03:34:00 da tarde, Anonymous "Autopsista" das almas said...

Ó Pai de Família (Jái mes doutes).
No intervalo das missas, você devia ir contar anedotas para a SIC para fazer rir a carneirada.
Também foi Cristo que decidiu as mortes cometidas pelo Serial Killer de Sta. Comba ( Não me refiro ao Botas porque esse mandava matar sem dar cavaco ao Cristo)?

 
At quarta jun 20, 03:37:00 da tarde, Anonymous "Autopsista" das almas said...

Leia-se "J'ai mes doutes"
Sempre que escuto o frou-frou das sotainas acontecem-me destas gaffes, tal é a alergia.

 
At quarta jun 20, 03:41:00 da tarde, Blogger e-pá! said...

É um perfeito gozo, ler o "pai de família"...
Autênticas e gratuitas viagens pela Idade Média... plenas de um impressionante realismo.
Penso que não tem saudades - só - da "bendita(!)" censura.
Na sua lógica que venha o ... Santo Ofício.
E os problemas ficavam resolvidos - na fogueira...

Depois, como bom pai, pegará na mãos dos seus filhos e saírá, em procissão, pela rua a gritar...:
" Pela Vida!" - "Morte aos Infiéis!".

E segue-se uma nova cruzada.

 
At quarta jun 20, 04:10:00 da tarde, Blogger 1313 said...

que viva quem quer viver e possa morrer quem não aguente mais sofrer. cada um deve decidir acerca do seu próprio sofrimento.
grande filme o mar adentro.

 
At quarta jun 20, 04:12:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Como qualquer integrista. A bíblia numa mão e a espada na outra.
Já fomos governados por bestas dessas. Só espero que nunca mais aconteça.
Eu, num estado de degradação física avançada, desejo e digo-o à minha volta, que me desliguem de qualquer aparelho que me poderia manter algum tempo. Eu não pertenço a deus, nem a ninguém, somente à minha vontade própria.
Se um deus bondoso existisse, não haveria barbaridade nem sofrimento.
Se um deus existe, então não passa dum qualquer voyeurista de baixos instintos que goza com o sofrimento, com a maldade, com os acidentes da vida dos seus lacaios os homens.

 
At quarta jun 20, 04:32:00 da tarde, Anonymous pai de família said...

Portugal nunca será um país laico. Concençam-se disso, meus caros ateus radicais fundamentalistas.

Haverá sempre uma Religião, a Religião Católica, Apostólica Romana.

Portugal está, e estará sempre, consagrado à Virgem Maria, Nossa Senhora de Fátima.

Oh minha Senhora, minha Padroeira, Minha Raínha!

A Deus, e só a Deus, eu respondo, eu me ajoelho.

 
At quarta jun 20, 11:18:00 da tarde, Blogger ana said...

pai de família

o que é isso, ser pai de família? que idade tem, em que século vive?

depois de ler os seus comentários, fico a pensar que é um ateu empedernido a gozar com todos nós.

 

Enviar um comentário

<< Home