quarta-feira, janeiro 26, 2011

Egipto... e a teoria do efeito "dominó"?

[EPA]

Manifestação no Cairo exigindo a resignação de Hosni Mubarak...

3 Comments:

At quarta jan 26, 10:38:00 da tarde, Blogger ahp said...

Que irá sair de tudo isto? Como diz a canção, "para melhor está bem, está bem, para pior já basta assim"...

 
At quarta jan 26, 10:54:00 da tarde, Blogger roskoff said...

com 1500 a 2000 presos e o exército a sair das bases do sul para reforçar no norte e leste a polícia de choque

duvida-se de tal efeito 20 mortos nos hospitais, muitos feridos é pouco provável efeito dominó

pelo menos para já

em Marrocos aparentemente tudo calmo

na argélia manifestações pouco significativas

da líbia....nada

 
At quinta jan 27, 12:22:00 da manhã, Blogger e-pá! said...

A situação no Egipto é muito complexa.
Há necessidade de ter em conta um pormenor da maior importância. Hosni Mubarak tem as suas raízes nas Forças Armadas que, no actual momento, são a guarda pretoriana do regime.

Por outro lado, existe outra situação interfere com actual momento. O octagenário Mubarak não deverá candidatar-se às próximas eleições. Quer impor um filho como sucessor. E esta será uma situação que pode "quebrar" o apoio incondicional das FF AA egípcias.

No momento, uma situação substancialmente diferente da Tunísia onde as FF AA "empurraram" Ben Ali pela borda fora. Mas uma situação que, rapidamente, pode sofrer [inesperadas] evoluções .

Finalmente, Mohamed ElBaradei, Prémio Nobel da Paz [2005], ex-director geral da Agencia Internacional de Energia Atómica, ex-diplomata na ONU, professor de Direito Internacional em Nova York, neste momento ausente no estrangeiro, manifestou já o seu apoio às "manifestações de raiva" em curso e regressará de imediato ao Cairo. É, para além, um assumido candidato alternativo à sucessão de Mubarak.

Muito complexa a situação egipcia...

 

Enviar um comentário

<< Home