quarta-feira, novembro 26, 2014

CRIME DE CORRUPÇÃO - ESTRANHAS DISPARIDADES

Como todos sabem, para haver corruptos tem de haver corruptores, e vice-versa; e tão criminosos são uns como outros.

Ora, no caso dos submarinos comprados por Paulo Portas aos alemães, foram condenadas na Alemanha duas pessoas por terem corrompido políticos portugueses; mas em Portugal não há ninguém sequer indiciado por ter sido corrompido...

Já no caso de Sócrates passa-se exatamente o contrário: o M.P. e o Super-Juiz Carlos Alexandre afirmam que ele foi corrompido, mas não dizem por quem, como, quando e porquê!

 Quer dizer: no 1º caso há corruptores e não há corruptos; no 2º há corrupto e não há corruptores !!!

Estranhas situações, estranhas disparidades...