segunda-feira, janeiro 26, 2015

Corrupção

Agora, que o Syrisa ganhou as eleições, refere-se a corrupção na Grécia e em Portugal, contrariamente ao que sucede na Alemanha, quando foi esta que corrompeu, de facto, altas individualidades gregas e portuguesas para lhes vender submarinos.

Na Grécia até foi preso um ministro. Em Portugal, felizmente, prescreveu o processo.