quinta-feira, maio 21, 2015

#Religião, não. Islão nunca



A meio caminho entre o rio Eufrates e o Mar Mediterrâneo, a cerca de 200 quilómetros de Damasco, a cidade de Palmira recorda as lutas de velhos impérios e o testemunho das suas ruínas é (era?) Património da Humanidade.

A história é rica no oásis onde jazem relíquias de pedras que falam do Império Romano, monumentos que documentam civilizações que a barbárie pretende apagar. Quando, na juventude, li o romance “As Ruínas de Palmira”, seduziu-me a soberba descrição de um império perdido nas areias do deserto por um filósofo iluminista francês do séc. XVIII – o conde de Volnay –, autor do livro, também filósofo e político. Discípulo de Voltaire, o santo laico da cidade de Ferney, que em sua homenagem passou a chamar-se Ferney-Voltaire, tomou para pseudónimo os seus nomes [Voltaire e Ferney = Volnay].

Volnay foi o primeiro a falar-me das ruínas de Palmira num livro delicioso que a pide ainda não apreendera na biblioteca do Dr. Garcia, médico e democrata da cidade da Guarda, que via com simpatia o empréstimo que o meu colega António Júlio, seu filho, me fazia dos seus livros.

Já não me recordava que Palmira ficasse no deserto Sírio quando o Exército Islâmico (EI) começou a ser o cancro cujas metástases ameaçavam a cidade.

Hoje, após a notícia de que os facínoras de Alá, no auge do fascismo islâmico, tomaram a cidade, senti que, à semelhança das gigantescas estátuas dos  Budas de Bamiyan ou da biblioteca de Mossul, a demência da fé vai reduzindo a pó a memória da civilização.

Na sementeira do ódio é também o iluminismo de Voltaire  e do Conde de Volnay, cuja herança é património da civilização, que está refém da esquizofrenia mística herdada de um beduíno analfabeto e amoral, como Atatürk designou Maomé, pelo bando do EI.

5 Comments:

At quinta mai 21, 10:04:00 da tarde, Blogger e-pá! said...

A queda de Palmira traduz a ocupação de cerca de metade do território sírio pelo Daesh que consolidou posições numa rota entre o Mediterrâneo e o Eufrates.
Por outro lado, os jihadistas associando esta 'vitória' com a conquista de Ramadi, no Iraque, colocaram-se às portas de Bagdad.
O que se desenha é um Estado Islâmico urbi et orbi.
Entretanto, o Ocidente assiste impávido e sereno a estes bárbaros desmandos civilizacionais.
Envergonhados pelo papel desempenhado no passado recente juraram não por as botas no Médio Oriente.
Mas, não explicaram o que sucederá após o desmembramento de toda a configuração estratégica desenhada no século XX para esta região.
Ou porque não sabem, ou porque não querem...

 
At quinta mai 21, 11:10:00 da tarde, Blogger AJPM de ETZ said...

Se Palmira for destruída, Durão Barroso é um do principais responsáveis a partir do momento em que apoiou a invasão do Iraque

 
At sexta mai 22, 01:51:00 da manhã, Blogger Carlos Esperança said...

Terroristas não são apenas os islamitas. Foram-no os invasores do Iraque (cruzados).

 
At segunda set 28, 07:16:00 da tarde, Blogger Rogerio Fernandes said...

Islamização da Europa NUNCA !!! Sharia ???NEM PENSAR ,,,viva a liberdade de pensamento os direitos humanos ,a propaganda Islâmica diz que quem vai derrotar o Ocidente é a ignorância sobre o que é o Islamismo ,,,has vezes ao ler certos comentários temo que eles possam ter razão !!!

 
At quinta jun 16, 04:28:00 da manhã, Blogger chenlina said...

chenlina20160616
tory burch outlet
louis vuitton outlet
oakley canada
ralph lauren uk
christian louboutin outlet
nike air max 90
hollister outlet
louis vuitton
louis vuitton outlet
adidas shoes
coach factory outlet
kate spade
michael kors uk
beats by dr dre
cheap oakley sunglasses
christian louboutin shoes
coach factory outlet
mont blanc pens
ralph lauren
ray ban sunglasses
louis vuitton handbags
kate spade outlet
jordan shoes
instyler max
louis vuitton outlet
true religion
celine bags
louis vuitton outlet
michael kors uk
louis vuitton handbags
timberland outlet
cheap jordan shoes
designer handbags
nike roshe flyknit
ray ban wayfarer
fitflops sale clearance
louis vuitton outlet
michael kors outlet
vans shoes
toms shoes
as

 

Enviar um comentário

<< Home