A Sucessão no PSD

A marcação de um Congresso Extraordinário para eleger um novo líder para o PPD/PSD é a consequência natural do resultado negativo da gestão imprimida por Santana Lopes no seu partido e no País.
Até aí tudo normal.
O que já acho muito estranho, se não quiser dizer sintomático da forma como algum PPD/PSD vê o exercício do poder, é que a maioria das distritais se afirmem agora como "Mendistas", ou seja, apoiantes de Marques Mendes.
É assustador verificar que muitos dos destacados militantes daquele partido que há bem poucos meses assobiavam e acusavam Marques Mendes de não ter perfil para liderar o partido sejam agora os principais apoiantes dessa liderança.
Se numa visão rapida parece ser sina, nesse partido, que os derrotados num congresso sejam líderes no congresso seguinte, sempre com o apoio dos mesmos, o que se pode afirmar é que o PPD/PSD é um partido sem ideologia, atenta essa lógica. O poder pelo poder, contem-se as cabeças e decida-se a liderança. Projectos... o poder é suficiente.
Por isso, acho que estamos a assistir ao nascimento do sucessor de Marques Mendes no PPD/PSD. Chama-se Luis Filipe Meneses. Seguindo a lógica do derrotado hoje ser vencedor amanhã. Basta esperar.
Felizmente para José Socrates.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Goldman Sachs, política e terrorismo financeiro

Miranda do Corvo, 11 de setembro

Maria Luís e a falta de vergonha desta direita