Mensagens

A mostrar mensagens de Novembro, 2011

Negócios pios

Igreja Católica alemã põe à venda a sua editora… pornográfica!
 A editora é a Weltbild e é 100% propriedade da Igreja Católica alemã e a sua grande fonte de lucro são publicações “eróticas”… Depois de, no mês passado, a informação ter sido revelada, rebentou um enorme escândalo e, em consequência, a surgiu esta decisão de vender a galinha dos ovos porno, numa tentativa de estancar o escândalo e impedir que ele venha a atingir o ex-cardeal alemão  Ratzinger, o actual Papa.

Mentiras sobre Cavaco Silva

No dia 9 de Julho de 1998, a notária Maria do Carmo Santos deslocou-se ao escritório de Fernando Fantasia, na empresa industrial Sapec, Rua Vítor Cordon, em Lisboa, para proceder a uma escritura especial.

O casal Cavaco Silva (cerimoniosamente identificados com os títulos académicos de "Prof. Dr." e "Dra.") entregava a sua casa de férias em Montechoro, Albufeira, e recebia em troca da Constralmada - Sociedade de Construções Lda. uma nova moradia no mesmo concelho. Ambas foram avaliadas pelas partes no mesmo valor: 135 mil euros. Este tipo de permutas, entre imóveis do mesmo valor, está isento do pagamento de sisa, o imposto que antecedeu o IMI, e vigorava à época.

Mas a escritura refere, na página 3, que Cavaco Silva recebe um "lote de terreno para construção", omitindo que a vivenda Gaivota Azul, no lote 18 da Urbanização da Coelha, já se encontrava em construção há cerca de nove meses. Segundo o "livro de obras" que faz parte do registo da Câmara…

Defesa dos interesses nacionais

Imagem
Empresa apresentou proposta de 705 milhões de incentivos à economia, mas contrato apenas estabeleceu 516. O Estado português deixou fugir 189 milhões de euros de investimentos na economia portuguesa que resultavam da compra das viaturas Pandur para o Exército e para a Marinha.

Para memória futura. Um passado de pesadelo.

Imagem

8.º Aniversário do Diário Ateísta

Imagem

OE 2012: feitiços e feiticeiros…

Imagem
Na proposta de OE 2012 concebida pelo Governo da coligação PSD/CDS propunha-se que as actividades culturais fossem taxadas com 23% de IVA (a taxa máxima).

Ao que parece quando tomaram conta da brutalidade do aumento e completamente divorciado dos seus efeitos, nomeadamente, de um inevitável condicionamento da acessibilidade aos “produtos culturais” (para usarmos uma linguagem recorrente) o Governo - através do Secretário de Estado da Cultura – resolveu manter a taxa do livro nos 6%.
Quanto às restantes actividades culturais afirmou que o “assunto estava em aberto”…

Ontem, a mesma coligação PSD/CDS - agora no Parlamento - resolveu taxar as actividades culturais (que até aqui estavam taxadas a 6%) pelo IVA intermédio (13%). link Na realidade, depois de tantos malabarismos lá conseguiram duplicar o valor do IVA.


Resta-nos aguardar que a mesma coligação venha, à posteriori, vangloriar-se de - apesar de não existirem “almofadas” orçamentais - possuir uma "enorme" sensibilidade para a…

Só foge ao fisco quem é rico

Imagem

As aventuras políticas de Merkel e Sarkozy e o desastre (monetário, económico e financeiro) que se avizinha...

Imagem
A Moody’s diz que todos os países da Zona Euro estão sob ameaça de sofrer cortes de “rating” .
A agência alega que a “rápida escalada” da crise da dívida e do setor bancário se reflete negativamente na notação do crédito soberano dos 17 membros do bloco. O aviso da agência de notação financeira surge no mesmo dia em que foram conhecidas as previsões da OCDE, que apontam para uma alta probabilidade de recessão no bloco da moeda única.” link

Independentemente do que julgarmos acerca do papel das agências de rating (e o juízo não é abonatório) este é mais um indício de que as "grandes medidas" do Conselho Europeu, inspiradas por Merkel e Sarkozy, continuam a empurrar a Zona Euro para o colapso.
Mas até ao fim o governo de Passos Coelho continuará subserviente às concepções franco-teutónicas que resolveram os dois intrusos protagonistas definir sobre o papel e as competências do BCE, bem como sobre a oportunidade dos “eurobonds”.
Quando lá chegarem (...se chegarem) serão soluções…

Afinal existiam "almofadas"...

Imagem
PSD diz que modelação no corte dos subsídios custa 130 milhões de euros...
Hoje, o Governo através da sua bancada paralamentar (e não ao contrário como seria "normal") decidiu que "os funcionários públicos que auferirem entre 600 e 1.100 euros sofrerão cortes em apenas um dos subsídios. A partir de 1.100 euros, os dois subsídios serão cortados..."link

Para tentar convencer os incautos que não existiam "almofadas" diz pretender compensar esta "benesse" (creio que pensam deste modo) com o aumento das taxas liberatórias das mais valias bolsistas. Mais um malabarismo da coligação PSD/CDS. De facto, para quem olha com olhos de ver para a evolução da bolsa, durante este ano, pode esperar tudo menos mais-valias.

Todavia, esta discreta inflexão abre uma pequena brecha. As políticas governamentais que têm sido apresentadas como "sem alternativas" começam a permitir pequenas nuances.
Essa brecha - que não satisfaz os espoliados do subsídio de Férias…

Coimbra _ Convite da Associação 25 de Abril

Imagem
No próximo dia 6 de Dezembro, terça-feira, pelas 18H00, realiza-se na Casa da Escrita de Coimbra a apresentação da nova obra de Gertrudes da Silva, "Tempos Sem Remição". A apresentação da obra estará a cargo do Professor Doutor Carlos Sá Furtado, Professor Catedrático Jubilado da Universidade de Coimbra.  O evento é uma iniciativa conjunta da Casa da Escrita, da Associação 25 de Abril-Delegação Centro, da editora Palimage e do Autor. 
Agradecemos a participação no evento e a colaboração na sua divulgação.
A Direcção da A25A-DelCentro

FADO: Património Cultural Imaterial da Humanidade!

Imagem
O fado já é património mundial…link




O Comité Intergovernamental da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO) declarou hoje o Fado Património Cultural imaterial da Humanidade.

É uma distinção que nos honra e, para além disso, o reconhecimento da criatividade lusa na esfera cultural que se mostrou capaz de transformar uma canção urbana numa obra universal.
É um género musical que chega até ao presente valorizado graças ao empenho, a criatividade e a génio de muitos dos seus intérpretes: músicos e compositores; dos seus poetas (populares ou eruditos), dos estudiosos e de uma incontestada adesão (paixão) popular.

Refira-se, entre parêntesis, que estas características suscitaram, ao longo da nossa história, algumas tentativas de aproveitamento político, nomeadamente, devido a uma intensa identificação popular com este género musical.
Foi polémica (e continua sendo) a relação do Fado com o Estado Novo.
Na verdade, o salazarismo usou o Fado como símbolo de um repor…

"Modelação"?

Imagem
Passos: "modelação" na aplicação de medidas é possível
O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, afirmou hoje que "o Governo mantém abertura se houver evolução do PS" para fazer "alguma modelação" na aplicação de medidas de austeridade com "impacto social mais pesado". link

“Modelação” é uma expressão política nebulosa, um conceito pouco usual, que poderá significar – com base no quotidiano – “fundir em molde”.

Qual molde?
- O da equidade distributiva da austeridade, do esforço fiscal e dos sacrifícios?
- Ou significará querer moldar a sociedade a um irremediável (irreversível?) patamar de empobrecimento?
O modelo neoliberal em que “chacun vit, se gouverne à sa guise…” , essencialmente dependente dos “humores” dos mercados (interessa acrescentar) não é politicamente “modelável”, nem "remodelável". Vive de situações “livres”, i. e., sem controlo e sem regulação, selvagens…
Pelo que a nova teoria da “modelagem” será, provavelmente, mais um n…

Associação Ateísta Portuguesa. Carta ao PM

DIÁRIO DE NOTÍCIAS – Lusa (ontem) A Associação Ateísta Portuguesa (AAP) enviou hoje uma carta ao primeiro-ministro a pedir o fim das isenções fiscais da Igreja Católica, que considera “lesiva dos interesses nacionais” tendo em conta o actual contexto de crise económica. Na carta, a que a Lusa teve acesso, a AAP solicita “a caducidade do artigo 26, que concede total isenção fiscal sobre os rendimentos e bens da ICAL [Igreja Católica Apostólica Romana] e pedir a inclusão desta confissão religiosa, por razões de equidade, no esforço fiscal a que os portugueses estão sujeitos”. Na missiva, que também foi enviada ao ministro do Estado e das Finanças, Vítor Gaspar, e aos partidos com assento parlamentar, a Associação Ateísta Portuguesa salienta que a isenção do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI), nem como sobre os rendimentos da Igreja Católica, “são uma ofensa aos portugueses que sofrem as sucessivas medidas de austeridade”. A AAP “sempre considerou desnecessária a concordata assinada entre…

MANIFESTO “NOVO RUMO” (II) – decifrando paradigmas…

Imagem
Um manifesto político é um texto publicitado que denuncia, com um cariz persuasivo, uma ou várias situações (problemas), convocando os cidadãos para acções de resgate (um termo na berlinda) da sociedade. É, fundamentalmente, firmes declarações de intenções escritas numa linguagem assertiva e imperativa.

O manifesto “Novo Rumo” – encabeçado por Mário Soares - link não foge, nas linhas gerais, a este desenho embora não o preencha na totalidade. Isto é, não aparece com uma estratégia suficiente clara e transparente em relação a medidas programáticas preconizadas para combater a selvática e infindável austeridade e os efeitos perniciosos que lhe estão acoplados. Denuncia como inevitável o fracasso das políticas austeritárias levadas às últimas consequências e refugia-se na necessidade de construção de novos paradigmas, sem os explicitar. Aparece na linha de outro manifesto que saíu no mesmo dia (23.11.2011), o dos “128 cientistas sociais” link ou entronca-se num anterior o manifesto de “1…

Marrocos: Islamitas moderados vencem as eleições

Marrocos: Islamitas moderados vencem as eleições
Os islamistas moderados do Partido da Justiça e Desenvolvimento (PJD) venceram as primeiras eleições legislativas marroquinas depois da reforma constitucional para travar no país a contestação da Primavera Árabe, anunciou hoje o ministro do Interior marroquino.

Comentário: O futuro dirá qual é o significado do adjectivo «moderados».

Associação Ateísta Portuguesa (AAP). Carta ao PM

Exmo. Senhor                                          Dr. Pedro Passos Coelho                         Primeiro-ministro de Portugal                 pm@pm.gov.pt 4 - 1200-888 Lisboa                       
Cc.  - Partidos políticos;Gabinete do ministro das Finanças Senhor primeiro-ministro Pedro Passos Coelho:
A Associação Ateísta Portuguesa (AAP) sempre considerou desnecessária a concordata assinada entre a Santa Sé e a República Portuguesa, no dia 18 de Maio de 2004, e acha-a lesiva dos interesses nacionais nos privilégios que confere à Igreja.
A isenção do IMI sobre o património, bem como do imposto sobre os rendimentos da Igreja Católica Apostólica Romana (ICAR), são uma ofensa aos portugueses que sofrem as sucessivas medidas de austeridade.
O acordo assinado pelo Governo português com a troika previu um aumento expressivo do imposto sobre o património (IMI) até 2012, aumento que consta do OE 2012, ora em discussão, para ser aprovado na A. R., ampliando a imoralidade da isenção da ICAR.
A…

Assembleia patrocinada

Imagem

O "NOVO RUMO" DE MÁRIO SOARES

O Dr. Mário Soares, acompanhado por mais oito cidadãos e cidadãs mais ou menos ilustres, fez ontem publicar um manifesto em que defende um novo rumo para a União Europeia e apela a todos os cidadãos europeus de esquerda para que se mobilizem na defesa desse novo rumo.

Como cidadão de esquerda, socialista e europeísta, estou inteiramente de acordo com os ideais defendidos nesse manifesto.

Não posso no entanto deixar de lhe fazer alguns reparos.

1. Em primeiro lugar, nele se compara a luta dos europeus por esses ideais com a luta da "rua árabe". Parece-nos tal comparação duplamente infeliz. Por um lado, a "rua árabe" revoltou-se contra regimes ditatoriais. Ora na União Europeia não há ditaduras que seja necessário derrubar "na rua"; há governos resultantes de eleições livres e democráticas, que podem ser derrubados legal e democraticamente. Por outro lado, ainda hoje não sabemos, infelizmente, se dessas lutas da "rua árabe" resultarão regimes democrá…

A Espanha, a direita e a Igreja católica

Imagem
Em Espanha, tal como as sondagens prenunciavam, a direita (PP) ganhou com a maior maioria de sempre enquanto o PSOE sofreu a sua maior derrota, após a ditadura. A crise internacional, a crença do eleitorado na mudança, o desemprego brutal e as medidas de austeridade de Zapatero foram o húmus onde a vitória da direita floresceu. Não foi o PP que ganhou o poder, foi o PSOE que o perdeu.
Rajoy ganhou com a mais ampla maioria o mais estreito caminho para governar. Teve o bom senso de não fazer promessas e apenas contava com a complacência dos mercados face à maioria absoluta, expectativa gorada com a subida dos juros da dívida soberana, na segunda-feira posterior à vitória, para níveis nunca atingidos.
Curiosamente, a direita espanhola ganhou, à terceira tentativa, com o mesmo líder que perdeu as duas anteriores eleições enquanto em Portugal a direita homóloga conquistou o poder ao quinto líder acabando por se resignar com o menos experiente e preparado. Mas o que vier a acontecer a Espanh…

No muro das lamentações da crise

NO MURO DAS LAMENTAÇÕES DA CRISE (Ou uma outra forma de dizer umas verdades que, infelizmente já são lugares comuns)
- É uma lástima que quando agora os nossos filhos vêm desabafar connosco a dizer que já não aguentam mais ver e conviver com tantas falcatruas, desonestidades e falsidades, a gente não encontre mais nada para lhes responder senão que a vida, infelizmente, é assim mesmo, e que neste mundo cão o que eles têm a fazer é aguentar e procurar sobreviver. - É uma lástima a gente ouvir dizer e calar que as crises são uma boa oportunidade para encontrar soluções novas e dar mais um salto em frente, mesmo quando as crises – e esta poderá ser uma delas – muitas vezes acabam por desembocar em medonhas guerras, de que é evidente exemplo a 2ª Guerra Mundial, chegando-se até ao ponto de alguns chamarem para aqui aquilo que teria sido o grande erro de Salazar, esquecendo-se essas e outras pessoas, e até alguns de nós se nos distraímos, tão humanistas que nos reclamamos, de que vale mais um…

Como se faz um Governo

Um consultor da Goldman Sachs e da Coca Cola com lugar de grande relevo no Grupo de Bilderberg, um almirante da OTAN que seja também comandante do Comité Militar da aliança, o presidente do segundo maior banco do país, o presidente da primeira empresa de electricidade do país, um íntimo do Vaticano, vários professores de universidades privadas escolhidos a dedo, eis a receita do governo tecnocrático de Itália para suceder ao do mega empresário da comunicação social e do futebol, Silvio Berlusconi, conhecido por Sua Emittenza por ser igualmente figura grata do Estado papal.
Leia mais no Jornal de Angola

E nós que julgávamos este Governo competente

Imagem

Espanha embrulhada em sotainas

O presidente da Conferência Episcopal Espanhola, Rouco Varela, dá o seu «apoio espiritual» a Rajoy.

Nota: A Igreja católica recebe do Estado, em Espanha, 10 mil milhões de euros por ano. Espero que Rajoy acabe com este escândalo.

SNS ameaçado…

Imagem
Repete-se aqui o mesmo e degradante cenário que tivemos oportunidade de assistir em relação à comissão presidida pelo Prof. João Duque para a privatização da RTP, sob o manto diáfano da definição de “serviço públicolink. Isto é, antes de ser conhecido o relatório da comissão já o Governo se apressava a adiantar resoluções sobre o assunto, a incluir no OE 2012. link

No que diz respeito à rede pública hospitalar, actualmente a ser estudada por um Grupo Técnico para a sua reforma (Despacho n.º 10601/2011 de 24 de Agosto) link , presidido por Mendes Ribeiro (um gestor oriundo do Grupo Português de Saúde /SLN/BPN), Passos Coelho adiantou a primeira revelação sobre a “reforma” da rede hospitalar: a alienação de Hospitais!


Assumiu publicamente um compromisso que desde o último Congresso Nacional das Misericórdias vinha a ser reclamado por Manuel Lemos (presidente da União das Misericórdias), nos seguintes termos: “Quando o memorando de entendimento entre o Governo, a União Europeia e o FMI s…

Passos Coelho e a relação difícil com a verdade

Para a Igreja católica há dinheiro

Governo vai regularizar dívidas e devolver 15 hospitais
O primeiro-ministro anunciou hoje que o Governo vai, até ao final do primeiro trimestre de 2012, regularizar as dividas consideradas mais prioritárias às misericórdias e devolver os 15 hospitais públicos que pertencem a estas instituições.

Eleições Gerais em Espanha: a retumbante vitória da Direita.

Imagem
A esmagadora vitória do PP e de Mariano Rajoy , isto é, a estrondosa viragem à direita do eleitorado, nas eleições gerais em Espanha, é mais um resultado fabricado pela crise (orçamental, da dívida externa, da recessão económica e do desemprego). link

Rajoy é um corredor de fundo da política espanhola (está na política há 30 anos) e muito embora se trate de um líder sem carisma, sem dotes oratórios e um ilustre desconhecedor de questões financeiras, à 3ª. tentativa, conseguiu mais por erosão do PSOE do que por mérito próprio das suas propostas – vagas e/ou ocultas - mobilizar os espanhóis em torno da ideia de mudança.

O novo presidente do Governo espanhol estará confrontado com tremendos desafios políticos, económicos e financeiros, que a evolução dos juros das obrigações nos mercados, nos últimos 4 dias, mostra serem preocupantes.

A Espanha é a 4ª. economia da UE e, como sabemos, tratando-se de um grande barco, enfrenta uma enorme tormenta. Uma taxa de desemprego acima dos 22 % (45% pa…

Gato escondido com rabo de fora…

Imagem
"Do ponto de vista do Estado, o quadro é conhecido, nós temos o cancelamento do 13.º e do 14.º meses e a manutenção do congelamento de salários durante todo o período do programa de assistência económica e financeira. Esse é o enquadramento que é conhecido, não é novidade», afirmou Pedro Passos Coelho”. link

O inicialmente anunciado foi a "suspensão" dos pagamentos do subsídio de férias e Natal em 2012 e 2013. Pelo meio Miguel Relvas veio com a história da carochinha de que nos países da Europa do Norte só haveria 12 vencimentos anuais, i. e., a "compressão", depois – para emendar a mão – Passos Coelho levantou a hipótese de integrar os 14 meses em 12 pagamentos (a "concentração"), etc. …

Agora evoluímos para o “cancelamento”?

Isto é, O Governo vem deste modo insidioso tentar fechar um processo de retribuição salarial, tornando sem efeito o 13º. E 14º. mês, para os funcionários públicos, pensionistas e aposentados?

E só o anunciou como medida temporár…

Apanhados...

Imagem

Manifesto contra a eventual supressão do feriado do 5 de Outubro

Manifesto
Os signatários, membros da “Comissão Cívica de Coimbra Para as Comemorações do Centenário da República” (Comissão finda por esgotamento dos objectivos), empenhados na intervenção cívica que as suas consciências lhes impõem, manifestam vivo repúdio pela eventual extinção do feriado de 5 de Outubro.
Nem a ditadura se atreveu a suprimir dos feriados cívicos o dia da implantação da República, dia que em democracia é uma data emblemática do regime em que vivemos e nos revemos, regime cujos limites materiais de revisão estão constitucionalmente consagrados.
Não acreditamos que um governo democraticamente eleito ouse rasgar do calendário a comemoração da data que transformou Portugal, data que marca a natureza do governo e é a pedra basilar da nossa democracia.
A simples aceitação da possibilidade de tal ofensa à história e à cidadania seria apagar uma data das mais gloriosas da História de Portugal e ultrajar os heróis da Rotunda.
Porque, graças à República, somos cidadãos e não súbdit…

Dissonâncias e desentendimentos acerca de extorsões…

Imagem
25.10. 2011: Passos Coelho: Corte geral dos subsídios deixaria Portugal sem ajuda externa em Novembro…link;
16.11.2011: Comunicado da ‘troika' defende que "os salários do sector privado deverão seguir o exemplo do sector público".link
O Governo entrou em atabalhoado descontrolo e saltam as contradições. Tão preocupado em ser visto com um “bom aluno” entra em desvario e envereda pela senda de tentar iludir e manipular os portugueses. Para isso socorre-se da ameaça. Este tem sido o traço visível do seu comportamento na discussão do OE 2012.
Mas voltemos aos incidentes acerca dos subsídios & extorsões.
Quando Passos Coelho em Outubro refere que a alternativa de criar um imposto extraordinário sobre os subsídios “não era algo que o Governo pudesse aceitar”, visto que “dificilmente seria considerado um exercício credível lá fora” está pura e simplesmente a fazer dois exercícios de bacoca prestigiação política:
1.) Tentar colocar os cortes de subsídios na função pública, apos…

O que não nos mata torna-nos mais fortes

Imagem

O confisco dos subsídios de Natal e férias

DL 496/80 de 20 de Outubro
CAPÍTULO IV
Disposições finais
Art. 17.º Os subsídios de Natal e de férias são inalienáveis e impenhoráveis.
Art. 18.º - 1 - Para efeitos deste diploma, entende-se que o funcionário ou agente se encontra em serviço efectivo em todas as situações em que lhe é abonado o vencimento de categoria, salário ou gratificação. 
2 - Para os mesmos efeitos, considerar-se-à como mês completo o período de duração superior a quinze dias que restar no cômputo, em meses, do tempo de serviço, salvo nos casos de cessação definitiva de funções por motivo de demissão e de aposentação compulsiva.

Art. 19.º O pessoal referido na alínea b) do n.º 1 do artigo 1.º tem direito a quinze dias de férias após cada seis meses completos de serviço quando, nos termos da lei geral do funcionalismo público, não tenha, nesse ano, direito a férias.
Art. 20.º As dúvidas resultantes da aplicação do presente diploma serão resolvidas por despacho do membro do Governo responsável pela função pública, que se…

Moeda de troika

Imagem

Na rota do miserabilismo…

Imagem
A missão da Comissão Europeia, do FMI e do BCE considera desejável que os salários do sector privado sejam reduzidos, em linha com os cortes feitos no sector público. link

A “missão do empobrecimento” a todo o vapor. Ou como os cortes de vencimentos - em todos os sectores - vieram para ficar. Este oculto desígnio parece ser, no entender da troika, o novo motor do desenvolvimento. A campanha da competitividade serve para tudo.
O que está a ser sugerido não é mais do que um violento retrocesso ao século passado. Cujas consequências muitos portugueses conheceram. Quando formos atirados para o 3º. Mundo o crescimento está garantido: começamos a partir do zero e tudo o que vier é lucro, isto é, “crescimento”. Esta a mézinha da troika que o XIX Governo Constitucional está a adoptar quando insiste em ultrapassar o “programa de resgate”…

A obsessiva desvalorização do trabalho, a manutenção de uma grelha salarial iníqua, o "sustentado" crescimento das taxas de desemprego, a injusta repa…

Aparições marianas na Bósnia-Herzegovina

Imagem
Há trinta anos começou a ser fabricado na Bósnia-Herzegovina um milagre capaz de desviar uma parte importante da clientela de Fátima.
«Olhai a Virgem» ! O negócio nasceu em 24 de Junho de 1981, segundo a revista «Le Monde des Religions (N.º 50 – Novembro/Dezembro de 2011). Duas adolescentes em férias, na recôndita aldeia de  Medjugorje, viram a eterna virgem, «uma mulher muito bela com uma criança nos braços». Mais tarde juntar-se-iam mais quatro adolescentes que elevaram o número de videntes para seis.
Nestes trinta anos o negócio da fé transformou a obscura aldeia num auspicioso centro de negócios onde rumam cerca de um milhão de devotos por ano. E toda a gente enriquece, incluindo os videntes.
Seria fastidioso descrever as relações do Vaticano com a Ustashe, os crimes dos croatas católicos contra os cristãos ortodoxos e a luta no seio da ICAR, com os franciscanos a desobedecerem a Roma nos anos 60 e a cimentarem o seu poder com a virgem da sua autoria.
Em terra mais dada a guerras étn…

«Pare de odiar» . Mensagens de paz da Benetton

Imagem
Aqui.

O problema das religiões

Imagem
O problema das religiões não reside nas mentiras que espalham ou na liturgia que praticam, o problema insolúvel, a tragédia da sua existência, está na fanatização que conduz os crentes à acção.
Não vem nenhum mal ao mundo que um católico acredite na virgindade de Maria ou no voo que o seu filho fez para o Paraíso, a desgraça está nos meios que usa para convencer os outros e anatematizar os que desprezam a fé.
Que os muçulmanos detestem a carne de porco, como eu abomino cebola crua, não traz qualquer problema à humanidade, mas quando o opúsculo terrorista os convence de que devem matar os infiéis, isso já é um problema grave e um crime imperdoável.
Os judeus das trancinhas podem descansar ao Sábado e pensarem o que entenderem do Messias que aguardam, mas a gravidade do que pensam reside no sionismo.
A fé não passaria de uma treta inofensiva se os crentes não se achassem na obrigação de convencer os incréus, de perseguir a concorrência e intoxicar as crianças com as suas crenças.
Deus podia …

Recordar é preciso...

Imagem

Esquecer a História e branquear a ditadura

Imagem
Quando eu nasci a miséria era maior do que aquela a que este governo é capaz de nos reconduzir; a informação, com censura dos jornais e apreensão de livros, era muito mais limitada do que conseguirá a prometida privatização dos órgãos de comunicação social; o analfabetismo, superior a 40%, era maior do que algum dia a redução colossal das verbas destinadas à educação é capaz de conseguir; a assistência médica existia apenas para quem a pudesse pagar, situação a que este governo nos quer fazer regressar.
Quando eu nasci havia juízes que deixavam agredir os oposicionistas em pleno tribunal pela PIDE, polícias que torturavam cidadãos algemados, padres e coronéis que usavam o lápis azul para censurar a informação, ministros que diziam não ser políticos e um Presidente do Conselho que foi um dia a Badajoz, escolhia o Presidente da República e exercia um poder despótico. Chamava-se Salazar o biltre e fez do 10 de Junho o dia da raça, onde na apoteose do fascismo se colocavam medalhas no peit…

Não se podem fazer todas as asneiras ao mesmo tempo

Imagem

Quando a coragem é no feminino...

Esta mulher estava a falar numa estação de televisão árabe, falando árabe, e a ser, certamente, vista e ouvida por milhões de árabes que gostariam de a calar para sempre.

Consciência intranquila

Imagem

Goldman guys

Imagem
Os problemas vividos pela Grécia e Itália são, como é fácil de observar, distintos. Todavia, os desenvolvimentos mais recentes mostram alguns pontos de contacto - ou coincidências - no domínio político.

Ambos os países têm, presentemente, governos dirigidos por tecnocratas (Mario Monti [Itália] e Lucas Papademos [Grécia]) que não passaram pela triagem do escrutínio popular. Nasceram de acordos internos, pressionados pelos “mercados” e com a benção do directório europeu (Merkozy).

Ambos são professores de Economia aparentemente desligados de actividades partidárias mas que desempenharam – num passado recente - importantes funções em instituições da UE.

Ambos têm vastos curricula onde existe um denominador comum: trabalharam para a Goldman Sachs (link , link). Por mera coincidência, com certeza.

Miguel Relvas e histórias de embalar… ou de empal(e)ar?

Imagem
"Portugal está a seguir a estratégia que permite à Irlanda já estar a crescer" - Miguel Relvas link

Enfim, a única coisa que assemelha é a composição da “troika” (BCE/EU/FMI). Todo o resto é diferente.
A paulatina recuperação económica que a Irlanda está, neste momento, a viver assenta numa estrutura económica e empresarial que não existe por cá.
Por alguma razão - até ao rebentar da crise (2008) - a Irlanda viveu o momento do tão vitoriado “tigre celta”, com crescimentos anuais da ordem dos 6 a 8%.

Quando é que estes (criativos) governantes deixam de querer comparar realidades diferentes?

Um verdadeiro artista de uma boa escola

Imagem

Igreja dá posse ao Governo grego

Imagem
Quando o poder vem de Deus o povo fica nas mãos do Diabo

Notícias da família real espanhola

Polícia Nacional e a Agência Tributaria detectaram uma segunda factura de honorários que teria recebido o duque de Palma, Iñaki Urdangarín, pela gestão na organização de um forum sobre turismo e desporto em Palma de Maiorca em 2005, o que eleva para 275.00 euros a quantia presumidamente desviada pelo marido da infanta Cristina através da empresa Aizoon, fundada pelo casal.
A polícia suspeita que a quantia que pôde acabar nas mãos deUrdangarín poderia alcançar 600.000 euros, desviados através de várias empresas.

Nem sempre as notícias são todas más...

Imagem

Recordar é preciso...

Imagem

O que se passa no BCP?

Imagem
Ações do BCP caem 9% para 10 cêntimos

As ações do BCP foram as que mais depreciaram na sessão, ao caírem 9,09% para 0,10 euros, com o banco a acumular perdas anuais de 81,4%.link

Em 2010 circularam rumores sobre a eminente falência desta instituição bancária, prontamente desmentidos e mandados investigar após queixa à PGR. link
O Banco de Portugal, na mesma altura, saiu a terreiro e anunciou que estava a monitorizar a situação do BCP. link


O BCP continua a ser alvo de desconfiança dos mercados, a sua cotação na Bolsa reduzida à “ínfima espécie” e passado mais de um ano o BdP continua entretido a monitorizar (em silêncio).

Os portugueses que vão ter de pagar uma “recapitalização” dos bancos imposta pelos “mercados” e adoptada pela UE, não merecem um esclarecimento do BdP, enquanto entidade de “supervisão prudencial” das instituições bancárias nacionais?

Onde e como este terrífico silêncio pode ser entendido como "prudencial"?