Mensagens

A mostrar mensagens de Junho, 2009

Notas Soltas - Junho/2009

Guiné-Bissau – Com a morte do primeiro presidente, Luís Cabral, irmão de Amílcar Cabral, mítico herói assassinado, vão faltando referências ao país que derrotou a potência colonial e acabou no caos, vencido pela violência, miséria e narcotráfico.

Itália – Berlusconi é um governante sem decência, ética ou sentido de Estado, capaz de fazer do Governo um bordel e do País uma enorme República de Salò, mas a sua remoção deve ocorrer por razões políticas e não por causa das mulheres com quem dorme.

Dia-D – Em 6 de Junho, Nicolas Sarkozy, Barack Obama, Gordon Brown e Stephen Harper celebraram o desembarque dos EUA na Normandia, há 65 anos, um tributo justo à generosidade americana, à liberdade e ao fim do pesadelo nazi na Europa.

Inglaterra – Gordon Brown, procura resistir num governo aviltado pela invasão do Iraque, escândalos e derrotas eleitorais. Não é boa a alternativa mas, pelo menos, não teve ensejo de se sujar na invasão do Iraque.

Offshores – Depois dos escândalos e crimes a que deram a…

Metam a mão na consciência

Imagem

Boa notícia para europeístas

Imagem
O Tribunal Constitucional declarou o Tratado de Lisboa compatível com a Constituição da Alemanha, apesar da exigência de introduzir modificações nas leis complementares antes da ratificação.

"Hoje é um bom dia para o Tratado de Lisboa", disse a chanceler alemã, em Berlim, ao comentar a sentença do Constitucional, e acrescentou que "o Tratado superou mais um obstáculo".

Comentário: Um excelente dia para a Europa.

O "pudor" institucional e o "vazio" ideológico...

Imagem
Bernard Madoff foi condenado!

Ao ter conhecimento da pesada sentença teve a consciencia de não poder deixar de afirmar:
“Deixo um legado de vergonha”…
Este tardio "arrependimento", vindo do miolo do mundo financeiro, não resolve os problemas dos espoliados pela sua nefasta acção, mas é uma contrição ética.
É um caso que transitou em julgado e pouco há para recordar.

Mas, deverá servir de exemplo, de paradigma, para fundamentar as futuras mudanças do modus operandi das instituições financeiras, em todo o Mundo.
Na verdade, a noção que perpassa é que tudo continua na mesma. Estamos, passe a comparação, à espera que a tempestade passe…

Vem isto a propósito da polémica sobre eventuais declarações de Cavaco e Silva sobre o processo BCP e da credibilização do sistema bancário português.
As declarações atribuídas ao PR sustentavam que a acusação do MP a antigos administradores do BCP vota a “trazer ao de cima” as questões de “transparência e ética” que motivaram a actual crise. Acrescen…

A incrível “estatégia Fénix”.

Imagem
A palavra-chave da campanha PSD era, em princípio, RENOVAR.

Este "renovar" tem características muito particulares...

Renovar para o PSD é branquear o passado, "apagar" as imagens menos favorecedoras das suas actuais verdades - ontem mentiras, eliminar do retrato as figuras incómodas (técnica dita "estalinista" mas que o photoshop vulgarizou), aquilo que tenho afirmado como “a estratégia de Fénix” .

O PSD, tal como essa ave mitológica, entra em combustão e, como num crematório, reduz-se a cinzas…
Mas Fénix, continuando no domínio da mitologia, ergue-se das cinzas, e transporta os restos do seu pai ao altar do deus Sol, algures no Egipto Antigo.

O PSD também usa, quando se apresenta aos cidadãos, "este" estratagema. Cada vez que se pretende renovar, primeiro desintegra-se e, depois, num estafado ritual transporta os restos de Sá Carneiro...ao altar da "social-democracia"!.

Assim, Fénix, como o PSD, tem uma vida atribulada, uma conduta titube…

Excesso de missas

Um padre italiano viu a sua carta de condução apreendida depois de ter sido apanhado pela polícia com 0,8 g/l de álcool no sangue, quando a lei italiana não permite mais do que 0,5. O pároco já fez saber que vai recorrer.

Falta de memória ou de vergonha?

Imagem
Henrique Granadeiro diz-se espantado com as críticas de Manuela Ferreira Leite no caso PT/TVI: "Já parecem esquecidas as tentativas de intervenção do governo PSD na Lusomundo Media que levaram à minha demissão", diz.

Ler aqui.

Eurodeputado com oito guarda-costas

Imagem
Há notícias que valem por si e outras pelo contexto. No segundo caso está a conversão de um cidadão, Magdi Alan, um italiano de origem egípcia que trocou o islamismo pelo catolicismo, um direito que qualquer democracia reconhece e que as religiões fomentam ou combatem conforme o sentido da mudança.

O referido cidadão nasceu numa sociedade que o fez muçulmano como outras o teriam feito católico, budista, adventista do sétimo dia, católico ortodoxo ou evangelista. Todos têm o direito de abandonar a religião que lhes impuseram, aderir a outra ou não querer nenhuma. E qualquer estado democrático é obrigado a defender, em nome da liberdade religiosa, a opção de cada um, sem quebra da neutralidade a que está obrigado.

O caso referido começou com uma cerimónia de apostasia, com pompa e circunstância, num legítimo espectáculo de marketing, baptizado por Bento XVI. O que é um direito elementar numa democracia é um pecado grave para uma religião. O neófito, graças à conversão, ganhou um lugar de …

Momento de poesia

Imagem
Dissertação sobre um amor cortado




Tenho medo do teu poema

aquele poema há muito tempo prometido

tenho medo das palavras

que vais escrever

de tudo o que vais dizer

e que ainda não tenhas dito

serão palavras amarguradas de um amor sofrido

e assim saberei que não serei esquecido

nem os meus poemas ignorados

assim saberei que sou amado

por um amor que tu queres

impossível e desgarrado

e ditado pelo teu destino já anunciado

sei que vais partir

e não vais ler o meu poema

naquele lugar que te indiquei

talvez o leias

noutro santuário da memória

num outro tempo,

de um tempo que será só teu

mas que será sempre

um tempo marcado pelo silêncio

no interior de um anel de fogo

Associação República e laicidade

EUA - Justiça

Nova Iorque, 29 Jun (Lusa) - A justiça norte-americana condenou hoje Bernard Madoff à pena de 150 anos de prisão, a máxima possível, considerando-o culpado da maior fraude financeira de todos os tempos.
(...)
A pena aplicada a Madoff é a máxima possível para o tipo de delitos por que foi condenado, apesar de Madoff ter pedido desculpa às suas vítimas, em declarações no tribunal.

Comentário: A jurisprudência americana não produz efeitos em Portugal.

Foi em abstracto

A Presidência da República esclareceu esta segunda-feira que Cavaco Silva não se pronunciou em concreto sobre um processo judicial envolvendo alguns ex-administradores do BCP. Em causa estão declarações do Presidente da República proferidas em Guimarães.

Apostila: Em concreto foi sobre um negócio da PT.

É sempre a rasgar...

A Nova Direita juntou-se à velha esquerda e vão alegremente sempre "a rasgar".

O reaccionarismo estava aí latente e voltou em força.

O PSD quer acabar com a escola a tempo inteiro, a colocação dos Professores por 3 anos, o inglês, a informática. Numa palavra: o prestígio da escola pública.

Querem emagrecer o Estado, dispensar os serviços que os privados podem fazer. Abandonar o educação, de caminho a saúde, pelo meio vão as águas, as estradas e a televisão. Claro que a Caixa Geral de Depósitos poderia ser rasgada e fazer mais um fulgurante BCP ou BPN que tão bons resultados deram.

O PSD vai construir um Portugal novo, sempre a rasgar...

Até a direita se envergonha dele

Imagem
Câmara da capital espanhola votou pela retirada de todos os títulos honorários por si concedidos ao Generalíssimo.

A cidade de Madrid decidiu retirar todos os títulos honoríficos por si concedidos ao Generalíssimo Francisco Franco durante o período da ditadura, entre 1939 e 1975.

O conselho municipal votou a favor e por unanimidade da retirada das honras a Franco,” anunciou um porta-voz da câmara da capital espanhola".

Comentário: Resta-lhe a eterna admiração de Santo Escrivà e o título de Doutor Honoris Causa pela Universidade de Coimbra.

... e o céu tão longe

Imagem
Jardim Gonçalves, ex-presidente do BCP, fez um contrato de reforma com o banco que lhe garante deslocações em «Falcon».

E nós julgávamos que os membros do opus Dei atingiam o céu através da oração e do cilício.

Golpe de estado nas Honduras

Imagem

TIRO A SÓCRATES

Era este o título do jornal "Semanário" de 6ª feira passada que, em letras garrafais, remetia para uma página interior onde vinha um excelente artigo intitulado "Bombardeamento cavaquista", que salientava a seguinte parte: "O bombardeamento cavaquista a Sócrates intensificou-se esta semana. O dia de ontem, 25 de Junho, logo a seguir à entrevista de Manuela Ferreira Leite na SIC, foi particularmente difícil para o Primeiro-Ministro, de autêntica guerra relâmpago."

O editorial do director do jornal, Paulo Gaião, intitulava-se "A república cavaquista" e destacava a seguinte frase: "O tempo tem vindo a dar razão a Mário Soares sobre os perigos que Cavaco representaria em Belém."

A revista "Olá" anexa a este semanário tinha na 1ª página a imagem da 1ª dama com a legenda "Maria Cavaco Silva, uma mulher de causas". Uma dessas causas é seguramente o PSD. Agora imagine-se a Senhora a azucrinar todos os dias os ouvidos do marid…

Fartar, vilanagem...

Imagem
Projecto de revisão constitucional do PSD pago pelo erário público

Assembleia da Madeira pagou pareceres para iniciativas do PSD

Encomendados por ajuste directo a juristas da área social-democrata, pareceres custam em média mais de 25 mil euros.


Para além do inevitável e sôfrego Guilherme Silva, Marcelo Rebelo de Sousa também integra o elenco de jurisconsultos a que a ALM encomendou dezenas de pareceres.

Em 1996, o então líder do PSD foi solicitado a dar cobertura jurídica ao escândalo das ilegais viagens fantasma dos deputados madeirenses, detectadas pelo Tribunal de Contas, entre 1989 e 1993, num montante superior a 160 mil euros (32 mil contos).

O professor de Direito não reconheceu a este tribunal competência para "proceder a um controlo político (...) da conduta dos parlamentares regionais", aos quais era exigida a reposição das verbas indevidamente pela assembleia e utilizadas em viagens de férias a destinos exóticos.

Manuela Ferreira Leite vair repor os juros

Imagem
Manuela Ferreira Leite discordou da redução de juros aos aforradores.

BCP - Todos tão pios, tão Opus Dei, tão honestos...

Berardo: «BCP continua a roubar e posso provar»

Comendador diz que reformas dos administradores reformados são mais elevados que os do Royal Bank of ScotlandO comendador Joe Berardo, terceiro maior accionista do BCP (6,2%), teceu esta quarta-feira críticas sobre o banco, acusando a instituição de «roubo» e de «aldrabice», garantindo ter provas desses actos, refere a agência Lusa.

Comentário - Nem o acusador merece crédito.

Conferência "anti-G20": um trágico falhanço…

Imagem
Realizou-se, nos passados dias 24 a 26 de Junho, em Nova York, no âmbito da ONU, a “Conferência das Nações Unidas sobre a Crise Económica e Financeira e os seus efeitos sobre o Desenvolvimento”.

A contribuição de todos os governos mundiais foi considerada essencial para “encontrar respostas urgentes, contundentes e coerentes com a gravidade da crise sistémica global que a Humanidade está a enfrentar”.
A convocatória denuncia que as respostas até agora equacionadas através do G7 ou do G20 e das Instituições Financeiras privadas, públicas e/ou multilaterais, preocupam-se em “salvar o sistema”, nas costas dos povos e dos Países que, desde o início da recessão económico-financeira, vêm pagando, exponencialmente, os indetermináveis (infindáveis) custos da crise.

Para conseguir soluções globais é indispensável unir forças que nasçam de uma participação global. É preciso instituir o respeito pela audição da voz de todos os membros e conferir-lhe uma equidade participativa, melhor, compartici…

Irão: Ahmadinejad equipara Obama a Bush

"Espero que deixe de interferir e que se desculpe de forma clara", continuou o presidente reeleito", declarou Ahmadinejad sobre a condenação de Obama à repressão dos protestos.

Comentário: Mais um primata que não distingue a teocracia da democracia.

A opinião de Emídio Rangel

Somos pequenos lusitos...

Imagem
Ponte Europa / Pitecos - Zédalmeida

Legislativas e autárquicas

PCP, BE, PS e CDS encostaram o PR à parede do PSD.

Não podendo o PR, por vergonha, reincidir no despudorado apoio ao PSD, deu-lhe a oportunidade de explorar eleitoralmente a demagogia da poupança.

O PSD é o único partido bom, que se preocupa com os gastos eleitorais, e o PR bem queria. Mas os maus...

É tarde, Inês é morta...

Imagem
Sobre a avaliação dos professores, questão que colocou em litigio o Ministério da Educação e os Sindicatos, o Mistério - para aclarar ideias - solicitou um relatório à empresa Deloitte.

Em questão estavam, essencialmente, as quotas. Medida - genericamente contestada pelos professores - que condicionava a progressão na carreira à sustentabilidade orçamental do Ministério.

Afinal, o relatório conclui que:
“apenas em Portugal é contemplado um sistema de quotização / harmonização das avaliações”.

Segundo os cálculos do ME só um terço dos docentes poderia aspirar à categoria de professor titular, independentemente, do mérito.

A 3 meses das eleições, a Ministra, tenta corrigir o tiro.

Afinal, Portugal é o único País europeu em que o mérito não chega… , pelo que o inflexível sistema de avaliação proposto pelo Ministério, será revisto.
Segundo, a Ministra o sistema foi estudado e preparado durante 2 anos. Estava blindado a qualquer arremetida.
Quem foram os autores, os conselheiros, os assessores, e…

PR – em defesa da isenção, da independência e da imparcialidade...

Imagem
A eleição do PR é, nem mais nem menos, uma adulteração tolerada, legalmente conforme, das normas constitucionais.
Existem múltiplas situações deste teor na nossa legislação.
São, muitas vezes situações, em que o estatuído, tem uma concepção lata e legal, permitindo, em teoria, uma ampla variedade de participação mas, favorecendo, preferencialmente, os aparelhos políticos de conquista do poder – os partidos – de interferirem, ou melhor exercerem o controlo, nos variados órgãos de soberania.

Diz a CRP:


Artigo 121.º
(Eleição)
1. O Presidente da República é eleito por sufrágio universal, directo e secreto dos cidadãos portugueses eleitores recenseados no território nacional, bem como dos cidadãos portugueses residentes no estrangeiro nos termos do número seguinte.
2. ….
3. ….
Artigo 122.º
(Elegibilidade)
São elegíveis os cidadãos eleitores, portugueses de origem, maiores de 35 anos.



Em princípio, qualquer cidadão que reúna as condições constitucionais pode candidatar-se à Presidência da Repúblic…

Do Poço de Boliqueime a S. Bento

Imagem
Cavaco Silva sucedeu a Soares e Sampaio, antecessores de grande qualidade intelectual e notável formação democrática. Tem, pois, o dever de exercer este seu mandato com a dignidade que o cargo merece e exige.

O primeiro-ministro de rudimentar cultura e falta de sensibilidade, que tolerou a censura do «Evangelho segundo Jesus Cristo», de José Saramago, atribuiu a dois pides a pensão que recusou ao heróico Salgueiro Maia e deu à sua Igreja a TVI, não pode manter, como PR, a mesma parcialidade, arrogância e prepotência. Não pode agredir os outros órgãos de soberania, criticar leis e acalentar atitudes de vingança, sob pena de agravar a crise e desprestigiar o órgão de soberania de que é titular unipessoal.

A presidência da comissão de honra da canonização de Nuno Álvares Pereira foi uma afronta ao Estado laico e um frete à Igreja que precisava de autenticar o milagre da cura do olho esquerdo de D. Guilhermina de Jesus, queimado com óleo de fritar peixe. Cavaco não teve em conta a sua incom…

Cedências beatas em vésperas de eleições

Memórias...

Imagem
Hoje, arranca mais uma edição do "Estoril Jazz", sucessor natural do "Cascais Jazz", uma criação de qualidade dos anos 70 que mobilizava os amantes desta música e, foi, também um fortuito e alegre aglomerado da gente de Esquerda (esquerda festiva!), que aí confraternizava.
Evento acarinhado por muitos melómanos, mas "regido" pelo incomparável Luis Vilas Boas.
A abertura cabe ao quinteto liderado por James Carter (na foto).

Terminou a birra

Imagem
Alfredo José de Sousa, ex-presidente do Tribunal de Contas, foi o nome encontrado pelo PS e PSD para o cargo de Provedor de Justiça , deixado vago por Nascimento Rodrigues. A proposta foi anunciada esta manhã, na Assembleia da República, pelos líderes parlamentares do PS e do PSD, depois de intensos contactos bilaterais.

A incompreensão manifesta de um eleitor contra o manifesto hipócrita dos "28"

Imagem
Em documento divulgado na Imprensa, 28 economistas de dispares origens formativas e oriundos de escolas heterogéneas, eventualmente, distantes do ponto de vista de filosofia económica, manifestaram-se contra o programa de grandes investimentos públicos que fazem parte do programa de estímulo, deste governo, à actual crise.

O manifesto dos “28” é um documento político anti-sócrates.

É, mais uma tentativa de deslustre da política portuguesa anti-crise do que um documento de reflexão.

É um manifesto que sem possuir o recorte literário e o sarcasmo do “manifesto ani-Dantas” de Almada Negreiros ou do verrinoso “manifesto anti-Portas” de Carlos Candal, vira-se para o vazio ideológico e programático do PSD.

Os argumentos invocados – mas não explicitados - foram os baixos padrões de retorno económicos em relação ao volume dos investimentos propostos e um considerável aumento da dívida pública.

Embora não sendo economista, parece-me haver uma evidente contradição, um insanável confronto, entre o…

Pelo fim da pena de morte

Imagem
Cada vez que um país renuncia à pena de morte a humanidade apaga uma nódoa na sua marcha para a civilização.

Da visita do presidente espanhol, Luís Zapatero, ao Togo, ficou na memória a nuvem de mosquitos que obrigou à aterragem de emergência e ao adiamento da partida.

Infelizmente parece ter sido esquecido o discurso na Assembleia Nacional do Togo em que se aboliu a pena de morte. A lei vai ter o seu nome, o nome de quem há muito se proclamou um defensor activo da abolição da pena de morte batendo-se pelos princípios humanistas de cidadão laico e socialista. Foi o próprio ministro da Justiça do Togo que o confirmou enquanto recordava a guerra civil e o horror que se seguiu, horror que justificou a militância espanhola contra a pena capital.

O alcance da lei que enobrece o seu mentor e, sobretudo, o País que a consagra, ressalta dos números fornecidos pela Amnistia Internacional, relativos ao ano passado: 8864 penas de morte e 2390 execuções.

O exemplo do pequeno País, dos mais pobres do …