Listas de espera e obras públicas




Já lá vão 7 anos! Mais de 7 anos desde que Durão Barroso ganhou as eleições a Ferro Rodrigues numa luta desigual que se seguiu à demissão de António Guterres.

Foi há já mais de 7 anos que ouvimos a famosa tirada populista do grande demagogo, o boneco de plástico, José Manuel Barroso:
"Enquanto houver uma criança em lista de espera, não há lugar a nenhum TGV!" (reproduzido de memória).

E assim se avançou para os Hospitais S.A.: um limbo entre o SNS e a privatização ao BES, ao BCP ou, quem sabe, aos antigos amigos do BPN... para que todas as crianças ficassem fora da lista de espera... porque só entraria quem pudesse pagar!

Mas Durão Barroso não se ficou por aqui.
Desejoso de mostrar serviço em Washington enviou uns bravos membros da GNR para o Iraque, que foram escoltados pelos militares italianos (humilhação suprema!) e lá foi falando - acompanhado pela cortez Manuela Ferreira Leite como zeladora das finanças públicas - com o seu amigo Aznar sobre como ligar a Ibéria...
O mesmo PSD e o mesmo CDS iriam assinar o famoso mapa das 5 linhas de TGV, sendo a joia da coroa a linha Faro-Huelva...

7 anos passaram e nada se avançou. Que tempos eternos são estes que os engenheiros e projectistas precisam para fazer uma obra? Sócrates teve quase 5 anos para lançar uma obra que aguardamos há 15 anos e ainda estamos a discutir?

Agora lá voltará o PSD e a sua Ministra das Finanças/ candidata a Primeira-Ministra com o mesmo argumento: há crianças em lista de espera (muito menos agora do que em 2005, a propósito) e portanto não há direito a TGV.

Porquê este fado?
Com efeito, de Lisboa a Cascais não é preciso TGV, por isso, realmente todos estes projectos são uma inutilidade para a elite da linha que nos vai conduzindo à pobreza..

Comentários

polytikan disse…
Era interessante ouvir a notável brigada anti-keynes sobre o famoso relatório "O País Que Não Devia Ser Desenvolvido"

http://my.opera.com/RichardCooper/blog/2006/10/20/portugal-o-pais-que-nao-devia-ser-desen

Ou então sobre o ranking do IMD
http://sic.aeiou.pt/online/noticias/ultimas/2009/05/19/portugal-e-o-pais-mais-competitivo-do-sul-da-europa-ranking-imd.htm

Salvo o devido respeito, apetece dizer: "este país não é para velhos"
Rui Cascao disse…
Excelente texto! subscrevo a 100%!

Mensagens populares deste blogue

Notas sobre a crise venezuelana…

Vasco Graça Moura