Terminou a birra

Alfredo José de Sousa, ex-presidente do Tribunal de Contas, foi o nome encontrado pelo PS e PSD para o cargo de Provedor de Justiça , deixado vago por Nascimento Rodrigues. A proposta foi anunciada esta manhã, na Assembleia da República, pelos líderes parlamentares do PS e do PSD, depois de intensos contactos bilaterais.

Comentários

e-pá! disse…
Cavaco impôs o homem que, no seu tempo de governação, foi o Presidente do Tribunal de Contas.

Terá sido assim?
E-Pá:

Pelo menos é uma pessoa estimável, contrariamente a outros de que deixou de se falar.

Quanto à deriva autoritária do PR parece um facto mas ainda acredito que queira acabar o mandato com dignidade. Apesar dos factos.
e-pá! disse…
CE:

Folgo - como muitos portugueses - que toda esta degradante novela tenha terminado.

A dica que teci, sobre uma eventual ligação a Cavaco, não é mais do que um inofensivo dichote.

Mas, sem querer perturbar o exercicio de Afredo de Sousa - que reune as necessárias condições para exercer o cargo de Provedor com probidade e eficiência - transpira nesta indicação/nomeação, consenso a mais...
Quase uma overdose de concordâncias...

Vamos ver no isso que dá.
Mano 69 disse…
Caro e-pá

Preso por ter cão e preso por não ter.
Não será antes um seu comportamento adicto em relação ao Presidente da Republica?
e-pá! disse…
Caro Mano69:

Como sabe Alfredo Sousa foi presidente do Tribunal de Contas, para além do Governo de Cavaco, dos executivos seguintes: António Guterres, Durão Barroso e Santana Lopes ...

Mas, com certeza, como eu, ouviu personalidades políticas relevantes, defenderem a intervenção do PR, neste imbróglio.

De maneira que fiquemos pelo "dichote".
A actuação do PR tem múltiplas fragilidades. Não é necessário preenchê-la com mais especulações...nem sublimá-la com inoportunos vícios comportamentais (pessoais).
Mano 69 disse…
OK

Acabaram-se as linhas sobre este assunto.

Mensagens populares deste blogue

Goldman Sachs, política e terrorismo financeiro

Miranda do Corvo, 11 de setembro

Maria Luís e a falta de vergonha desta direita