Mensagens

A mostrar mensagens de Dezembro, 2010

BOM ANO 2011 - os que já "entraram"...

Imagem
Sidney (Austrália) - espetacular fogo de artifício sobre o mar perante mais de 1 milhão de pessoas...

Superstição e atraso numa reivindicação justa

Autarcas e população de Coimbra, Lousã e Mirando do Corvo seguem em marcha lenta até ao Santuário de Fátima em protesto contra o fim das obras do MetroMondego. Vão pedir à Virgem para que este processo se resolva e rezar para que o Governo seja responsável, diz Jaime Ramos.

[Vamos a Fátima] rezar para que o Governo passe a ter atitudes responsáveis, que deixe de fazer este terrorismo de Estado que tem estado a fazer contra Coimbra”, afirma o antigo governador civil de Coimbra.

Pérfida maneira de se furtar ao debate...

Imagem
"O Presidente da República promulgou esta tarde [3o.12.2010] a Lei do Orçamento do Estado para o próximo ano sem levantar dúvidas sobre constitucionalidade dos cortes salariais na Função Pública"...
- in, jornaldenegocios

Mais uma vez, ficamos a saber que o [re]candidato Cavaco Silva, no debate com Manuel Alegre, revelou - novamente - a sua hipocrisia e um atávico vício para o fingimento e fuga às questões, quando confrontado com o seu apoio ao OE/2011, afirmou que [ainda] o estava a analisar. Afinal, como demonstram os timings, o OE estaria - aquando do debate - analisado e mais que visto. Repousava em cima da sua secretária em Belém, à espera da formalidade da sua assinatura.
É este o Presidente que temos.... o mesmo que alguns nos voltaram a propôr.

A Presidência da República e o “Dia da Raça” em Viana do Castelo

Esclarecimento de Defensor Moura:
Depois do debate com Cavaco Silva, um jornal diário de Lisboa solicitou-me uma entrevista para esclarecimento de algumas das afirmações feitas, a que eu acedi imediatamente porque, o escasso tempo concedido aos candidatos na TV é insuficiente para a cabal explanação dos temas abordados.

Continuar a ler em «Câmara Corporativa».

O Vaticano e o "dinheiro sujo"...

Imagem
O Vaticano promulga leis para lutar contra a lavagem de dinheiro...

De facto, passados 28 anos [1982] do escândalo do Banco Ambrosiano/IOR [Banco do Vaticano], é uma medida que chega tarde. Melhor seria, concomitantemente, esclarecer de que modo 1,4 bilhões de dólares levaram sumiço, as circunstâncias do suicícdio de Roberto Calvi, a defenestração do alto funcionário do BV Giuseppe Della Ca e da secretária suiça Graziella Corrocher...
Só Michele Sindona foi apanhado pela justiça americana. Uma outra pia entidade – Arcebispo Marcinkus - o presidente do Banco, provavelmente o mais envolvido de todos, amigo pessoal de JP2 e, acrescente-se de nacionalidade americana, morreu tranquilamente nos EUA...

Se este emaranhado de factos, em devido tempo, não provocou qualquer reacção do IOR, a actual investigação dos magistrados italianos e uma maior exposição dos negócios da ICAR ao Mundo, alertou o Vaticano para a necessidade de tentar prevenir os negócios "sujos"... que, como se verifica…

Debate Alegre / Cavaco. Assim, não

Imagem
Manda a verdade dizer que o debate não foi estimulante. Se alguém ganhou o debate foi a Judite de Sousa e não contribuiu para o esclarecimento que se impunha.

Cavaco não respondeu a uma só pergunta pertinente. Ignorou a cobardia do seu silêncio perante a humilhação feita a Portugal na República checa, quando, durante a sua visita, o respectivo presidente teve o mau gosto de brincar com o défice português.

Ignorou a crítica de Alegre por ter feito uma visita à Madeira impedido por Alberto João Jardim de fazer uma sessão no Parlamento Regional, por ser um «bando de loucos», e acabar por reunir-se com os partidos num hotel, sem respeito pela função presidencial.

Acusou a Administração do BPN de ter sido incapaz de recuperar o banco, um caso grave de polícia, como se o que estivesse em causa não fossem as acções da SLN que ele e a filha Patrícia compraram e venderam sem se saber quem os convidou e fez os preços, sendo a SLN a infiel proprietária do referido banco. É falso que os obscuros …

Devaneios de Fim de Ano: o retorno à Política…

Imagem
O ano de 2010 terá sido um período crucial para o Mundo Ocidental. Pela enésima vez tentamos dobrar o cabo das tormentas.

Entramos no séc. XXI embalados por múltiplos projectos e iludidos por inúmeros mitos. Hoje, muitas esperanças transformaram-se em ilusões e os mitos continuam quimeras.

Desde a desconchavada ameaça de um “bug” informático com que iniciamos o novo século que as simulações, os reveses ou as ameaças trágicas, não nos largam.
Foram crises atrás de crises. Desde o “pico” do petróleo, ao rebentamento de sucessivas “bolhas “ financeiras, fruto das mais diversificadas especulações e de insaciáveis ganâncias. Há 10 anos que não temos sossego. Afundaram-se em utopias os desejos de harmonia entre os povos, da paz e da segurança.

Na actualidade, o Mundo está ocupado [preocupado] com o crescimento económico, a qualquer preço, à revelia dos Direitos Fundamentais do Homem. Este quadro [modelo] de desenvolvimento tem trazido à Humanidade uma consequência perversa: a proliferação da po…

Horrores da Guerra civil de Espanha

Imagem
Entre 1936 e 1939 a ferocidade atingiu proporções incríveis na guerra civil espanhola. A demência e o ódio misturaram-se numa orgia de sangue e crueldade.
Não houve santos em qualquer dos lados da barricada, apesar da onda de canonizações que os dois últimos pontificados promoveram, numa insensata decisão que acirrou ódios antigos e trouxe à memória a cumplicidade da Igreja católica, que nem os seus padres poupou, quando se tratava de assassinar adversários.
Foi horrenda a guerra civil, mais do que soía acontecer na Europa, mais bárbara do que muitas na antiguidade, mais condenável porque os vencedores persistiram na tortura e nos assassinatos vários anos depois do fim da guerra.
Hitler, Mussolini e Salazar foram cúmplices dos crimes de Franco. Hitler mandou os seus aviões experimentar o novo armamento em Guernica e Salazar permitiu o envio de mantimentos, o envolvimento dos Viriatos, o empenhamento do Rádio Clube Português e, depois da guerra, a entrega pela GNR dos fugitivos, destina…

O regresso do fascismo através de um sindicato

Imagem
O presidente da ASJ teceu duras críticas ao Governo e ao partido socialista. 
"Há uma cultura em certos sectores políticos, nomeadamente no PS, de não conviverem bem com a independência dos juízes e dos tribunais, com a autonomia do Ministério Público", afirmou António Martins ao Correio da Manhã, acrescentando que na sua opinião houve um "completo erro de casting" na equipa do Ministério da Justiça "começando pelo ministro, mas continuando no secretário de Estado".

Nota: Quem fiscaliza este exótico sindicato e o militante político que o dirige?

Eram santinhos

Juiz recusa destruir escutas de Sócrates

Arguidos e assistentes do Face Oculta notificados para dizer se querem ter acesso às cópias agora surgidas.

Nota: Julguei que um PM só pudesse ser escutado com autorização do presidente do Supremo Tribunal de Justiça, que os juízes fossem obrigados a cumprir a lei e que o único poder não sufragado fosse incapaz de fazer perseguições políticas e interferir na luta partidária.

Julguei igualmente que aos juízes era devido respeito. E que o mereciam.

IRÃO: a barbárie continua, em nome de deus...

Imagem
Ali SaramiO mais conhecido preso político do Irão - Ali Sarami - foi hoje executado acusado de "guerrear contra Deus ou contra a República Islâmica"....

No início deste mês [02.12.2010] foi publicada uma carta aberta escrita [em 17.11.2010] por Ali Sarami, denunciando as deploráveis condições da prisão [‘Rajai Shahr’], na cidade de Karaj, onde se encontrava detido. link

Cavaco e o diploma de apoio ao ensino privado

Imagem
O PR e recandidato Cavaco Silva, depois da ameaça pública de veto a que se chamou diálogo entre o PR e o Governo, promulgou o regime de apoio ao ensino privado.
Sendo a decisão sobre o regime referido competência exclusiva do Governo, surpreende a intromissão do ainda PR, num assunto que exorbita a sua competência, e a publicidade que quis dar-lhe para benefício eleitoral em período que a mais elementar prudência aconselharia discrição e que evitasse desvirtuar um diploma governamental justo e útil.
Quando o PR afirma esperar que prevaleça o bom senso fica a saber-se que quer aludir à sua peculiar forma de interpretar o interesse nacional, de acordo com os interesses dos donos dos estabelecimentos de ensino privado, à custa do erário público.
As escolas privadas são instituições lucrativas destinadas a quem as quer e pode pagar. Não podem ser um sorvedouro de dinheiros públicos, o instrumento de transferência de recursos do Estado para mãos privadas nem o subsídio de projectos confessio…

COSTA DO MARFIM: 8 anos de guerras civis cíclicas…

Imagem
Abidjan - comemorações do 50 º aniversário da Independência da Costa do Marfim.
Actores representam cena alusiva à escravatura
Laurent Gbagdo é [mais] um ditador africano que – ao fim de alguns anos de tirania - caí em desgraça.

Está, novamente metido num golpe militar. Diferente. Um golpe que não assenta no presente – que é ele próprio – mas sim no seu futuro.

O líder da Oposição Ouattara venceu a eleição presidencial. Gbagdo quer “apagar” essa vitória e permanecer no poder. Tentou argumentar com o inverosímil: acusa a Oposição de manipular os resultados, como se fosse possível tal facto. São sempre os usurários do poder que têm à mão todos os instrumentos de fraude. Em África esta situação, para além de insólita, simbolizava o virar o feitiço contra o feiticeiro.

O drama de Ouattara começa antes. Em 1994, o então presidente, Henry Konan Bédié, decidiu excluir Ouattara de concorrer na eleição presidencial, através de um expediente aprovado no Parlamento determinando que quaisquer cidadã…

A "febre" dos mercados...

Imagem
Empresas públicas ganham milhões com mercados e não dão ao Estado, noticia o jornal "i", com base num parecer do Tribunal de Contas que revela que as aplicações financeiras destas empresas estão a ser colocadas nos bancos e não em contas do Tesouro...

*

O controlo das contas das empresas públicas anda pelas ruas da amargura. Permite a utilização indevida de fundos públicos quando, por outro lado o Estado, "espiolha" o bolso dos contribuintes. Não pode haver tolerância para estes tipo de "aplicações", que podem enveredar - num regime de competição - por métodos madoffianos, isto é, com altos riscos e sem qualquer controlo [prévio] da tutela. Em quaisquer circunstâncias, quando o País vive momentos de grande aperto em relação à liquidez de Tesouraria e é obrigado a emitir obrigações do Tesouro com altos juros, estas engenharias financeiras são espúrias e deslocadas.
Aqueles a quem o Estado delegou a responsabilidade de gerir dinheiros públicos, para fins de in…

Por correspondência a falsificação é mais fácil

O silêncio é d'oiro...?

Imagem
O Presidente da República aproveitou a deixa de Durão Barroso para apelar - já é a 2ª. vez que o faz! - ao silêncio, evitando comentar a crise da dívida soberana.
Referenciou os ditos mercados, com a suave expressão de "nossos credores" e identificou-os como "companhias de seguros, os fundos de pensões, os fundos soberanos, os bancos internacionais e os cidadãos espalhados por esse mundo fora..."link

Na verdade, um Presidente da República não pode enveredar por esse caminho. É seu dever falar claro, ser verdadeiro. E falar claro seria afirmar que com as drámaticas disposições do OE/2011 - que se prepara para promulgar - os tais credores para além de ignorarem os nossos sacrifícios, a nossa severa austeridade, continuam a especular sobre a dívida pública portuguesa. Os credores são, de facto, especuladores.
Porque teremos de pactuar - em silêncio - com esses gananciosos "arranjistas"?
Porque o silêncio é d'oiro e esperamos capitalizar algum para cobrir a …

#cavaconunca

"É preciso nascerem duas vezes para ser mais honestos do que eu"(Resposta de Cavaco Silva a Defensor de Moura num debate tenso na SIC, quando confrontado com o seu passado) Nota: Medíocre na gramática e omisso nos esclarecimentos.

Conselho de Finanças Públicas

Imagem
Do acordo PS/PSD que viabilizou o OE/2011 “nasceu” um órgão fiscalizador das contas públicas do País. Ao fim e ao cabo, pretendeu-se introduzir um mecanismo fiscalizador que controlasse a execução orçamental, com o intuito de evitar derrapagens na despesa pública.
Este é um órgão de supervisão das contas públicas que, de certo modo, avoca competências dispersas, nomeadamente, do Banco de Portugal, do Tribunal de Contas e da Unidade Técnica de Apoio Orçamental [AR].

As características deste novo órgão, à primeira vista, deveriam estar adstritas a uma entidade fiscalizadora, independente do Executivo. Na verdade, é o Governo que propõe à AR o Orçamento de Estado e é o responsável último pela sua execução. Melhor, pelo rigor da sua execução.

A legislação deste novo organismo já devia ter entrado na AR para discussão. Para surpresa geral foi tornado público que "a composição, as competências, a organização e o funcionamento do Conselho, bem como o estatuto dos respectivos membros, são d…

No outro hemisfério...

Imagem
21. Dez. 2010 crianças comemoram - resfrescando-se - o solstício de Verão [Rio de Janeiro - "complexo do Alemão"] Foto: António Lacerda/EPA

Boas_Festas_1 (Crónica)

Imagem
Voltar às origens na noite de consoada é a viagem marcada no calendário, imposta pelo hábito e repetida pela inércia. À medida que as coisas e os lugares se encaixam cada vez menos na memória mais intensamente os procuramos. Parte-se em busca do passado e teme-se a desilusão de não achar sinais. Mas volta-se sempre, quiçá com vontade de exumar memórias, de recuperar sonhos e afectos que nos fazem falta, como se no eterno regresso surgisse a fonte da juventude.

Todos os anos, quando Dezembro chega, o frio vem lembrar-nos a festa que se aproxima ao ritmo da nossa ansiedade, enquanto os apelos ao consumo nos seduzem, insinuando uma felicidade duradoura. Fazem-se compras sem ponderação e arquivam-se prendas à espera de destinatário. Os livros têm nesta época o lugar que mereciam durante o ano, viajam com as pessoas à espera de leitor, quedam-se em mãos que os afagam ou, simplesmente, arquivam-se no abandono da estante.

Depois de árduas discussões no seio dos casais decide-se o local da co…

Votos de Boas - Festas para todos os leitores

Imagem

Agências de rating colocam a sobrevivência da moeda europeia numa encruzilhada…

Imagem
As agências de rating extravasam, despudoradamente, as suas competências e pretendem ser o governo financeiro [supranacional] do Mundo. As suas competências são, à primeira vista, derivadas da capacidade de interpretar antecipadamente as reacções dos mercados e prever a actuação dos investidores. As ligações institucionais [formais ou informais] entre essas agências e os ditos mercados são subjectivas, nublosas, para não dizer suspeitas.
O facto das agências Fitch, Standard & Poor's e Moody’s pretenderem excluir, liminarmente, Portugal, Grécia, Irlanda e Espanha, da Zona Euro , põe a nu a estratégia do mundo financeiro face à moeda comum europeia, na ausência de políticas concertadas. Pretendem [os “mercados”] atacar - um a um - países que a conjuntura resultante de uma profunda crise mostrou debilidades orçamentais, da dívida pública e do crescimento económico. Contam com a hesitação do "eixo anglo-franco-alemão" para evitar que a UE possa organizar uma resposta em …

a "gaffe" da noite...

Imagem
"Serei sempre um Presidente acima dos portugueses..."
aqui

Cavaco Silva no debate com Defensor de Moura

23.12.2010.

SOLSTÍCIO de INVERNO...

Imagem
"Templo" do Sol [Pedra da Cabeleira] - Chãs - V. N Foz Coa

O solstício de Inverno assinala a noite mais longa do ano. A longa escuridão e o recalcitrante frio. Apesar disso, o solstício é um apogeu. O início de dias mais longos e a crescente imposição da luz… até ao solstício de Verão.
Esta época gélida e de escuridão sempre inquietou os homens. Desde a Antiguidade que simbolizou a união entre a Terra [feminino] e o Sol [masculino]. União que representa o ritual do renascimento. Do que quisermos: do Homem, da Natureza, do Universo.
Destas mutações astronómicas os pagãos fizeram nascer entidades mitológicas: Atis, Dionísio, Osíris, … . Comemoravam esta época como um tempo de fertilidade que, por exemplo, no Egipto Antigo, aproveitavam para tratar das sementes e celebravam todos os anos, o nascimento de Horus, filho da virgem Ísis, e sua imagem era exposta à adoração do povo.
As civilizações pré-colombianas, do continente americano, relacionavam-no com novos ciclos astrológicos qu…

Nem o aborto terapêutico !

O bispo auxiliar de Santiago qualificou como um atentado contra a vida dos mais débeis o projecto de lei que despenaliza o aborto terapêutico.

Nota: Nenhum clérigo corre risco de vida com uma gravidez.

A excepção e a regra...

Imagem
Ninguém, de boa fé, põe em dúvida a papel essencial das forças de segurança num Estado Democrático.

A GNR sendo uma força de segurança de natureza militar desenvolve uma meritória actividade de garantia da ordem e tranquilidade pública. Tem tido uma acção permanente e constante na manutenção da segurança e de protecção de pessoas e bens, nomeadamente, nos meios rurais. Esta presença de proximidade é bem conhecida dos portugueses. Nos últimos anos, tem sido chamada a prestar serviço em situações de conflito externo, integrando corpos expedicionários charneira entre as forças militares e policiais, em situações complexas como em Timor e no Iraque. Nascida com o advento da República [1911] que levou à extinção das Guardas Reais e Municipais, viria a sofrer uma importante reorganização, em 1993, decorrente da integração de Portugal na então CEE. Dessa reorganização resultou o alargamento do seu âmbito de competências, nomeadamente, a integração das funções que estavam adstritas à Guarda Fi…

Cavaco - Passado pouco íntegro na gramática e no civismo

Imagem
Quando Cavaco era primeiro-ministro e negou a pensão de sangue à viúva de Salgueiro Maia, a cujo heroísmo devia o lugar que ocupava, e  atribuiu outras aagentesda PIDE, "por serviços relevantes à pátria", julgaram os portugueses que a atitude indigna fosse o corolário da falta de preparação cívica e de cultura democrática.
O conhecimento da ficha da PIDE explica o acto e a perplexidade provocada. É talvez a prova que melhor define o carácter e esclarece as  decisões suspeitas. Explicações sobre a ficha da PIDE são tão essenciais como as da eventual conspiração anti-governamental, no caso das escutas de Belém, e as do negócio das acções da SLN, casualmente através de pródigos financiadores da sua primeira campanha eleitoral à PR.
Como as dúvidas sobre Cavaco nunca se aclaram, desde a assiduidade na Universidade Nova de Lisboa, nos anos 80, e a alegada protecção de João de Deus Pinheiro, até às reformas com que tem vindo a arredondar o vencimento de PR, há perguntas a fazer sobr…

"eurobonds" e a crise ou o adiar de soluções?

Imagem
Jean-Claude Juncker
Desde a última cimeira europeia que os “eurobonds” [emissão conjunta da dívida europeia] tornou-se a panaceia para ultrapassar a crise.
Neste momento, dois países da Euro Zona [Grécia e Irlanda] já foram obrigados a recorrer aos Fundos Europeus de Estabilidade Financeira e ao FMI para solucionar graves problemas orçamentais e de dívida pública.
A Europa continua a gerir a crise acorrendo a situações dramáticas, pejadas de factos consumados e país por país. Mas, estas “soluções” que acarretam pesados atrasos no crescimento e drásticas restrições ao Estado Social , só efemeramente, sossegaram os mercados. Passado o efeito inicial logo recomeçaram os ataques especulativos a outros Países [Portugal e Espanha]. Todavia, é de crer que os marcados não ficarão por aí. Há sempre novos alvos em perspectiva: Bélgica, Itália, etc.
Quando todo este edifício começar a abrir brechas, não colmatáveis, e elas surgirão se algum dia países com a dimensão da Espanha ou da Itália soçobra…

Promiscuidade político-eleitoral…

Imagem
O Governo propôs, dentro das suas competências, alterações às regras de financiamento do ensino particular e cooperativo.
Estas alterações parecem estar em conformidade com a crise económica e financeira que o País vive e decorrem directamente dos cortes da despesa pública, um dos pilares orientadores do OE/2011. A proposta governamental estipula um corte médio de 30% nas transferências de verbas para o ensino privado e cooperativo.
Mais, o diploma governamental estipula a celebração de contratos anuais, já que o ensino particular sendo complementar do ensino público e não alternativo, existem novas realidades que evoluem no dia-a-dia. Logo, à medida que a rede escolar se desenvolve e aumenta a capacidade de cobertura nacional é natural que esse facto se repercuta na metodologia e alcance das transferências.

A CRP no artº. 75, 1. determina: “O Estado criará uma rede de estabelecimentos públicos de ensino que cubra as necessidades de toda a população…”
Este é o princípio fundamental que ob…

Pagas a peso de oiro por todos os portugueses

Imagem
Óscar Silva, o economista que Oliveira e Costa foi buscar à Credifin para fundar no Porto, em 1998, a BPN- Créditus, esteve em Inglaterra com alguns amigos a assistir a uma prova de automobilismo viajando no jacto privado do BPN.

Para animar a viagem fez-se uma escala num país do Leste para recolher prostitutas. *

Intolerância religiosa

Imagem
O irmão da actriz Afshan Azad, de 22 anos, que participou na saga Harry Potter, admitiu ter espancado a sua irmã por causa do relacionamento dela com um jovem hindu.

A saga das agências de rating...

Imagem

O tremeliques palavroso

Uma crónica notável
Por
(Oscar Mascarenhas)
*****

“corporativismos financeiros” numa Europa em crise…

Imagem
Em Portugal, aprovado o OE/2011, começou a lufa-lufa na procura de vários caminhos e estratagemas para continuar a distribuir bonificações [e outras benesses] aos executivos das empresas públicas.

O exemplo da CGD que reivindica um estatuto especial remuneratório dada a especificidade do mercado bancário, bem como a manutenção de bónus, da progressão nas carreiras e não redução dos salários, causou mau estar entre os portugueses.
Já anteriormente a sua posição na assembleia de accionistas da PT permitindo a antecipação dos dividendos resultantes a venda de acções da VIVO, não foi compreendida por muita gente. No campo político foi dramática a solidão de Francisco Assis ao terçar armas, junto ao grupo parlamentar do PS, pela não taxação desses dividendos, segundo argumentou, para não “desautorizar” o Governo…

A situação no Banco de Portugal que, por ser um Banco Central, pretende ficar de fora dos cortes salariais, será outro [mau] exemplo, neste caso, apoiado pelo Banco Central Europeu…

A…

Ana Gomes quer trazer os submarinos à superfície...

Imagem
submarino a emergir...

A eurodeputada Ana Gomes entregou hoje uma queixa na Comissão Europeia contra os contratos de aquisição e contrapartidas dos dois submarinos, por violação das regras do mercado interno, corrupção e má utilização dos dinheiros públicos.

Estas acusações dizem respeito ao contrato assinado, em 2004, entre o Estado Português e a German Submarine Consortium (GSC), sendo Ministro da Defesa Paulo Sacadura Cabral Portas...
A compra dos submarinos implicou a realização de três contratos:
1.) entre o Estado português e o GSC, com o preço, as condições de pagamento e os prazos de entrega;
2.) entre o consórcio bancário constituído por Crédit Suisse, First Boston International e Banco Espírito Santo e o GSC;
3.) e, outro, entre este consórcio bancário e o Estado português.

O valor global cumulativo destes contratos acabou por totalizar a módica quantia de 1048 milhões de euros

A aquisição dos submarinos - segundo as novas regras impostas pelo Eurostat - têm de ser contabilizada, pa…

Banco do Vaticano acusado de lavagem de dinheiro

Imagem
Alegações de que havia lavagem de dinheiro em um banco do Vaticano, o Instituto para Obras Religiosas, levaram a polícia a apreender 23 milhões de euros (19,5 milhões de libras) em activos em Setembro.

O Banco do Vaticano possui caixas electrónicos em latim, os padres usam uma entrada privada e há um retrato em tamanho natural de Bento XVI pendurado na parede.

Informações sobre eleições para PR

Cara(o)s amiga(o)s Gostaria de chamar a vossa atenção para o problema do voto em branco, nas eleições presidenciais. Isto, porque para além de continuarem a correr e-mails defendendo o voto em branco, como acto de protesto, começam a correr boatos especulativos, que chegam ao ponto de pretenderem fazer crer que, nas presidenciais, se deve votar nulo em vez de em branco, pois o nulo é que conta!... Em minha opinião, está-se a tentar explorar o facto de, nestas eleições, o voto em branco ter exactamente o mesmo valor que o voto nulo, isto é zero! De facto,nas presidenciais, o voto em branco não é considerado validamente expresso (como pode ver em www.cne.pt/dl/legis_lepr_2005.pdf)! Já nas eleições presidenciais de há cinco anos, teria havido uma segunda volta se o voto em branco fosse considerado validamente expresso (Cavaco Silva =2.773.431 votos; Manuel Alegre + Mário Soares + Jerónimo de Sousa + Francisco Louça + Garcia Pereira + brancos =  2.773.552 votos). Quem não quiser votar em nenhu…

WIKILEAKS: contrabando de produtos radioactivos....

Imagem
El material nuclear circula sin control en el corazón de África
Las instalaciones atómicas de Congo carecen de las mínimas medidas de seguridad

"Contrabando nuclear, contaminación radiactiva, exportación ilegal de uranio y una total inseguridad en las instalaciones atómicas en una selva de turbios intereses políticos y económicos donde el soborno es la única ley. Así es el panorama que describen numerosos despachos de varias embajadas de EE UU en el corazón de África sobre el tráfico de material nuclear en una zona del mundo azotada por la guerra, la enfermedad y la codicia de los extranjeros por sus recursos naturales. "el pais

***

O Organismo Internacional de Energía Atómica (OEIA) não consegue controlar este contrabando...
A Al Qaeda tem um acesso fácil ao material radioactivo através do Yemen. Entretanto, enquanto o Mundo se torna cada vez mais perigoso, as potências ocidentais estão ocupadas, quase exclusivamente, com o Irão e a Coreia do Norte. A política do momento, a cur…

Um [dois, três,...] político[s] visionário[s] *

Imagem
"Tony [Blair] e eu [Bush] acordamos a estratégia: apresentaríamos uma segunda resolução à ONU, com o apoio do líder visionário de Espanha, o primeiro-ministro José María Aznar…"

Tradução livre de excerto do “Decision Points” [livro de memórias de G. W.Bush], referindo-se aos preparativos da guerra do Iraque.

[*] - Existe um 4º "visionário", J M Durão Barroso, hoje, residente em Bruxelas mas, tanto na Cimeira [dos Açores] como nas fotos de "família", tornou-se num "excedentário"...

Momento de poesia

Imagem
Dissertação sobre uma viagem de fantasia…


Embarquei naquele comboio
para fazer uma viagem de fantasia.
Prometiam experiências estrelares
com brumas de incensos da mais exótica alquimia
intensos cheiros de essências africanas,
sem semáforos a controlar o trânsito das avenidas
do prazer, e também ofereciam fruta da época,
em cada apeadeiro.
Escolhia-se a paisagem mais agradável
a cada olhar. Bastava meter uma moeda
na ranhura de uma máquina de cores berrantes,
e até podia compreender-se a esterilidade da Lua,
(que não tem nada a ver com a Lua dos poetas
românticos, que acabaram por a transformar
na puta mais matreira do Universo, de tanto a cantarem),
e perceber por que Marte é vermelho, ou experimentar
a volúpia dos anéis de Saturno a fazer-nos cócegas
à volta do umbigo, nos seus rodopios de vertigem.
Dizia-se no anúncio publicitário que quem se perdesse
nas nuvens seria recuperado na secção dos perdidos
e achados, o que permitia a cada passageiro
ultrapassar os seus medos e …

Das "reformas estruturais" ao apetite do poder...

Imagem
"O líder do PSD afirmou esperar que as 50 medidas anunciadas pelo Governo se convertam "num programa de reforma estrutural"LUSA

Sempre que ouço falar em “reformas estruturais” fico de pé atrás. Não porque as ache descabidas. O que me preocupa é saber que essas “reformas estruturais” são alterações profundas [das estruturas basilares] no campo político, económico, social e cultural. Têm a ver com questões fulcrais da sociedade. Com a natureza, relacionamento e padrões dos sistemas [políticos, económicos, sociais e culturais]. São modificações radicais em qualquer um destes domínios.
Na prática, portanto, o apelo a “reformas estruturais” encerra o desejo de profundas mudanças de sistemas que, muitas vezes, não cabem no conceito de reforma, ultrapassando-o. Muitas das “reformas estruturais”, tão frequentemente invocadas, só são possíveis [realizáveis] quando se verificam mudanças qualitativas dos sistemas. Isto é, num contexto de ruptura, revolucionário…

Esta área é um dos …

ASJP: a "ferro e fogo" de Coimbra para a Europa ...

Imagem
A Assembleia-Geral da Associação Sindical dos Juízes Portugueses (ASJP) decidiu hoje apresentar queixa contra o Governo português ao Conselho da Europa pela alteração do Estatuto dos Magistrados Judiciais (EMJ).

A reunião da ASJP mandatou também a direcção nacional para poder recorrer à greve, embora como "medida extrema". "Sem prejuízo de outras acções que venham a afigurar-se adequadas, inclusive o recurso à medida de reacção mais extrema da greve", a Assembleia-Geral aprovou a apresentação da queixa contra o Governo português, por entender que violou uma recomendação do Conselho da Europa com a aprovação recente da proposta de lei de alteração do Estatuto dos Magistrados Judiciais (EMJ)
... Diário de Notícias ***Sem querer falar da ameaça velada de greve por questões remunetatórias que dificilmente será entendida pelos portugueses sujeitos a drásticas medidas de austeridade [de algum modo esta atitude faz lembrar os conroladores aéreos espanhóis...], julgo que a p…