Factos & documentos

Comentários

e-pá! disse…
A velha máxima bárbara [é atribuída a Genghis Khan] de matar o mensageiro perante más notícias, parece ter voltado à ribalta política.

A Scotland Yard deteve, hoje, de manhã Julian Assange, a pedido da Interpol...
http://tv1.rtp.pt/noticias/index.php?t=Julian-Assange-sob-custodia-da-policia-britanica.rtp&article=397565&layout=10&visual=3&tm=7

Idenpendentemente, da necessidade de efectura uma profunda análise sobre a irresponsabilidade, ou a criminalidade, das revelações do site WikiLeaks, a abertura de uma "caça ao homem", neste caso, não pode deixar de provocar sérias inquietações sobre a liberdade, nomeadamente no seio de um mundo que deve permanecer aberto e livre como é o ciberespaço.
Até à condenação de Julian Assange toda esta "trama" [esta suspeição perseguirá o caso judicial] deveria manter uma estrita confidencialidade e discrição.

Por outro lado se, de facto e de direito, existem indícios de comportamentos integráveis sob a alçada criminal, relacionadas sobre as "filtragens" divulgadas pela WikiLeaks, deverão ser entregues a autoridades judiciais competentes [confesso não conhecer quem tem competência para julgar casos deste teor].

Começou o filme...

Mensagens populares deste blogue

Insurreição judicial

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime