NOVO AEROPORTO DE LISBOA: "Lobbying" à portuguesa

Aeroporto novo rende o dobro do que vai custar...

"Se o projecto não avançar, perdem-se 290 milhões de passageiros de 2018 a 2050.
O novo aeroporto internacional de Lisboa, programado para o Campo de Tiro de Alcochete, deverá render ao País mais do dobro do que irá custar, assegura a Naer.
Segundo o comunicado ontem divulgado pela Naer, a propósito da aprovação da DIA - Declaração de Impacte Ambiental,
o rácio benefício/custo é de 2,3, ou seja, o benefício é mais do dobro do custo do projecto...

NAER - Novo Aerporto, SA - empresa pública responsável pelo projecto.
Accionistas: ANA, SA / NAV, EPE / ESTADO (Direcção-Geral do Tesouro).

Lobbying à portuguesa (o sector empresarial do Estado a pressionar orgãos de decisão política do Estado), ou/e a sensibilização da opinião pública ["marketing político?"] ou, ainda, mais uma empresa pública SA, em funcionamento desde 2008, neste momento - político, financeiro e orçamental - "paralisada", logo, dentro do enquadramento orçamental da redução da despesa pública, a lutar pela sobrevivência?

De observar, a evolução do "marketing político". As SCUT's seriam [nunca foram!] a "custo zero". O novo Aerporto "acarreta um benefício de mais do dobro do custo do projecto..."

Como diria Marguerite Duras:
"Há ilusões que se parecem com a luz do dia; quando acabam, tudo com elas desapareceu..."

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Insurreição judicial

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime