Quero também as calças e os sapatos

As exigências da Sr.ª Merkel

 *
A chanceler alemã Angela Merkel disse hoje estar impressionada com as políticas económicas que Portugal e Espanha adoptaram nos últimos meses e defendeu que a prioridade para 2011 deverá ser o aprofundamento das reformas para aumentar a competitividade.

Comentários

e-pá! disse…
Portugal - e outros Países periféricos da UE - caíram num círculo vicioso.

Qualquer programa de estabilidade e/ou de crescimento que seja apresentado peca sempre por defeito.

A Srª. MerKel, aliás secundada pelo Sr. Barroso, não se contenta com as drásticas medidas de austeridade.
Agora o problema passou a ser a competitividade.
Isto traduzido em medidas concretas é: maior flexibilização das leis laborais, fazer disparar a competição interna e "emagrecer" o aparelho de Estado.
Um outro vector que é altamente influenciador da competitividade - a diminuição da carga fiscal - por ora não pode ser porque temos necessidade de aumentar a receita e pagar a divida soberana.

O erro está em apresentar um pacote de 50 medidas, assim de rajada. Se adoptássemos o modelo de 1 medida/semana os euroburocratas ficariam ocupados durante quase um ano...

E, enquanto o pau ia e vinha, sempre folgavam as costas.

Mensagens populares deste blogue

Insurreição judicial

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime