Mensagens

A mostrar mensagens de 2019

2 em 1 – Ecologia e prevenção do tabagismo

Imagem

Deliberação unânime da Ordem dos Advogados do Brasil

Imagem
"O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e o Colégio de Presidentes de Seccionais, por deliberação unânime, manifestam perplexidade e preocupação com os fatos recentemente noticiados pela mídia, envolvendo procuradores da república e um ex-magistrado, tanto pelo fato de autoridades públicas supostamente terem sido “hackeadas”, com grave risco à segurança institucional, quanto pelo conteúdo das conversas veiculadas, que ameaçam caros alicerces do Estado Democrático de Direito.

É preciso, antes de tudo, prudência. A íntegra dos documentos deve ser analisada para que, somente após o devido processo legal – com todo o plexo de direitos fundamentais que lhe é inerente –, seja formado juízo definitivo de valor.

Não se pode desconsiderar, contudo, a gravidade dos fatos, o que demanda investigação plena, imparcial e isenta, na medida em que estes envolvem membros do Ministério Público Federal, ex-membro do Poder Judiciário e a possível relação de promiscuidade na condu…

O Estado de Direito e os dilemas éticos

Imagem
Interrogo-me sobre se há crimes bons e crimes maus, se devemos sacrificar os direitos, liberdades e garantias à Justiça ou impedir esta de punir crimes com provas obtidas de forma ilegal.

O Estado de Direito democrático não é, ao contrário do que muitos pensam, a aspiração universal que os povos reclamam. Bastam a fome, a pobreza ou o medo para trocar uma conquista civilizacional pela esperança de uma situação melhor ou pela simples ilusão.

A descoberta dos crimes praticados pelo atual ministro da Justiça do Brasil, como juiz, conluiado com procuradores venais e políticos marginais, que ora estão no poder, só foi possível graças a outros crimes, roubo de dados de telemóveis e violação da privacidade.

Julian Assange permitiu descobrir crimes hediondos, mas não deixou de ele próprio se transformar em criminoso. Era importante descobrir a violência de Estado e os crimes que os países poderosos praticam, mas a forma da obtenção e, sobretudo, a abdicação da ética e o mercantilismo da divu…

A vitória moral de Lula da Silva

Imagem
Quando um homem é mordido por uma víbora, não há quem apoie o réptil, mas se esse homem caiu num ninho de víboras e ninguém procura salvá-lo, é o género humano que se humilha pela cobardia e o torna indigno.

Lula da Silva até podia ser corrupto, e mereceria o desprezo que a indignidade provoca, mas estar preso por uma associação de malfeitores emboscados nas togas e becas, é um crime que produz o vómito de quem ainda preza a liberdade e a dignidade humanas.

Conspirar contra a democracia e derrubar o homem que os malfeitores escolheram para subverter a legalidade e exercer uma vingança partidária, é a baixeza ética da cáfila que nunca procurou combater a corrupção, apenas queria ter o monopólio dela.

Lula da Silva, cuja inocência é hoje irrelevante face aos estragos que o justiceiro Sérgio Moro causou à Justiça, à democracia e ao Brasil, tem hoje contra o ardiloso conspirador a superioridade ética de quem foi preso por vingança, cálculo eleitoral e ódio de classe.

A vergonha dos convi…

As professoras do ensino primário e o matrimónio

Imagem
Quem não leu os santos Doutores da Igreja, nomeadamente Santo Agostinho, ignora os apetites femininos que subvertem a moral e os bons costumes. O Antigo Testamento dá sábios conselhos para que o homem perceba o atrevimento da mulher.

O Estado Novo poupou-nos, das cidades às humildes aldeias, aos excessos de que eram capazes as professoras, impelidas por vaidade e pelas hormonas. Acabariam a vestir-se com afoiteza e luxúria, sem a modéstia e discrição que deviam, tentadas a usar calças, como homens, ignorando que cada sexo tem vestuário próprio, exceto o clero, que pode, e deve vestir-se com trajes femininos, com as bonitas rendas e sedas que lhe destacam a dignidade do múnus ao serviço do Divino.

Salazar impediu-as do aderirem à moda diabólica da minissaia com que as mais ousadas teriam perdido a alma e ofendido os bons costumes. Nesse tempo havia respeito e a lei zelava para que quem tinha o dever de educar não cedesse às tentações mundanas e fosse objeto de escândalo.

Quantas joven…

O Sr. João Miguel Tavares e os seus dois discursos

Imagem
O Sr. Tavares não foi um erro de casting. O presidente das comemorações do 10 de Junho foi a vergonha nacional em Portalegre e o descaramento internacional em Mindelo.

Na cidade de Cabo Verde, com o mesmo nome da praia do Porto onde, em 8 de julho de 1832 desembarcaram os “7.500 bravos” liberais, para libertarem Portugal dos traidores miguelistas e da sua crueldade, aterrou, em 10 de junho de 2019, não um bravo, apenas um parvo miguelista, mal documentado sobre a origem do crioulo, a perorar pior sobre as relações dos dois países, na companhia do PR e do PM.

O que se diria se um arrivista destes tivesse sido indigitado pelo Governo!

A ser verdade que começou a ler a redação dirigindo-se, como se lê neste ‘link’, aos:

“Senhor Presidente da República de Cabo Verde, Senhor Presidente da República Portuguesa, Senhor Primeiro-Ministro da República de Cabo Verde, Autoridades civis e militares, Minhas senhoras e meus senhores», o Sr. Tavares fez uma ofensa grosseira e imbecil, com a omissão…

Associação 25 de Abril - As conversas secretas da Lava Jato

Car@s amig@s
Pelo interesse do comportamento do crapuloso do juiz brasileiro que, a troco do lugar de ministro da Justiça e da promessa da indigitação para o Supremo Tribunal, foi cúmplice do golpe de Estado que levou Lula da Silva à prisão e Bolsonaro à presidência da República, deixo aqui o email que Vasco Lourenço, presidente da Associação 25 de Abril, mandou aos sócios.
Sendo verídicas as informações, é urgente a libertação de Lula da Silva e o julgamento, por conspiração contra a Democracia, de Sérgio Moro, que insultou o sistema jurídico português, um ex-PM que ainda não foi sequer acusado e, muito menos julgado, e se permitiu dar conselhos para combater os corruptos como ele. Aqui fica o email da Associação 25 de Abril:
Car@s associad@s
Felizmente que ainda se conseguem descobrir algumas manobras… Esperemos que não se limitem a atacar a forma como foram descobertas, que não as considerem inaproveitáveis precisamente por isso, que olhem essencialmente para o seu conteúdo…
A golpada da…

A crise da Direita e o risco de aviltamento da função presidencial…

Imagem
Quando o PR - num dos seus recorrentes comentários políticos (é disso que se trata) - invoca uma eventual crise da Direita link para justificar a sua agenda pessoal (de intervenção diária e de futura candidatura) o líder do maior partido da Oposição (neste caso de Direita), Rui Rio, resolve sacudir a pressão e tenta endossar a crise ao regime (segundo se entende – democrático) link. Em primeiro lugar, existe a necessidade de, para compreender a postura marcelista, saltar da cantilena dos afetos e das selfies para o campo político. Foi o que o PR fez quando, sob a diletante capa dos equilíbrios, proferiu, na FLAD, a sua mais recente arenga. Na verdade, Marcelo Rebelo de Sousa quis dizer que só se sente ‘confortável’ num quadro de equilíbrio (instável) Esquerda/Direita propício para continuar, politicamente, a navegar em ‘águas turvas’. O discurso da estabilidade, recorrente, não passa de (mais) uma hipocrisia.
O PR deita para segundo plano o carácter representativo do cargo de acord…

O 11 de junho, o PR e o Dr. João Miguel Tavares no 10 de Junho

Imagem
Arredado dos noticiários televisivos, por razões de higiene, li depois os discursos do PR e do seu alter ego, nomeado para presidir às comemorações do 10 de Junho, em Portalegre.

Soube que o 10 de junho é quando o presidente quiser. No dia 10 foi em Portalegre e, depois de atribuir 4 medalhas de ouro a outros tantos estandartes, na Cidade da Praia; e, no dia seguinte, em Mindelo, Cabo Verde, país que tem 21 mil emigrantes portugueses, onde apenas se julgava que, além de turistas, só havia 1, Dias Loureiro, o paradigma de empresário-modelo, assim designado pelo académico-padrão Passos Coelho.

No seu discurso, o PR nomeou portugueses ilustres espalhados pelo mundo. Dado que todos eram ex-governantes do PS, deixou, para compensar, ao presidente da comissão organizadora das comemorações, um truculento jornalista da área do PSD, a leitura de uma redação com a narrativa política de Passos Coelho.

Não se esperava do Dr. João Miguel Tavares a grandeza, a eloquência e a elegância de Sampaio d…

Ruben de Carvalho

Imagem
O falecimento deste grande jornalista, melómano, culto e notável organizador da Festa do Avante, deixa um enorme vazio, não apenas nos comunistas, mas em todos os que o leram e conheceram o seu longo percurso antifascista.

Era um homem de bem e um cidadão tolerante, de enorme inteligência e singular perspicácia política.

Pelo seu  talento, capacidade de diálogo e empenhamento cívico, Ponte Europa, apresenta ao PCP e a todos os antifascistas o testemunho da admiração, respeito e saudade que Ruben de Carvalho merece.

Sérgio Moro – Juiz de corruptos ou juiz corrupto?

Quem pensou que Sérgio Moro era um juiz impoluto, que fazia do combate à corrupção e do respeito pelos direitos dos arguidos a sua norma de conduta, terá ficado estupefacto com o pagamento dos serviços prestados, com a pasta ministerial no governo do pouco recomendável Bolsonaro.

Que tenha sido instigador da intriga para subverter as eleições brasileiras e afastar Lula da Silva e o PT da vitória, transforma o juiz em cabo eleitoral, o magistrado em jagunço e o homem num detrito.

Que possa ter combinado com Bolsonaro, fascista inculto, como pagamento da pulhice, a indigitação presidencial para o Supremo Tribunal, é a infâmia que pode contaminar a arquitetura jurisdicional do Brasil onde a corrupção é a pandemia política que arrasta os Tribunais.

Já havia desconfiança do entusiasmo justiceiro do político togado e da perfídia das suas intenções, mas foi a revelação dos emails do político marginal, disfarçado de juiz, que mostrou a verdadeira natureza do indivíduo e a vileza do protagonis…

O 10 de Junho

Imagem
Enquanto o PR se desloca em frenéticas viagens, o discurso oficial comemorativa da data provável da morte de Luís de Camões, foi encomendado a um arruaceiro da direita trauliteira, dr. João Miguel Tavares.
Há anos, na Guarda, o PR de turno não resistiu à emoção da data.

Trump em Londres

Imagem
A Europa, berço da civilização que nos honra, assistiu estupefacta à visita de Trump ao Reino Unido, com a incivilidade, ignorância e sobranceria a darem origem aos soezes insultos à mais velha democracia do mundo, tratada como protetorado destinado a mais uma estrela na bandeira dos EUA.

A boçalidade com que deu conselhos, insultou políticos e deu orientações sobre o futuro PM e a forma de concretizar o Brexit, deixou de ser a humilhação ao país anfitrião, para se converter na chantagem à Europa que a Sr.ª May, no ocaso da governação, consentiu.

Há bocas de onde só saem ruídos e mau cheiro.

Foi o caso.

PR – O incorrigível comentador e o SNS

Imagem
Não lhe bastando para megafones o Conselheiro comentador, os jornalistas solícitos e o clero que lambe em deprimentes beija-mãos, ameaça desbaratar o prestígio que adquiriu por mérito próprio e comparação com o antecessor. Exige ser o mediador, o contrapeso partidário e fiel de uma balança que não lhe pertence, nem lhe cabe equilibrar.

Ninguém duvida da recandidatura do PR nem da vitória. Invocar a sua necessidade pela debilidade da direita, o que não faria, decerto, se fosse a da esquerda, é o pretexto risível que ameaça o regular funcionamento das instituições e a solidariedade institucional.

Devia recordar-se da crueldade e despropósito das declarações populistas que levaram à demissão da ministra da Administração Interna, apanhada entre fogos, não é metáfora, entre os de Pedrógão e o de Oliveira do Hospital, aguçando as garras aos vampiros que sugaram o sangue das vítimas até às recentes eleições europeias.

Marcelo gosta de embaraçar o PR e, no seu narcisismo, compromete a livre …

TAP e a hora das decisões políticas …

Imagem
As trapalhadas da Altice, as dos CTT, as da EDP e mais recentemente as da TAP empurram-nos para um revisitar das privatizações. Este revisitar, cada dia que passa ou após cada novo episódio,  transforma-se numa verdadeira 'galeria de horrores'.
A Direita sempre que surgem problemas nos serviços públicos apressa-se a chamar o Governo ao Parlamento - e logo de seguida passa a incriminar toda a Esquerda - tentando ‘branquear’ o pecado original que alegremente cometeu: – as privatizações (à balda).
Vezes sem conta foi afirmado que um País não devia (não podia) perder o controlo de sectores estratégicos. Isto é, sectores-chave para o desenvolvimento e charneiras para as políticas sociais para assegurar o bem-estar da população, como sejam o dos transportes, as comunicações, os energéticos, a Saúde, a Educação, etc.. Para além disso, esses sectores são também essenciais em questões relativas à afirmação da soberania nacional. 
A venda a privados de sectores estratégicos, mesmo que…

Tradições pias

Imagem

«Pela boca morre o peixe»

Imagem
( PAN - Dado o perigo de crescer, sem que as suas ideias sejam conhecidas, aqui fica um recorte do panfleto distribuído durante a campanha para as eleições europeias.
É importante que as pessoas averigúem o que pensa o PAN em relação às vacinas e às medicinas alternativas para conhecer a sua natureza.

As praxes e as Universidades

Imagem
Neste antigo reino, onde a clerezia era influente, foi criada a Universidade que os padres dominavam. A teologia era a ciência oculta que a engrandecia, a única sem método nem objeto. Os padres, geralmente cultos, dominavam o conhecimento, que divulgavam com a superstição, à mistura, vigiando as heresias e proscrevendo os réprobos.

Durante séculos foi única, os hereges eram banidos e tinha lugar de relevo a fé. Depois de numerosas vicissitudes foi arejada pelos ventos do liberalismo e a laicidade penetrou naquele antro com odor a sacristia.

O reino passou a República e a laicidade, que era a prática, a obrigação. Veio a ditadura depois e, mais tarde, uma democracia moderna. No eterno retorno, as vestes talares dos docentes e discentes foram o veículo da recuperação das piores tradições e da criação de outras que contaminaram numerosas escolas, às vezes em vãos de escada, com cursos exóticos e diplomas por equivalência, sem dispensarem as praxes.

As cerimónias iniciáticas substituíram…

Federico García Lorca – 121.º aniversário do seu nascimento

Imagem
Pintor, compositor, pianista, dramaturgo e poeta, Lorca foi um maiores e mais promissores intelectuais do século passado.

Faria hoje 121 anos o poeta fuzilado pelas costas, aos 38 anos, quando a violência fascista e a homofobia eram a regra na Espanha franquista, beata e clerical.

Em sua homenagem, quando o Supremo Tribunal de Espanha, atendendo o recurso dos netos de Franco, suspende a exumação do ditador, aqui fica um poema de amor, sendo o sentimento e a poesia formas de combate à violência.

– O Poeta Pede a Seu Amor que lhe Escreva –

Meu entranhado amor, morte que é vida,
tua palavra escrita em vão espero
e penso, com a flor que se emurchece
que se vivo sem mim quero perder-te.

O ar é imortal. A pedra inerte
nem a sombra conhece nem a evita.
Coração interior não necessita
do mel gelado que a lua derrama.

Porém eu te suportei. Rasguei-me as veias,
sobre a tua cintura, tigre e pomba,
em duelo de mordidas e açucenas.

Enche minha loucura de palavras
ou deixa-me viver na minha calma
e…

Espanha

Imagem
O Supremo Tribunal da Falange, digo, de Espanha, reconheceu Franco como chefe de Estado desde o dia 1 de outubro de 1936, em plena Guerra Civil, e decidiu suspender a exumação do genocida, do Vale dos Caídos.

Quando o mais alto tribunal altera a História é a dignidade do órgão que profere o acórdão que fica ferida.

Trump, Inglaterra, Europa e as insuportáveis interferências…

Imagem
Trump/Inglaterra/Europa - exatamente por esta ordem - e subitamente colocaram-se no centro da agenda política deste mês de Junho.
Na verdade, o reino de Sua Majestade estendeu o tapete vermelho ao boçal Donald Trump e abriu um vasto conjunto de hostilidades contra a Europa.
As declarações do presidente norte-americano que precederam esta visita de Estado deste a Londres vieram esclarecer os cépticos e consubstanciam o maior ataque externo à União Europeia. Desde a indicação do futuro líder do Partido Conservador à indigitação do negociador do Brexit para acabar no incitamento a um ‘hard no-deal’ acrescido da fuga às responsabilidades financeiras houve de tudo um pouco para não dizer que existiram nuances para todos os gostos link.
A indicação feita por Trump de Boris Johnson para líder dos Conservadores e putativo primeiro-ministro britânico link e a sugestão de Nigel Farage para negociador da saída do Reino Unido da UE são grosseiras intromissões na política interna britânica e, ma…

AR e juízes

Imagem
«PS, PCP, CDS e PEV aprovaram na última sexta-feira, no Parlamento, uma norma do Estatuto dos Magistrados Judiciais que permitirá aos juízes conselheiros um vencimento superior ao do primeiro-ministro.» Votaram contra a alteração à lei as bancadas do BE, PSD, PAN e o deputado Paulo Trigo Pereira.
Que a Dr.ª Cristas, desnorteada com os resultados eleitorais de quem prometia substituir o PM, no absoluto desnorte e falta de sentido de Estado em que vegeta, não compreenda que há uma hierarquia constitucional, percebe-se. Que o PCP e o PS se tenham curvado ao politizado sindicato dos juízes (ASJ), cuja existência é um exotismo intolerável, é uma vergonha que dificilmente compreenderão os seus eleitores. 
Que a cedência tenha como desculpa “uma anomalia estatutária” imposta pelo Governo de maioria absoluta de Cavaco Silva, salazarista sem a inteligência e a formação jurídica do ditador, não absolve a enormidade que acabaram de aprovar.
Resta a raiva de quem abomina os uivos da rua contra q…

Islão

Imagem

Bolsonaro e a ‘evangélica’ caminhada…

Imagem
Não nutro especial respeito pelo Supremo Tribunal Federal brasileiro (STF). Vários episódios recentes – a destituição de Dilma Roussef e a prisão de Lula da Silva, p. exº. - lançam a suspeita (fiquemos por aqui) como esta instância superior do poder judicial brasileiro poderá estar inquinada por uma oculta agenda política. Todavia, perante o insidioso ataque desencadeado por Jair Bolsonaro ao STF é difícil conter a indignação. As tentações de alguns ‘personagens políticos’ – muitos deles eleitos democraticamente - tentarem controlar, e se possível ‘vergarem’, o poder judicial a projetos pessoais e a desígnios obscuros (antidemocráticos) não são casos ímpares na história das Nações. Para não enumerar um rol de situações bastará olhar para o que se está a passar na Turquia sob a presidência de Erdogan. Na passada 6ª. feira surgiu um sinal de alerta vindo do Brasil. Jair Bolsonaro colocado perante a discussão do problema da homofobia e da sua eventual tipificação como racismo, neste mom…

Inaceitáveis privilégios dos juízes

Imagem
É uma vergonha que o PCP e o PS, além do residual e pouco recomendável CDS aprovem vencimentos superiores aos do presidente da AR e do PM.

A chantagem da ASJ, um sindicato fortemente politizado fez capitular o Governo.

O patriarca de Lisboa, as eleições europeias e o silêncio dos bispos

Imagem
Esperava-se, não do arcaico bispo de Lisboa, mas de alguns dos outros 20 titulares, dos 7 auxiliares ou dos 17 eméritos e dois eméritos-convidados, que defendessem a honra da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), que o presidente Clemente achincalhou com a reincidência perturbadora ao serviço de partidos reacionários e fascistas.

Nem o vice-presidente da CEP, também ornamentado com barrete cardinalício, nem um emérito, onde consta o nome honrado de Manuel Vieira Pinto, nenhum teve a coragem de limpar a nódoa que o patriarca lançou sobre a Igreja de todos eles.

O Sr. Manuel Clemente, que o país julgava ter recebido o Prémio Pessoa por ser enorme intelectual e, afinal, deve a imagem ao prémio, com influência de António Barreto e de toda a direita portuense, podia pedir ao Vaticano a restituição do ouro a que deve o título de patriarca, que lhe afaga o ego.

De cada vez que é tratado por Sr. Patriarca, devia lembrar-se de quanto esse título e o de Senhor Fidelíssimo para custaram a Por…

A UE e as Eleições Europeias – 2019

Imagem
A fragmentação partidária e por grupos políticos do Parlamento Europeu (PE) está desde já a alimentar um conjunto jogos compositivos tendentes a ‘encontrarem’ o novo presidente da Comissão Europeia. A ‘dança de cadeiras’ precede um programa político europeu que tenha como objetivo resolver os problemas e insuficiências que ‘ensombram’ a Europa nos dias que correm. Esta inversão é significativa em termos de escalonamento de prioridades, mas é 'o que a casa gasta’.
Ao que parece a imposição, pelo PPE, do Sr. Weber poderá estar em risco por não colher o voto da maioria dos parlamentares agora eleitos. Esta poderia ser uma boa notícia per si já que o personagem escolhido (pelo PPE) não possui um currículo (político) recomendável. Mas a complexidade é acrescida pela introdução à volta dos problemas de outros cargos em disputa (presidente do Parlamento, presidente do BCE e representante externo da UE) que ultrapassam os contornos balizadores do hemiciclo de Estrasburgo.
Na realidade, …

Notas Soltas – maio/2019

Espanha – Uma freira foi vista a trocar os boletins de voto de anciãs deficientes, em Bilbao, a favor do PP, nas últimas eleições. A Junta Eleitoral de Biscaia comunicou à Justiça a atuação da religiosa, apanhada em flagrante por apoiantes do Podemos.
Coimbra – Docentes da Faculdade de Letras (UC) manifestaram “inteiro repúdio e total rejeição” ao carro alegórico “Alcoholocausto” de finalistas de História, por banalizarem a História e os ‘carroceiros’ espalharam panfletos de teor fascista. Conduta abominável!
Crise Política – A ameaça de demissão do PM, por não poder acomodar no Orçamento os encargos resultantes da contagem de tempo integral aos professores, obrigou o PSD e o CDS a recuarem, deixando a nu o oportunismo eleitoral da sua primeira votação.
Turquia – A repetição das eleições autárquicas em Estambul, perdidas pelo partido de Erdogan, foi decisão da comissão eleitoral afeta ao autocrata, que não aceitou a derrota. O despotismo do PR destruiu a independência do poder judicial e…

Vaticano – O Papa e o aborto

Imagem
Quando se procuram sinais positivos de uma Igreja, especialmente através do seu líder, e se cria uma imagem favorável, a realidade acaba por desiludir.
O atual Papa católico, Francisco, que teve a coragem de condenar a pena de morte, que persistia no catecismo romano, que humildemente se interrogou sobre o direito de julgar comportamentos que o clero mais jurássico considera pecados graves, acaba por assumir uma inaudita intolerância contra as mulheres, na linha dos antecessores.
A condenação dos meios precoces de diagnóstico pré-natal, se tiverem em vista a IVG nos casos de malformações, não é apenas um caso de insensibilidade masculina, é uma opção que compromete a saúde da grávida e a obriga a carregar fetos teratogénicos.
A condenação da IVG, em qualquer circunstância, mesmo em caso de violação, incesto, risco de vida da mãe e malformação fetal, revela a insensibilidade de que só os clérigos são capazes.  É o delírio misógino das sotainas contra as mulheres.
O Papa Francisco é co…

PEV, PAN e ecologia – Desafio à reflexão e discussão

Imagem
O aquecimento global, a escassez de recursos, a poluição e a necessidade de alternativas aos combustíveis fósseis são uma evidência num Planeta que é o único habitat possível. São problemas a exigirem solução, antes de nos precipitarem no abismo, a curto prazo.

A perspetiva da falta de oxigénio, ozono, alimentos e água potável é a preocupação para a qual faltam soluções, a emergência que carece do empenhamento de todos, o perigo de que, cada vez mais, maior número de pessoas toma consciência.

Não admira que os problemas ecológicos sejam tão facilmente intuídos e preocupem as camadas etárias que sentem ameaçada a sobrevivência. A política, ajudada pela ciência, serve para procurar soluções e propor modelos, obtendo a ecologia centralidade, quando a biodiversidade diminui de forma dramática e ameaça a espécie humana.

Em Portugal, a coligação PCP/PEV, sem ganhos eleitorais, tem adiado o advento de um movimento ecologista alargado, que a órbita do PCP reduz, e vai acabar parasitado por p…