Portugal e a sua História

O 1.º de Dezembro e o 5 de Outubro, este gravado a letras de oiro no devocionário republicano, são as datas identitárias do povo que somos e da Pátria que amamos. Só a agnosia cívica e indigência cultural puderam excluir do calendário os feriados maiores da nossa História, que o último Governo de António Costa devolveu ao património cívico e às comemorações afetivas.

A SIC também confundiu a restauração da soberania, em 1640, com a implantação da República, em 1910, com a leviandade equivalente ao desprezo dos ignaros PR e PM, que em 2013 suprimiram os feriados. Pensei que não havia jornalistas com igual nível de iliteracia.


Comentários

Mensagens populares deste blogue

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime

Tunísia – Caminho da democracia ou cemitério da laicidade ?