Mensagens

A mostrar mensagens de Dezembro, 2012

À medida que vão matando Abril,,,

Imagem

A refinada hipocrisia da demora da decisão tomada

Imagem

Notas Soltas - dezembro/2012

1.º de Dezembro – A extinção do histórico feriado revela a falta de patriotismo de quem o decidiu e a ignorância do valor simbólico desta data para o velho País que a crise económica, política e social ameaça na sua identidade.
PCP – O XIX Congresso foi uma manifestação apoteótica de um partido fiel aos princípios, coerente com a origem e apoiado na revolta que alastra. À aliança com outros partidos prefere ficar orgulhosamente só, à espera de amanhãs que cantem.
Banco Alimentar Contra a Fome – A ação meritória, num momento de graves e generalizadas carências, é esbanjada pela subnutrição mental da sua presidente, Isabel Jonet, que prefere a caridade à solidariedade. É a opção de classe.
RTP-2 – A extinção do programa “Câmara Clara”, em canal público aberto de televisão, é o insulto que traz à memória a afirmação de Paul Joseph Goebbels, ministro da Propaganda Nazi: “quando oiço falar de cultura… puxo logo da pistola”.
Egito – A opção do novo presidente pela sharia, após eleições democrát…

Feliz 2013

Imagem
Na impossibilidade de distribuir abraços e ósculos, conforme o género e os usos, por todos os visitantes do Ponte Europa, deixo os canónicos votos de Feliz 2013.

O "PEDRO" E O "ESTEVES"

Imagem
O primeiro-ministro em exercício vem dando inquietantes sinais de distúrbio psicótico, agora com sintomas de dupla personalidade.


Há dias facebookou uma mensagem lamechas, no estilo literário de revista cor-de-rosa, a que não faltavam os pontapés na gramática, na qual, não sei se por cinismo se por total perda do sentido da realidade, tratava os portugueses por “amigos” e, em seu nome e no “da Laura”, desejava “a todos umas Festas Felizes”, terminando com “um abraço” e assinando familiarmente “Pedro”.

Mas ao lado deste “Pedro” ternurento temos o implacável Passos Coelho do “custe o que custar”, fustigador da “pieguice”, injuriador dos velhos reformados, mais troikista que a troika e – faceta que agora revelou – aprendiz de Salazar.

Como se sabe, Salazar, avesso a multidões e a festejos, nunca inaugurava nada nem “abrilhantava” com a sua presença quaisquer comemorações; para esse tipo de coisas mandava o Thomaz. Não deixava porém de visitar as “realizações do Estado Novo”; mas fazia-o…

O Governo prepara-se para meter – mais uma vez - água…

Imagem
Governo: Proposta de lei 'abre' gestão da água a privados…
O Conselho de Ministros aprovou, esta quinta-feira, duas propostas de lei para permitir a entrega a privados de sistemas de água, saneamento e recolha de resíduos e dar mais poderes à Entidade Reguladora de Águas e Resíduos (ERSAR)…link
***
A água é um bem de uso comum, colectivo, indispensável à vida e, portanto, do domínio público. Sendo pertença de todos e sendo utilizada por todos, deverá permanecer com um bem patrimonial, uno, indivisível e inalienável. Infestar este vasto e sensível património comum com modelos de gestão privada é prostituir a coisa pública. Tratar a água como uma mercadoria é, de facto, um atentado ao património nacional. A água é um exemplo típico de um bem fundamental. Claro que a captação, tratamento, distribuição e manutenção das redes de abastecimento têm custos que são cobráveis ao consumidor mas, estes factos, não devem colidir com o ‘direito à água’.
O acesso das populações rurais ou urba…

Espanha - Mariano Rajoy não suporta a Igreja franquista

Mariano Rajoy rejeita a chantagem do presidente da Conferência Episcopal Espanhola, um fascista de boa cepa, Rouco Varela, que pretende o regresso às leis de família do seu ídolo Francisco Franco.

Jogos e/ou cartadas...

Imagem
Le Monde’ divulgou um novo jogo de cartas que estará a ter 'enorme' sucesso em Portugal. link
Chama-se: ‘Vem aí a troika!’…

Notícias do dia

Imagem

Sr. Secretário de Estado da Saúde: pela sua rica saudinha

Imagem
"Se nós, cada um dos cidadãos, não fizermos qualquer coisa para reduzir o potencial de um dia sermos doentes, por mais impostos que possamos cobrar aos cidadãos, o Serviço Nacional de Saúde (SNS) será, mais tarde ou mais cedo, insustentável", afirmou Fernando Leal da Costa, em entrevista à agência Lusa. link
Esta será a abordagem do Secretário de Estado da Saúde à recente constatação de que os Centros de Saúde fizeram menos 912.368 consultas (-3,6 %) no período Janeiro/Outubro de 2012, relativamente ao período homólogo de 2011. Mais, as consultas médicas presenciais nos cuidados primários de saúde decresceram 6,9% [!] link Chama-se a ‘isto’ tentar apanhar atabalhoadamente o comboio em marcha (para o precípicio). Isto é, aproveitar visíveis problemas na acessibilidade aos serviços públicos de saúde, que por razões conhecidas (abrupta perda de rendimentos das famílias, disparar do desemprego e aumento das taxas moderadoras), determinaram uma queda na procura de cuidados. A AC…

A INEXISTÊNCIA POLÍTICA DE CAVACO

(Nota: este post é apenas um comentário ao post anterior de e-pá!, intitulado "O incrível acontece" - cuja leitura é indispensável à compreensão deste - em que se dá notícia de que o ministro Gaspar fez publicar uma portaria no dia 28/12 em execução de uma lei sem número supostamente de 31/12 e que seria a Lei do Orçammento para 2013. Só lhe dou mais relevo em virtude da gravidade do assunto.)

É absolutamente espantoso! Definitivamente, Gaspar, como mandatário de facto da Troika, pensa que tudo lhe é permitido. Passa por cima da Constituição, das leis e do próprio Presidente da República!
Uma lei só tem existência depois de ser publicada no Diário da República; antes disso não existe.
Gaspar publica uma portaria em execução de uma lei inexistente, considerando-a como uma lei futura, pois lhe dá uma data posterior à da própria portaria.
Isto é uma aberração jamais vista ou sequer imaginada!
Mas o mais grave é a arrogância e a presunção da criatura. Gaspar presume que a lei va…

O Islão é tolerante e pacífico

Aitolá iraquiano afirma que futuro de cristãos no país é conversão ao islamismo ou a morte
O Iraque é um país de maioria islâmica e atualmente, é formado por uma sociedade bastante conturbada, que vive em conflitos de natureza étnica.
Durante uma entrevista a um programa de TV, um dos líderes religiosos do país, o aiatolá Ahmad Al Baghdadi Al Hassani afirmou que a minoria cristã terá duas alternativas, se continuar no país: “converter-se ao islamismo, ou morrer”.

O incrível acontece…

Imagem
DIÁRIO DA REPÚBLICA, I SÉRIE, nº. 251, 2º. Suplemento, Pág. 7294-(23), de 28 Dezembro de 2012. link



MINISTÉRIO DAS FINANÇAS
Portaria n.º 426-C/2012
de 28 de Dezembro ...
A Lei n.º […]/2012, de 31 de dezembro, que aprovou o Orçamento do Estado para 2013, alterou o artigo 119.º do Código do IRS, determinando que as entidades devedoras de rendimentos do trabalho dependente passam a estar obrigadas a entregar mensalmente uma declaração de modelo oficial, referente àqueles rendimentos e respetivas retenções de imposto, de contribuições obrigatórias… … O Ministro de Estado e das Finanças, Vítor Louçã Rabaça Gaspar, em 26 de dezembro de 2012.
***
Uma portaria publicada, hoje, no DR, invocando uma Lei (OE – 2013), sem número, previamente datada e que à data da publicação (da portaria) ainda não tinha sido promulgada. O incrível acontece.
Ou para usar um provérbio popular: 'Cadelas apressadas parem cães cegos' !

Notícias do dia

Imagem

Falhas…

Imagem
O presidente do grupo Sinergy confirmou na SIC Notícias que esteve há dois dias reunido com a secretária de Estado do Tesouro. Ambos concluíram que foi uma falha de comunicação que deitou por terra o negócio da TAP. O brasileiro German Efromovich diz que está interessado em concorrer de novo à privatização da companhia aérea, mas só se esta acontecer até março do próximo ano”… link
Na mesma entrevista à SIC Notícias, Efromovich, foi ainda mais longe. Quer retomar o processo de privatização com a maior brevidade possível (até Março de 2013!). link
Chama-se a ‘isto’ tapar o sol com uma peneira. Depois dos rumores que envolveram este negócio - andará a ser negociado pelo menos desde Novembro 2011 link -  atribuir culpas a uma falha de comunicação é gozar com o pagode. De facto, na fase final do processo de privatização em que restou um concorrente (Sinergy) como é possível ‘dispersar’ (falhar!) a comunicação entre o Estado e o único promitente-comprador?
Os portugueses mereciam melhor…

Associação 25 de Abril - Moção

Imagem
Moção Um decreto-lei do governo, que está em discussão na Assembleia da República, determina que para trabalhadores das embaixadas, missões bilaterais e serviços consulares portugueses o 25 de Abril deixe de ser feriado obrigatório.
Apenas o 25 de Dezembro, dia de Natal e o 10 de Junho, Dia de Portugal, serão feriados obrigatórios.

Os restantes feriados, sem ultrapassar nove, entre os feriados portugueses e os do país onde a missão está instalada, serão escolhidos pelos chefes da missão.

Tendo em atenção que as embaixadas são território nacional, não deixa de ser surpreendente que alguém pretenda, por esta via, suprimir o Dia da Liberdade e impedir que trabalhadores portugueses possam comemorar o dia fundador da nossa Democracia.

De há muito que está claro que o actual governo de Portugal pretende acabar com tudo o que cheire a 25 de Abril!

A sua intenção revisionista tem vindo a ser mascarada, com argumentos de “dívidas e memorandos” que têm servido de justificações para as alteraçõe…

O Vaticano e a política

O jornal oficial da Santa Sé manifestou hoje publicamente o seu apoio ao primeiro-ministro italiano demissionário Mario Monti, que já admitiu estar pronto para liderar um Governo se for convidado.

O diário "L'Osservatore Romano" publicou hoje um artigo intitulado “A entrada na política do senador Monti”, assinado por Marco Bellizi, em que expressa o seu apoio ao tecnocrata e salienta a necessidade de “recuperar o sentido mais alto e nobre da política”.

Comentário - A última teocracia europeia apoia sempre a direita, desde Hitler e Mussolini a Franco, Videla, Pinochet e Salazar.

CAVACO, O SEMI-PRESIDENTE

Ridendo castigat mores...

Tem todo o interesse ler este corrosivo, pertinente e oportuno artigo publicado hoje na revista Visão pelo humorista Ricardo Araújo Pereira:

http://visao.sapo.pt/o-semicavaco-um-conceito-ignorado-pela-ciencia-politica=f703942

Notícias do dia

Imagem

Convite da Associação Ateísta Portuguesa (AAP) ao Sr. Patriarca Policarpo

O cardeal-patriarca de Lisboa convidou, na última segunda-feira, os “descrentes” com “inquietações no seu coração” a celebrar o Natal católico na expectativa de poderem encontrar “luz e paz” que lhes alivie o sofrimento.
Ignorando a anatomia das inquietações e, depois do Natal católico, cujo convite aceitei, senti mais peso no estômago do que inquietações no coração. Depois do bacalhau, do polvo e dos respetivos acompanhamentos, regados com excelente vinho que guardo para a liturgia dos momentos canónicos, esqueci as inquietações que o patriarca domicilia no coração.
Por um momento, ainda, recordei os sem-abrigo e as vítimas das guerras de que o deus do Sr. Cardeal é culpável – tudo é da vontade de Deus –, mas a alegria com que partilhei as vitualhas, com uma garrafa de vinho só para mim, afastou as inquietações. Ninguém agradeceu ao deus do Sr. Cardeal os alimentos, rezou ou fez sinais cabalísticos. Limitámo-nos ao convívio familiar e a cultivar os afetos que nunca nos abandonam.
Nã…

É a vida...

Artur Baptista da Silva fez à comunicação social o que Passos Coelho fez ao país. É o Relvas das conferências e entrevistas, o Oliveira e Costa do BPN, um misto de D. Branca e de proprietário de uma casa na praia da Coelha. Está a um passo de se tornar um Duarte Lima ou um Dias Loureiro, por equivalência.

Notícias do dia

Imagem

Factos & documentos

Imagem

Boas-Festas, caros leitores

Imagem

EPISÓDIO NATALÍCIO

Imagem
Por uma vez estou de acordo com uma decisão governamental. O ministro da Defesa, Dr. Aguiar-Branco, prescindiu de ir prestar o seu reconforto natalício às nossas tropas em serviço no Afeganistão, alegadamente para poupar “uns milhares de euros” ao Estado.

Resta saber se não foi antes para se poupar a si próprio à maçada da viagem e do convívio com a “soldadesca”, ou até para se poupar a eventuais apupos com que os membros do governo costumam ser recebidos onde quer que se desloquem.

É certo que os tais “milhares de euros” são uma irrelevante gotícula de água para o oceano da voracidade de Gaspar. Mas o mais importante é que seria uma despesa inteiramente inútil, pois duvido que a marcial presença daquele meu Ilustre Colega fosse de molde a “levantar o moral” de alguém. Ainda se fosse alguma das mais jovens secretárias de Estado...

Mas este inócuo episódio, da ordem dos “fait-divers”, suscita-me uma questão mais importante. Não estará a nossa presença militar no Afeganistão largamen…

Porquê? Porquê? Porquê ?

(...)


5. Os juízes jubilados não sofrem os cortes marginais de 15% que incidem sobre funcionários com pensões entre 5031 e 7546 euros, nem serão afectados pelos cortes marginais de 40% que vão incidir sobre os que recebam mais de 7546 euros. Os juízes e funcionários judiciais, além do pessoal da PSP, PJ e guardas prisionais, podem reformar-se sem perdas, antes dos 65 anos. Porquê eles? Será que não irá o Orçamento violar o princípio da igualdade? Que acontecerá à nossa esquálida economia se o Tribunal Constitucional decretar essa "pequena" inconstitucionalidade?

A. Correia de Campos InCâmara Corporativa

Feliz Natal – Crónica de um Natal de melhores dias

Voltar às origens na noite de consoada é a viagem marcada no calendário, imposta pelo hábito e repetida pela inércia. À medida que as coisas e os lugares se encaixam cada vez menos na memória mais intensamente os procuramos. Parte-se em busca do passado e teme-se a desilusão de não achar sinais. Mas volta-se sempre, quiçá com vontade de exumar memórias, de recuperar sonhos e afetos que nos fazem falta, como se no eterno regresso surgisse a fonte da juventude.

Todos os anos, quando Dezembro chega, o frio vem lembrar-nos a festa que se aproxima ao ritmo da nossa ansiedade, enquanto os apelos ao consumo nos seduzem, insinuando uma felicidade duradoura. Fazem-se compras sem ponderação e arquivam-se prendas à espera de destinatário. Os livros têm nesta época o lugar que mereciam durante o ano, viajam com as pessoas à espera de leitor, quedam-se em mãos que os afagam ou, simplesmente, arquivam-se no abandono da estante.

Depois de árduas discussões no seio dos casais decide-se o local da co…

A Mitologia do Natal

Imagem
Estando noiva de José, e antes ainda de com ele ter coabitado, Maria apareceu grávida por ação do Espírito Santo.

Quando José se preparava para a repudiar, apareceu-lhe em sonhos um "anjo do Senhor" que lhe ordenou que recebesse Maria em sua casa e que aceitasse o filho que ela carregava como obra do Espírito Santo.
Quando a criança nasceu, e tal como o anjo lhe havia ordenado, pôs-lhe o nome de Jesus.

Todas as culturas antigas, sem exceção, tinham um horror profundo e visceral à esterilidade. O que é absolutamente compreensível, face à óbvia conexão entre a própria sobrevivência da tribo ou de uma determinada sociedade e o seu fortalecimento face aos povos vizinhos e rivais, por exemplo, em disputas territoriais.
Não é, por isso, de estranhar que desde a sua origem todos os cultos religiosos revelem nas suas mitologias e iconografias não só esse temor, como muito principalmente uma óbvia preocupação pela fecundidade.

De tal forma que nas mais remotas manifestações de relig…

Notícias do dia

Imagem

GUERRA AO TRIBUNAL CONSTITUCIONAL

Imagem
A guerra está oficialmente declarada: o Tribunal Constitucional está sob o fogo da Troika e dos seus sicários nacionais.

O primeiro tiro partiu de bem alto: segundo noticia o jornal “i”, num relatório da Comissão Europeia, membro da Troika, diz-se que “Há o risco genérico de que algumas das medidas de poupança incluídas no Orçamento para 2013 possam ser desafiadas pelo Tribunal Constitucional” e que este é uma “fonte de incerteza” para “os mercados”.

É facto notório que este governo e a coligação que o apoia consideram a Constituição como um empecilho que os impede de governar à sua vontade. Passos Coelho, Gaspar e a restante camarilha, destituídos como são de qualquer espírito democrático, entendem que, por serem ministros, por a sua carneirada ter maioria no Parlamento, e por estarem mandatados pela Troika, deveriam poder tomar todas as medidas que muito bem entendessem, sem quaisquer limitações.

Durante algum tempo, ainda procuraram manter alguma aparência de respeito pela Lei Fun…

Ventos da ONU: alerta, aviso, advertência, anúncio, notificação,...

Imagem
Portugal deve renegociar parte da dívida já, é o que defende uma equipa de economistas das Nações Unidas ao abrigo do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, que passou o último ano a analisar as economias dos países do Sul da Europa. Os economistas defendem que, no caso português, o Governo inicie, de imediato, negociações para rever o memorando de entendimento com a troika, e renegociar 41 por cento da dívida do país, noticia a TSF.
O relatório que já foi entregue a todos os órgãos de soberania e aos parceiros sociais.link
Se fosse necessário para os portugueses entenderem o desastre que está a ser o caminho trilhado por este Governo (vide OE – 2013), o presente relatório de um organismo das Nações Unidas, espelha com clareza (e preocupação) a visão como a comunidade internacional – aquela que não está organicamente conotada aos interesses dos 'credores' – observa o rumo do “resgate português” em curso.
Claro que conseguir fazer valer, no seio de uma troika e…

Quo vadis, Portugal ?

Imagem
Apesar dos esforços do Governo, o mundo não acabou, mas o entusiasmo, para destruir Portugal, continua.
Quem disse que era preciso preparação para dirigir um país? Passos Coelho não precisou dela para o precipitar no caos.

Jornais do dia

Imagem

Das guerras, dos guerreiros & das analogias…

Imagem
Passos Coelho compara situação portuguesa a uma "guerra"…link
Pedro Passos Coelho classificou esta guerra como «intensa que às vezes nos parece (porque é) tão injusta, como a Guerra do Ultramar, que produziu este resultado». link. Mais adiante, acrescentou: “É uma guerra diferente em que precisamos de encontrar em cada cidadão um soldado que esteja disposto a lutar pelo futuro do país”… link
O primeiro-ministro fala à toa, sem ‘tino’ e adopta 'atitudes quixotescas'. Socorre-se de tudo o que lhe ocorre no momento e acaba por fazer afirmações, tecer comparações e, finalmente, 'fabricar desígnios', absolutamente estapafúrdios.
É claro que a situação porque passa o País – e já agora no sul da Europa – pode ser encarada como uma ‘guerra’ mas ao enveredar por esse caminho devem ser explicitadas as notórias diferenças e efectuados os desejáveis distanciamentos. Não fazê-lo é alimentar confusões, criar dúvidas, gerar equívocos .
Enquanto a guerra colonial (do ‘ult…

O Islão é pacífico

Uma multidão queimou vivo neste sábado, no sul do Paquistão, um homem que supostamente tinha incinerado exemplares do Alcorão, o livro santo do islamismo, informou em sua versão digital o jornal Express.

O grupo o retirou de uma delegacia da cidade de Seeta, na província de Sindh, onde ele estava preso acusado de blasfêmia. Em seguida, a multidão ateou fogo no homem em frente ao local.

Jornais do dia

Imagem

A imagem de Portugal...

Imagem
Cartoon do ‘Jornal de Angola’ 17 Dezembro 2012.link

Contas viciosas e viciadas …

Imagem
Um recente relatório da Comissão Europeia, que - recorde-se - é um dos membros da troika, acha por bem advertir-nos:
O corte de 4 mil milhões de euros na despesa que o Governo irá apresentar à troika pretende "eliminar redundâncias" nas funções do Estado, mas não chega para que o esforço do lado da despesa atinja os dois terços’. link.
Afinal começamos a entender-nos.
A tal ‘refundação’ das funções do Estado – no emaranhado dizer de Passos Coelho – não passa de ‘eliminar redundâncias’.
Depois da recente arenga do primeiro-ministro na TVI sobre a discussão das funções sociais do Estado, ficamos a saber, por exemplo, que a Educação – onde Passos Coelho antevê a possibilidade ‘constitucional’ de promover cortes na despesa pública à custa da criação de ‘propinas’ no ensino obrigatório -  é, afinal, mais uma ‘redundância’ (ao que se julga do próprio).
Vem agora a Comissão Europeia dizer que não está a ser respeitado o ratio entre cortes na despesa e receitas preconizado no …