"Modelação"?

Passos: "modelação" na aplicação de medidas é possível
O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, afirmou hoje que "o Governo mantém abertura se houver evolução do PS" para fazer "alguma modelação" na aplicação de medidas de austeridade com "impacto social mais pesado". link

“Modelação” é uma expressão política nebulosa, um conceito pouco usual, que poderá significar – com base no quotidiano – “fundir em molde”.


Qual molde?
- O da equidade distributiva da austeridade, do esforço fiscal e dos sacrifícios?
- Ou significará querer moldar a sociedade a um irremediável (irreversível?) patamar de empobrecimento?

O modelo neoliberal em que “chacun vit, se gouverne à sa guise…” , essencialmente dependente dos “humores” dos mercados (interessa acrescentar) não é politicamente “modelável”, nem "remodelável". Vive de situações “livres”, i. e., sem controlo e sem regulação, selvagens…

Pelo que a nova teoria da “modelagem” será, provavelmente, mais um neologismo do Governo para chegar à conclusão de que não existem “almofadas” e será prioritário e urgente esculpir uma nova imagem “modelada” à medida da crescente contestação social.

Sendo assim, será de esperar que, daqui para a frente, se desenrolem novas "modelagens" como se o País fosse um atelier de experiências financeiras, económicas e sociais. Todavia, faltou solicitar aos cidadãos o consentimento (informado)...

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime

Tunísia – Caminho da democracia ou cemitério da laicidade ?