As aventuras políticas de Merkel e Sarkozy e o desastre (monetário, económico e financeiro) que se avizinha...


A Moody’s diz que todos os países da Zona Euro estão sob ameaça de sofrer cortes de “rating” .

A agência alega que a “rápida escalada” da crise da dívida e do setor bancário se reflete negativamente na notação do crédito soberano dos 17 membros do bloco. O aviso da agência de notação financeira surge no mesmo dia em que foram conhecidas as previsões da OCDE, que apontam para uma alta probabilidade de recessão no bloco da moeda única.” link

Independentemente do que julgarmos acerca do papel das agências de rating (e o juízo não é abonatório) este é mais um indício de que as "grandes medidas" do Conselho Europeu, inspiradas por Merkel e Sarkozy, continuam a empurrar a Zona Euro para o colapso.

Mas até ao fim o governo de Passos Coelho continuará subserviente às concepções franco-teutónicas que resolveram os dois intrusos protagonistas definir sobre o papel e as competências do BCE, bem como sobre a oportunidade dos “eurobonds”.
Quando lá chegarem (...se chegarem) serão soluções que os "mercados" já as ultrapassaram … e inúteis pela sua extemporaneidade. De facto "o jogo" está a ser disputado entre um team que joga permanentemente na antecipação (os "mercados") e uma equipa (um duo) que está sistematicamente na retranca.

Adenda: Freitas do Amaral, ontem, numa conferência comemorativa sobre os 25 anos da adesão de Portugal à UE, teve o ensejo de exprimir a sua profunda indignação sobre a dupla “Merkozy” que tomou de assalto a direcção da UE. link

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime