No funeral civil de Jorge Sampaio

As cerimónias fúnebres, que hoje terminaram, tiveram a dignidade do Estadista de que hoje se despediram os portugueses, e os mais altos dignitários do Estado souberam honrar a memória do homem de exceção.

Todos, viúva, filhos e populares anónimos, viveram na dor a harmonia de um país que se associou à merecida homenagem ao político humanista que nos deixou.


Comentários

Mensagens populares deste blogue

Insurreição judicial

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime