quarta-feira, maio 03, 2017

O sagrado e o profano em Joana de Vasconcelos


E a imaginação popular: