GASPARADAS

     Este governo, autêntica praga que se abateu sobre o nosso - cada vez menos - País, prima pelo descaramento. Ele é o mandar os jovens emigrar; ele é o dizer que os portugueses são piegas; ele é o gozar com a "paciência" dos portugueses para o aturar; etc..

     Ontem tivemos mais um exemplo desse descaramento. O ministro Gaspar entrou-nos em casa pela TV, com aquele ar de rato sábio que costuma ostentar, a dizer que não vai cumprir a meta do défice que se comprometeu a atingir e em nome da qual impôs enormes sacrifícios ao povo português, porque a receita fiscal diminuiu.

      Mas diz isto com toda a calma e naturalidade, como se não tivesse nada a ver com o assunto. Ora se a receita fiscal diminuiu foi por culpa dele! Ele é que é o ministro das finanças! Ele é que subiu a taxa do IVA tão desmesuradamente que a coleta desse imposto diminuiu! Ele e o governo a que pertence é que adotaram uma política que levou à falência de milhares de empresas, que assim deixaram de pagar IRC! Ele e o seu governo é que, com as suas desastradas medidas de austeridade, lançaram no desemprego dezenas de milhares de trabalhadores, que assim deixaram de pagar IRS!

      De que é que estavam à espera? Qualquer leigo via que a receita fiscal ia diminuir.

      Ainda se ao menos tivessem um pouco de vergonha...

Comentários

e-pá! disse…
"Mas diz isto com toda a calma e naturalidade, como se não tivesse nada a ver com o assunto..."
Por enquanto, ainda é assim porque convém dar um ar de surpresa.
Daqui a dias virá (Gaspar ou o Coelho) afirmar que se existe este descontrolo orçamental é porque os contribuintes pagaram abaixo das suas possibilidades... Isto é, vivemos acima e pagamos abaixo. De resto, o 'modelo' está no memorando, não tem alternativas, etc. (a cantilena habitual).

Toda esta 'estória' faz recordar uma peça de teatro dos finais dos anos 70 que foi um êxito: 'E não se pode extreminá-lo?'
Antonio disse…
...E a culpa vai continuar a ser do Sócrates!!!

Mensagens populares deste blogue

Associação Ateísta Portuguesa (AAP) - RTP-1