O fascismo nunca existiu...

... mas bastaria o ridículo para o anatematizar.





Comentários

Manuel Galvão disse…
O meu avô, nascido em 1899, fez a tropa na marinha, assentou praça no Alfeite, em Lisboa, e contava que os marialvas iam ao Rossio para as paragens de eléctrico tentar ver os tornozelos das damas quando elas subiam para os elétricos!

Este edital é simplesmente um papel datado...

Mensagens populares deste blogue

Os incêndios e a chantagem ao Governo

Vasco Graça Moura