À atenção da Procuradoria Geral da República

A revista Visão n.º 1278 (31/8 a 6/9 de 2017) denunciou, ao longo de 21 páginas, o descaminho de milhões de euros em municípios do PSD, por Marco António Costa, Luís Filipe Meneses, Agostinho Branquinho, Hermínio Loureiro, Virgílio Macedo e Valentim Loureiro, com faturas falsas, empresas de fachada, tráfico de influências, negócios simulados, contratos públicos viciados, fraudes em subsídios, manipulação de contas e iniciativas fictícias.

Tenho colocado esta notícia, com frequência, nesta página do Faceboock e no blogue Ponte Europa, mas a falta de atuação da PGR, apesar da urgência de averiguar quem foi à bola num avião fretado pela Galp, tem feito descurar a investigação policial que cabe ao Ministério Público ordenar e que causa alarme na opinião pública,.

É, aliás, muito grave que o atual líder da comissão de Defesa da AR, uma referência ética da política, possa permanecer em tais funções sem ser ilibado, como certamente merece.

É a honra dos referidos autarcas que pode prescrever, já que os processos não é costume prescreverem.

Comentários

Deixe-se de ninharias e diga lá,ò Esperança:afinal quem pagou os bilhetes daquela ida à Bola?
Quanto aos milhões: quem agarrou,agarrou,quem não agarrou agarrasse,ora essa!

Mensagens populares deste blogue

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime