Voando sobre um ninho de cucos – 5 – A direita dura de regresso

Impedindo os acólitos de Belém de ficarem sós na luta que Marcelo principiou, as aves cavaquistas, que acolitaram o Governo do ora catedrático Passos Coelho e do homem de negócios Paulo Portas, saíram à rua para apoiarem Paulo Rangel.

Os indefetíveis do empedernido salazarista e do seu cúmplice saído da administração da Tecnoforma para a chefia do Governo perceberam que Belém queria substituir Rui Rio por um almocreve ajaezado à sua vontade, e já com a bênção de Miguel Relvas, Marco António e Luís Filipe Meneses, ficando com Moedas de reserva.

Concluída a aliança entre salazaristas e democratas no albergue espanhol onde Cavaco, Marcelo, Passos Coelho, Alberto João Jardim e outras aves de pequeno e mau porte se juntaram numa espécie de união nacional de democratas mais ou menos praticantes, partiram para a Cruzada contra António Costa e quem o apoiar.

O ex-tocador de campainhas de portas que previra incinerar o Governo durante mais um ou dois anos, com ataques cirúrgicos e à espera de eventuais incêndios de Verão, acabou surpreendido por terem surtido efeito as intrigas previstas até ao fim da legislatura, e um bando de cucos que exibe como currículo o cadastro de cúmplices do Governo de Paulo Portas e Passos Coelho logo esvoaçou em apoio ao delfim de Belém.

Apanhado com a mão na campainha da porta e a colher na Vichyssoise, Marcelo viu-se obrigado a desculpar-se, “fiz em público e privado o que podia para prevenir junto dos partidos uma crise política e espero diálogo sobre o Orçamento”, como se não fosse da sua autoria o seu esforço permanente para o envenenar.

Enquanto os bandos de pássaros e passarões da Direita alinham os voos pelos ventos de Belém, os passarinhos da Esquerda digladiam-se sem rumo por um punhado de votos e fazem haraquíri.

Há seis anos, com a colossal chantagem da comunicação social, de todos os avençados e de todas as armas ao serviço da direita e dos seus interesses, Passos Coelho atreveu-se a convidar António Costa para o seu Governo. Era o pequeno abutre a querer acolher uma águia sob as suas asas. Ficou sem governo e sem bando.

Na ornitologia política terei de passar da observação dos cucos para as aves de rapina.

Para quem pense que de Belém sairão acólitos com um módico de sensibilidade social não me esquecerei de publicar alguns dados biográficos do atual PR que provam a sua permanente colagem à ala mais à direita do PSD de que é agora o líder imbatível.

Do voto contra o SNS ao atraso que obteve na despenalização da IVG, Marcelo foi o artífice das piores e mais retrógradas opções da direita democratizada.

Recordo que o líder da distrital de Lisboa do PSD disse de Moedas, logo após a eleição para a CML, que era o candidato do centro-direita, e que nada tinha a ver com Rui Rio, do centro-esquerda. O candidato de Marcelo está à direita de Rui Rio. 

Basta ver a foto da primeira fila da tomada de posse de Moedas para que um arrepio percorra a Esquerda.


Comentários

Jaime Santos disse…
Penso que a Direita deu a António Costa a melhor fotografia com que assustar Catarina Martins e Jerónimo de Sousa ou, caso as negociações falhem, o melhor cartaz de campanha...

São mesmo estes passarões que vocês querem ver sentados na cadeira do Poder ;) ?

Foi o Doutor Johnson, creio, que uma vez escreveu que nada concentra mais um homem do que a perspetiva de ser enforcado pela manhã... Esperemos que a Esquerda siga o conselho e trabalhe com afinco para conseguir aprovar o OE 2022...
Victor Nogueira disse…
«Esperemos que a Esquerda siga o conselho e trabalhe com afinco para conseguir aprovar o OE 2022... ....»
Esperemos que a esquerda, os "passarinhos" como esceve Carlos Esperança?
E porque não o pardal do Costa/PS, que em todas as questões estruturantes teve o apoio do PSD não há-de trabalhar com afinco para negociar o apoio dos ditos "passarinhos", sem usar chantagens e golpes de teatro para a galeria?
Que se saiba foi Costa e outros ditigentes de alto gabarito que, à revelia do seu PS, re-lançaram a re-candidatura de Marcelo, cortando as vazas e as asas a um candidato do PS que agreegasse o voto do eleitorado dos "passarihos"? Então o águia do Costa tinha ilusões acera de Marcelo e dos seus objectivos? Marcelo foi muito claro quando disse ue a "geringonça" não seria a sua solução, a solução qur Cavaco foi forçado a engolir?
Jaime Santos disse…
Carlos Esperança, estou a ter dificuldades em publicar uma resposta ao Victor Nogueira. Pode por favor verificar se se trata de uma questão da limitação do número de caracteres da mensagem? Obrigado...
Jaime Santos:

Os meus conhecimentos informáticos não me permitem diagnosticar o problema.

Se tiver quem me esclareça, deixo aqui a informação.
Jaime Santos disse…
Carlos, obrigado.

Resumindo, dizer o óbvio ululante, agora passa por chantagem. Se o Governo cair, todos perderão, e será a Direita a esfregar as mãos.

Era só o que faltava que ouvir o que não se gosta passasse agora por coacção. Falamos de líderes políticos experimentados, ou de colegiais?

Mensagens populares deste blogue

Insurreição judicial

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime