Perguntar não ofende?

– Marques Mendes não tinha há anos um processo judicial por fuga ao fisco e outro por fraude fiscal? Bem sei que um Conselheiro de Estado não pode ser fiscalizado, mas os média não podiam criar-lhe a situação que criaram a Dias Loureiro, ainda que o final fosse o mesmo?

– A antiga PGR, Joana Marques Vidal, que se vestiu com beca e insígnias para desfilar na procissão do Senhor Santo Cristo, em Ponta Delgada, com desprezo do Estado laico, afirmou em artigo da Ordem do Advogados, e numa palestra, que o mandato era único, como entendia o constitucionalista Marcelo Rebelo de Sousa, e deixou correr a calúnia de que era um saneamento da dileta do sindicato. Quereria, no segundo mandato, reabrir o processo de corrupção dos submarinos, depois das provas alemãs, como admitiu e não fez, e investigar o processo Tecnoforma, que nunca lhe ocorreu, apesar de a UE obrigar o Estado português à devolução das verbas fraudulentamente desviadas?

– A Igreja católica tem quase 50 mil edifícios isentos de IMI. Não é crível que as 4376 paróquias tenham mais de dez edifícios por paróquia, destinados ao culto e, talvez para guardar andores. Não serão demasiados edifícios para a devoção que sobra e excessivos os privilégios fiscais para o clero de uma religião, num Estado laico»?

– Alguém sabe que uma greve de estivadores e marinheiros do porto de Bissau, em 2 de agosto de 1959, por aumentos salariais, foi violentamente reprimida pelas autoridades coloniais, registando–se no massacre de Pidjiguiti, como ficou conhecido, cerca de 50 mortos e de 100 feridos e que originou o início da luta de libertação da Guiné–Bissau?

– Quem se recorda do cardeal dos coletes amarelos, esse mesmo, o que disse que só há dois partidos (CDS e Chega) cuja doutrina estava de acordo com a da Igreja católica e que, numa pulsão censória, considerou conquistas irrecusáveis […] o direito à vida, à liberdade e ‘à responsabilidade de expressão’ […]», negando a liberdade de expressão para a transformar em responsabilidade, numa amnésia freudiana?

(Manuel Clemente, Patriarca de Lisboa – Fonte: DN, 12-01-2015, pág. 14).

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Associação Ateísta Portuguesa (AAP) - RTP-1