A oposição de direita e o seu PR

Desde o PR ao seu alter ego, Marques Mendes, da imprensa de reverência a Rui Rio, o que a oposição de direita quer é tombar um ministro de cada vez, para empurrar o PM e derrubar o seu Governo. É mais fácil servi-lo às rodelas, em prestações, à voracidade dos média e das redes sociais do que construir uma alternativa.

Ela não quer um Governo melhor, quer cortar este às fatias e triturá-lo enquanto se organiza para arranjar alguém que o substitua, as ideias virão depois.

O PR quer passar à História como o Tomba MAIs. Eu explico: depois da crueldade com que expôs Constança Urbano de Sousa, inclemente e cinicamente, durante o braseiro dos incêndios de 2019, que fustigavam Portugal e a Galiza, obrigando a MAI a demitir-se, quer agora derrubar o MAI que a substituiu.

Surpreendeu ver o PR a convidar o ministro, que o acompanhava, não sendo hábito falar nessa situação, na sequência do atropelamento mortal de um trabalhador pelo carro em que ele seguia, no banco detrás, a explicar a jornalistas se o carro tinha livrete, qual a velocidade a que seguia e, indiferente à sorte da vítima, que morreu a trabalhar, se tinha o ministro saído do carro para lhe prestar os primeiros socorros. É preciso topete!

Tal como com a seleção nacional de futebol, Marcelo surge em todos os telejornais e dá a tática, deixando à central de intoxicação da direita, cada vez mais ao serviço exclusivo da extrema-direita, o linchamento do governante mais frágil para, após a queda de Rui Rio, tentar impingir ao PSD um satélite seu.

Marcelo tem somado despropósitos e erros, compreensíveis em quem é um incontinente verbal, das opiniões sobre o confinamento e a pandemia às intromissões na esfera do Executivo, dos vaticínios sobre jogos de futebol ao convite do presidente da AR para o acompanhar a Sevilha, do que desistiu, enquanto o convidado era enlameado em todos os média e ele saía incólume.

Quanto vale ter uma boa imprensa!  

Comentários

Monteiro disse…
O grande problema da Direita é que Portugal é maioritariamente de Esquerda. Dos 20 Distritos 80% a 90% são de Esquerda. Em 2017 só Aveiro, Guarda e Madeira têm maioria PPD mas perderam o bastião que era Leiria. Marcelo não percebe que já enjoa e lá vai falando, falando, eu já nem sei o que é que ele diz. Agora o grande objetivo é ser campeão do Mundo em Futebol. Não se esqueçam de dar bifes aos jogadores.

Mensagens populares deste blogue

Insurreição judicial

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime