O Governo prepara um crime hediondo

O Governo encontrou na marionete, que dá a cara pela agenda ideológica, o mensageiro das más notícias e assumido carrasco das vítimas desta maioria e da conivência do PR.

Passos Coelho anunciou a descida da Taxa Social Única (TSU), rastilho que fez levantar os portugueses contra o Governo e que, em setembro de 2012, o obrigou a recuar, com Paulo Portas, após o fracasso, a afirmar que não aceitaria que o ónus da redução recaísse nos trabalhadores.

Então, transferiam-se os encargos das empresas para os trabalhadores, agora reduzem-se para as empresas e ninguém terá de os suportar, só a Segurança Social (SS) é espoliada.

O  crime é disfarçado. A redução da TSU não implica a subida das contribuições para a SS, pelos trabalhadores, e Portas benze o crime encoberto.

Eles são feios, porcos e maus mas têm quem lhes ensine o disfarce. Segundo o PSD, a quebra de receitas da SS é compensada pela criação de emprego e, logo, de aumento do montante oriundo dos descontos por parte dos trabalhadores.

Ninguém acredita, mas é preciso evitar a revolta de um povo que o sofrimento bloqueia e o medo paralisa. Está em curso o processo de falência da Segurança Social enquanto prossegue a cegueira ideológica e a insensibilidade social do bando que quer entregar os reformados, nos anos que ainda lhes restam, à inclemência do acaso.

E não há um sobressalto cívico que transfira o terror para quem o fomenta?

Comentários

e-pá! disse…
O FMI explicou de outra maneira, i. e., de modo diferente do Marco António, como se 'resolve' o (iniludível) problema da espoliação da Segurança Social, consequência implícita na proposta de Passos Coelho.
Bastaria – na opinião de Martine Guergil (adjunta de Vitor Gaspar no FMI) - aumentar impostos sobre o consumo! link

A solução do PSD é voltar à ‘vaca fria’ já tentada em 2012. Fazer recair sobre os mesmos de sempre os custos de um hipotético crescimento.
Num País ‘esmagado’ por uma obscena carga fiscal mais um aumento do IVA seria o suporte tais dislates que já mereceram o repúdio popular e um acórdão do Tribunal Constitucional.

Tirem-me deste filme!

Mensagens populares deste blogue

O último pio das aves que já não levantam voo

Cavaco Silva, paladino da liberdade

A ânsia do poder e o oportunismo mórbido