TV5 Monde…

Ocorreu, ontem, mais um ataque do Estado Islâmico a um orgão de informação francês (TV5) link
O facto de não ter causado vítimas humanas não diminui o alcance, nem atenua a perigosidade deste novo acto de terrorismo. Na verdade, ao atingir meios que materialmente suportam a liberdade de expressão este ataque é um manifesto e violento atropelo aos direitos dos cidadãos, às suas liberdades e reveste-se de um enorme um significado político.

A ‘pressão’ do Estado Islâmico sobre a civilização ‘ocidental’ que é a base das relações entre os europeus tornou-se insuportável. Existe cada vez mais a sensação que este terrífico problema não pode ser deixado ao cuidado do massacrado povo curdo, nem consegue resolver-se com ataques aéreos ‘cirúrgicos’ planeados à distância nos gabinetes do Pentágono.

Todos estes gravíssimos incidentes expõem a enorme incapacidade política do Mundo em lidar com problemas ‘globais’, nomeadamente, pela inoperacionalidade da ONU e do seu Conselho de Segurança. 
Os alicerces civilizacionais e os esforços em prol da Paz desenvolvidos e consolidados no pós II Grande Guerra estão a ruir à frente dos nossos olhos perante a impassibilidade dos governos que inscrevem nos seus programas políticos o assegurar de um vasto conjunto de liberdades que remontam à Revolução Francesa, isto é, ao País que volta a ser vitima. 
Se estes actos não induzirem modificações qualitativas nas reacções do Mundo, em breve, teremos os nossos quintais a arder e o incêndio ateado e alimentado pelo bárbaro jihadismo tornar-se-à incontrolável.

Uma coisa são os cada vez mais banais hackers outra é um ciberataque deste género, na verdade levado a cabo por crackers.

É preciso não vulgarizar a violência (em todas as suas vertentes) e tornou-se urgente não contemporizar com a barbárie.

Comentários

Já tenho agendado um texto sobre o mesmo assunto.

Precisaremos sempre de mais denúncias deste famigerado e criminoso ocaso da civilização árabe.

Mensagens populares deste blogue

O último pio das aves que já não levantam voo

Cavaco Silva, paladino da liberdade

Efeméride – 30 de outubro de 1975