A influência de La Palice no pensamento político de Passos Coelho


O turista é a pessoa que viaja para um lugar diferente daquele onde vive por um determinado período de tempo. Se o faz por tempo indeterminado deixa de ser turista, passa a residente e, eventualmente, torna-se imigrante.

O Senhor de La Palice podia ter dito que quem viaja por outro lugar anda em turismo. Terá sido a previsão de trabalhadores sazonais que o impediu de cunhar tão profunda análise. Mas Passos Coelho, inspirado no grande pensador, descobriu que havia turistas em Portugal.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Nigéria – O Islão é pacífico…

A ânsia do poder e o oportunismo mórbido

Macron e a ‘primeira-dama': uma ‘majestática’ deriva …