Afinal, Fátima só promove o obscurantismo...

Segundo a Universidade Católica Portuguesa, os católicos têm estado a diminuir, em Portugal:
- «Este trabalho revelou que de 1999 a 2011 os católicos diminuíram 7,4% passando de 86,9% da população para 79,5%.»

- «Ao contrário da tendência de diminuição de católicos, duplicou a percentagem de pessoas com uma religião diferente da católica (2,7% em 1999 para 5,7% em 2011), assim como cresceu o número de pessoas sem qualquer religião (de 8,2% para 13,2%), um aumento que se sentiu em todas as categorias: os indiferentes passaram de 1,7% para 3,2%, os agnósticos de 1,7% para 2,2% e os ateus de 2,7% para 4,1%.»

- «A autonomia face às religiões é o traço mais saliente juntando os que sublinham como "não concordo com a doutrina de nenhuma igreja ou religião" (32,7% dos casos), "não concordo com as regras morais das igrejas e religiões" (22,2%), e "prefere ser independente face às normais e práticas de uma religião" (21,1%).»

- «Os investigadores descobriram ainda que os não crentes e crentes são maioritariamente mais novos, enquanto os católicos estão distribuídos por todos os escalões etários, mas cada vez mais envelhecidos.»

- «O estudo aponta ainda que 80% dos católicos vivem em zonas rurais, 66% em zonas urbanas, enquanto as outras religiões se concentram em zonas urbanas.»

Isto é: lá para meados deste século, os católicos serão menos de 50% da população.

Mas como os católicos estão cada vez mais envelhecidos, como mostra o estudo, teremos uma progressão menos aritmética e mais geométrica. Logo, daqui a 20 ou 30 anos, é possível que os católicos sejam menos do que 50% da população...

Outras igrejas têm crescido, como também mostrou o estudo, mas é mais a partir da decomposição do catolicismo. Menos de metade dos trânsfugas do catolicismo é que passam para outras igrejas...

Ateus e correlativos têm crescido, sendo cerca de 10% da população.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

O último pio das aves que já não levantam voo

Cavaco Silva, paladino da liberdade

Efeméride – 30 de outubro de 1975