Covid- 19

                                                              A IURD e os milagres


Quando os pagadores de dízimo ao sr. Edir Macedo, promotor da eleição de Bolsonaro, mais precisavam dos milagres da sua Igreja, o agiota da fé suspende a produção e a distribuição.

Nas suas igrejas estavam armados os altares, com a mala em cima e os seus discípulos prontos a fazer milagres, quando o Sr. Edir lhes ordena: fujam, que esses gajos têm vírus.

As vítimas da sua gula são desprezadas e privadas de espetáculos milagreiros que fazem a riqueza e o fausto do pregador que se estabeleceu no ramo com assinalável êxito.

Não é justo.

Crise na indústria dos milagres


Comentários

Mensagens populares deste blogue

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime