Jorge Sampaio


A deslocação a França do Presidente da República portuguesa transformou uma simples visita de Estado numa recepção apoteótica que teve o seu apogeu na Assembleia Nacional francesa, com os deputados a renderem-se a um homem cuja cultura, sensibilidade e inteligência foi devidamente apreciada e aplaudida.

Jorge Sampaio soube ser o embaixador do Portugal de Abril na França da Revolução de 1789, no País que comemora este ano o centenário da separação da Igreja e do Estado, na grande nação que acolheu os trabalhadores portugueses fugidos à miséria e os democratas proscritos pela ditadura.

Quanto custará ao espírito pusilânime de ressentidos trânsfugas socialistas, que se acolheram no regaço da direita, a dimensão política, cívica e moral de homens como Jorge Sampaio ou António Guterres, que prestigiam Portugal e são internacionalmente admirados pelas qualidades que os exornam!?

É nestas alturas que me ocorrem os nomes das figuras menores que percorrem o espaço mediático das televisões nacionais, de que o melhor exemplo é António Barreto.
Carlos Esperança
 Posted by Hello

Comentários

Anónimo disse…
É pena a barracada no musicol que deveria ser em português!
JRD disse…
Esse transfuga que é um dos chefes de fila do grupo dos "idiotas úteis" que a direita usa quando lhe convém, está nos antípodas do actual Presidente da República.
Anónimo disse…
António Barreto é um homem inteligente e moderado, com quem - estou à vontade para o dizer - nem sempre tenho concordado. Aprecio-lhe, particularmente, a atitude crítica e não sectária perante a vida e os outros. Ou será que os outros só têm razão quando pensam como nós? É tão fácil cairmos nos erros que imputamos aos outros...
Anónimo disse…
Enjoyed a lot! »

Mensagens populares deste blogue

Vasco Graça Moura

A lista VIP da Autoridade Tributária