1º. de MAIO: Imagens e ‘intranquilades’ …


As imagens registadas hoje, ao longo do dia, nas grandes superfícies da cadeia ‘Pingo Doce’ link, devem despertar os portugueses para uma profunda reflexão acerca da situação económica e financeira das famílias portuguesas e sobre a tensão social que lhe está subjacente. E até onde a persecução de políticas recessivas e de empobrecimento poderão levar-nos...
Mais do que imagens fomos confrontados com espectros.

Sobre a ‘estratégia’ desta “promoção” muita coisa haveria a dizer. Provavelmente, somos levados a supor que será mais um caso de polícia (para a ASAE) ou de investigação para a Inspecção Geral do Trabalho. Será, mas o lastro provocatório (dentro de que táctica?) não esteve ausente, nem foi descurado.

Começa a ser iniludível um larvar movimento da Direita, não só nacional mas também europeu que, por ‘coincidência’, levou a efeito hoje em Paris uma manifestação (declaradamente política e partidária capitaneada pelo candidato Sarkozy) onde se defendeu a apropriação política (pela Direita) deste dia festivo link, cujo significado para o Mundo do Trabalho e dos movimentos sindicais é uma relevante referência histórica …

O tempo esclarecerá as perplexidades induzidas pelas imagens de hoje e tornará transparentes os seus propósitos.

Comentários

é pá a necessidade de escoar stocks numa eurropa com o consumo em baixo é pá é flagrante pá...

é que exportar o excesso de pão de forma e de leite com chocolate para a china nã dá não...

até o rey do frio eurropeu tá a fazer promoções de 30% para os grossistas

é melhor vender do que deitar fora

até porque os caixotes de lixo
do Lidl e do Pingo Doce

têm os cadeados todos partidos
Rui Cascao disse…
E-pá, concordo no essencial.
No entanto, e como os "Black Friday sales" um pouco por todo o mundo o demonstram, as dinâmicas de açambarcamento em fenómenos de massas ultrapassam as fronteiras da riqueza e da pobreza. Os tristes incidentes derivam da ganância inerente ao ser humano- e não da pobreza. Já observei fenómenos semelhantes de violência e açambarcamento em lojas da Louis Vuitton...
Manuel Galvão disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Manuel Galvão disse…
O homem português tem é que admitir que pertence a um povo em geral estúpido.
Não foram os pobres que invadiram os pingos d.

Mensagens populares deste blogue

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime

Tunísia – Caminho da democracia ou cemitério da laicidade ?