O Pacto, o Governo e as ‘transições’…


..."a pior coisa que poderia acontecer era uma flexibilização do Pacto". link

Esta recente afirmação de Passos Coelho mostra como se pode, à custa de uma envergonhada agenda política (neoliberal), perverter ou ignorar o interesse colectivo e tornar bem explícito para quem este Governo está a trabalhar (governar) a ‘qualquer preço’ ou no esquema do ‘custe o que custar’…

Ou, a ‘pior coisa que poderia acontecer’, seria - na vã tentativa de  cumprir (cegamente) o Pacto -  impor mais e novas medidas de austeridade aos portugueses  (aprofundando a já preocupante recessão, provocando o colapso da economia e mergulhando o País no caos social)?

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Insurreição judicial

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime