Mais um ‘pacote’ de austeridade: o autárquico…

Governo e Associação Nacional dos Municípios Portugueses (ANMP) terão chegado a um 'laborioso' acordo para resolver problemas financeiros (de endividamento a curto prazo) das autarquias, disponibilizando para isso uma linha de crédito no valor de 1000 milhões de euros. link

Não se trata de uma ‘oferta’, nem de uma tômbola. Na verdade, os munícipes vão ter de pagar pesadas contrapartidas por esta ‘ajuda’.

Segundo foi noticiado ficou acordado: “Para além do IMI e da derrama, os municípios com mais problemas financeiros terão ainda de maximizar os preços a nível das taxas de consumo”…” O acordo entre a ANMP e o Executivo prevê, por exemplo, que seja cobrado o valor máximo nos serviços de saneamento, água e resíduos…link

Novas e gravosas medidas pelo lado da receita. Acintosamente, este Governo, continua a tentar iludir os portugueses afirmando que a execução orçamental está sob ‘controlo’ e não serão necessárias novas medidas de austeridade. Ontem acordou com os representantes dos Municípios o ‘pacote autárquico’. Algo que vai mexer com o rendimento de todos os portugueses que, como sabemos, vivem em lugares, aldeias, vilas, cidades e, no futuro, vão sofrer um novo “saque”: o de proximidade.

Perante tais despautérios é de crer que muitos munícipes, por este País fora, aguardem que o inefável (ainda) ministro Relvas venha anunciar que já acordou com a ANMP… p. exº.: a reintrodução do rebarbativo ‘imposto (licença) de isqueiro’.

Até quando vamos assistir impávidos e serenos ao tecer desta ‘estratégia da aranha’?

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime

Tunísia – Caminho da democracia ou cemitério da laicidade ?