JOÃO CÉSAR das NEVES: acudam, que se faz tarde…


“O economista João César das Neves defende que o problema da Saúde em Portugal não tem que ver com dinheiro, mas é religioso, sustentando que "o Serviço Nacional de Saúde não existe, é uma ficção".
"O problema verdadeiro da Saúde é religioso e quem tem a solução é a pastoral da saúde", ou seja, "passa pelo trabalho da comunidade cristã", defendeu o economista, em Fátima, no penúltimo dia do XXIV Encontro Nacional Da Pastoral Social da Igreja Católica Portuguesa.
O professor de economia da Universidade Católica afirmou ainda que "falar sobre o SNS é como discutir a paz no mundo, a fome em África, a globalização", acrescentando:"É apenas uma maneira de fazer congressos em sítios simpáticos".
A verdade, defende, é que o SNS é uma entidade abstrata e "aquilo com que temos de nos preocupar é com aquilo que é real, com as pessoas e os prestadores de cuidados de saúde que nos são próximos".
Contudo, João César das Neves afirmou ainda "o problema da pastoral da saúde não é tratar dos pobrezinhos, que isso até os comunistas e os ateus o fazem".
Os cristãos "não são chamados a serem bonzinhos, mas a serem felizes, mesmo no sofrimento dos hospitais e isso só é possível confiando em Jesus Cristo", frisou.” link

Acabo de ler esta notícia e não quero acreditar!

Trata-se de um professor da Universidade Católica. Um professor de economia de uma instituição que segundo ‘reza’ o seu site “afirmou-se ao longo destes anos pela qualidade do seu ensino, pela exigência da sua formação, pelo prestígio dos seus professores, pelos importantes quadros dirigentes que formou, que se afirmam não apenas no país mas também no estrangeiro”… link

E se o Professor JCN, nos intervalos das suas ‘orações’, ‘prédicas’ e 'cruzadas',  dedicasse algum do seu tempo a estudar ‘proselitismo’ e a combater o ‘sectarismo’, quiçá, a controlar compulsivos instintos ‘fundamentalistas’'?
Não seria mais útil à sua 'pastoral', ao SNS e aos portugueses?

Como é possível caminhar tão apressadamente da crença ao ridículo sem a mínima noção da realidade?

Comentários

e-pá!:
Eu também não quero acreditar. A não ser que JCN queira ganhar popularidade através da asneira.
É certo que as cíclicas crises, pelas quais passam os países, afetam também a mente, mesmo a daqueles que não sofrem diretamente os seus efeitos económicos e financeiros, como deve ser o caso de JCN. Há dias, um tal Saraiva, presidente da CIP, também se expôs ao ridículo, evidenciando um total desconhecimento sobre o que é um estado de Direito, quando propôs a possibilidade de cada contrato de arrendamento urbano ficar agregado a uma conta bancária, onde seriam depositdas as rendas do respetivo inquilino, e que, no caso de incumprimento, seria o próprio senhorio a desencadear o processo de despejo, sem qualquer interferência do poder judicial ou policial.
Quer JCS, quer o tal Saraiva perderam o sentido do contacto com a realidade, o que é um grave sintoma do foro psiquiátrico, a precisar, no mínimo, de internamento, não em nenhuma unidade do Serviço Nacional de Saúde, que será uma entidade abstrata, segundo JCN, mas num hospício medieval, onde se pratica a saúde caritativa, ao gosto da igreja católica.
Mas um dislate destes, ditado, por pias convições, por um professor de Economia da Universidade Católica, é de pasmar! Eu espero que JCN não tenha viciado a mente dos seus alunos, dizendo-lhes que a crise económica atual é de inspiração divina.
Lopes de Castro:

A crise económica não será de inspiração divina mas são muitos os crentes responsáveis.
Eu,um simples operário emigrante na Holanda desde 1964 e já velhote
(88anos),pergunto se êste senhor Professor crê ser verdade que Moisés falou com Deus e que dêle recebeu as Tábuas da Lei que são os Dez Mandamentos dos biblico-judaico-cristãos.Se crê que o judeu lendário Jesus,a quem depois deram o nome grego de Cristo,é filho de Deus e que veio ao Mundo para sofrer e morrer para remir o pecado original e que depois ressuscitou e subiu ao Céu.Se êste senhor Professor crê nisto,então eu penso que é atrasado mental,mas ao mesmo tempo,como julgo isso impossível num Professor de Universidade,só me resta dizer que êle é um charlatão e que apoia a Vigarice dos Vigários de Cristo.
E para sua análise,deixo aqui a pergunta:
Que Deus é êsse assim tão mau/tão cruel,tirano e sanguinário/que se porta pior que um marau/e mata o «filho»no Calvário??!!
Sun Iou Miou disse…
Espero que esse senhor seja muito feliz padecendo uma enfermidade sumamente dolorosa.
Rui Cascao disse…
Pois, se calhar JCN quer que o SNS siga o método "cristão" da Madre Gonxha Bojaxhiu... colocar os pobres e os doentes amontoados num casebre lúgubre, sem medicação, anestesia ou higiene (quando muito com o consolo da Senhora dos Passos ou da Senhora da Boa Morte), desviando o dinheiro embolsado para as causas verdadeiramente importantes (lutar contra a homossexualidade, a IVG, a contracepção, a laicidade)

Mensagens populares deste blogue

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime

Tunísia – Caminho da democracia ou cemitério da laicidade ?