No Vaticano, um bairro de 44 hectares (Crónica para ímpios)

O Papa é o mandatário terráqueo do mítico Jesus Cristo, emigrante perpétuo do Paraíso, local sem código postal, sito em parte incerta.

Sendo a estrela da Companhia, conhecida por Igreja católica, encontra-se desaparecido há dois mil anos, tendo deixado um representante no planeta Terra a promover a fé e a gerir os negócios. Quando o Padre Eterno é servido de chamar à sua divina presença o Papa de turno, sabe-se que papa morto, papa posto, outro é escolhido vitaliciamente por eminentes purpurados iluminados pelo pai biológico de Jesus, uma pomba denominada Espírito Santo, sem qualquer grau de parentesco com o ex-banqueiro Ricardo.

Hoje há dois papas, o que pediu a demissão por ser nele maior o temor à Cúria do que ao seu Deus, e outro, que herdou o alvará, assegura o expediente e gere o negócio da fé. Causa estranheza que o representado não tenha deixado procuração, quiçá por não saber escrever ou por não haver notários quando exercia o ofício dos milagres e da pregação.

Há crentes que ignoram se o Papa jubilado ainda pode criar cardeais ou se perdeu, com o alvará, as qualidades que demonstrou na criação de santos, a partir de defuntos da sua estimação, e cardeais, a quem bastava encomendar o barrete que fazia perder aos bispos a cabeça e ganhar o adereço.

Perdeu a carteira profissional mas, nas férias ou noutro impedimento do sucessor, podia ser chamado ao múnus como os médicos reformados nos surtos gripais. Exceto a tiara, cujo uso lhe passou a ser vedado, e outros adereços pios, tal como o camauro, mantém direito a vestes femininas que o jargão apelida de ‘talares’.

Estes problemas são desafios à teologia, a única “ciência” sem método nem objeto, que faz parte do currículo dos quadros da Igreja Católica Apostólica Romana (ICAR, S.A), uma multinacional da fé que vende bênçãos, graças, bulas e bilhetes para o Paraíso.

Comentários

castrantonio disse…
( uma multinacional da fé que vende bênçãos, graças, bulas e bilhetes para o Paraíso.)
Mas com muitos franchising's espalhados por esse mundo fora...
e-pá! disse…
O Patriarca de Lisboa está à bica para se tornar um 'iluminado' e adquirir a maioridade canónica e transformar-se num futuro eleitor.
Segundo penso daqui para a frente deixará de ser Clemente para ficar possuído dos favores do 'espírito santo'.
Ora, no presente, e em Portugal, aparecer ligado ao 'espírito santo' não é uma carta de recomendação...

Mensagens populares deste blogue

O último pio das aves que já não levantam voo

Cavaco Silva, paladino da liberdade

Efeméride – 30 de outubro de 1975