Ontem, há 5 anos

Um lustro na vida de um cardeal era pretexto para os acólitos do costume não falharem a missa de Ação de Graças e os pedidos para que Deus lhe iluminasse a inteligência.

No dia de ontem, em 2013, o patriarca Clemente rezou a primeira missa vestido de cardeal, com a pompa e a circunstância que as autoridades civis, religiosas e militares, tal como no tempo de Salazar, emprestaram ao ato (Ver foto).

Hoje, volvidos cinco anos e esquecida a devoção do prelado à luta por subsídios profanos a colégios privados, a comunicação social ignorou a efeméride e os figurões do costume a missa, e não há notícia de um só beato a rezar uma simples ave-Maria por Sua Eminência Reverendíssima.

Talvez a duplicação da púrpura lhe tenha apagado o brilho.

Comentários

e-pá! disse…
Há 5 anos o homem ainda não tinha teorizado sobre a abstinência sexual dos recasados.
Hoje, depois do dislate, perdeu o patriarcal brilho.
Não recebe veneras dos políticos de antanho (compulsivamente reformados) e continuamos a cogitar se é a mesma pessoa a quem foi atribuído o 'Prémio Pessoa'.
Ou se o patriarca virou um 'clemente' equívoco.
Monteiro disse…
Que tempo tão triste.

Mensagens populares deste blogue

Insurreição judicial

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime