Catalunha – Uma visão politicamente incorreta

A vitória dos independentistas, com a maioria dos mandatos e a minoria dos votos, dilacera-a. Os demónio nacionalistas vivem para destruir Espanha e arruinar a Europa.

As secessões, tal como os impostos não são referendáveis mas metade dos espanhóis da Catalunha querem deixar de o ser contra a outra metade que o pretende.

Quando uma região, com dimensão, história e língua, pretende ser um novo País, tem de contar com a vontade dos que, não sendo catalães e lhe respeitam a cultura, também têm uma palavra a dizer.

O problema da Catalunha não é apenas seu, é um problema espanhol e europeu em cuja decisão não foram consultados.

A uma escala mais dramática repete-se a crispação de ‘Canas de Senhorim a Concelho’. Neste caso foi a sensatez de Jorge Sampaio que venceu a vontade popular e o populismo ignaro de Durão Barroso.

Há na alegria esfusiante dos que ontem afirmaram ter ganhado um pronúncio de futuro cada vez mais sombrio para todos os catalães, Espanha e Europa. As tragédias começam com uma bandeira, uma fanfarra e desfiles de vitória e acabam em banhos de sangue.

A implosão de Espanha não é mais auspiciosa do que a da URSS, Jugoslávia ou Sérvia.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Nigéria – O Islão é pacífico…

A desmemória e a dissimulação

Miranda do Corvo, 11 de setembro