«Pureza cristã»


Viktor Orbán manda disparar em nome do nazismo e partir apenas as pernas em nome da fé.

Comentários

e-pá! disse…
Um dia este javardo prócere vai negar ter dado esta esta ordem ou que o Mundo não o entendeu...
Vai então dizer que estava convicto que assim combatia o terrorismo.
Já foi assim em Nuremberga à volta de outro contexto.
Terrorismo será, para futuro, o alibi de todas as violações dos Direitos Humanos.
Na década de 40 a teoria política emergente girava à volta da judaicização da Europa, agora, é a islamização. Preocupantes pontos de contacto...
Jaime Santos disse…
O exercito soviético teve porventura o tratamento mais exemplar de todos para com os criminosos de guerra nazis nos campos de concentração: 'Line them up and shoot them down'. Claro, como eu sou uma pessoa respeitadora do Estado de Direito e da capacidade da Justiça em julgar criminosos, espero que um dia Orban receba o tratamento justo e não o exemplar. Mas que as vezes da ganas de pedir o contrario, la isso da...
Santinhos: De vez em quando convém provar o que se diz. É um conselho de Platão,imagina!
Jaime Santos disse…
Explique la, Sr. Meira o que e que quer que eu prove? Que os soviéticos não ligaram muito a essa coisa chamada 'Legalidade Processual' e se limitaram a executar muitos criminosos de guerra? Choca-o o uso da palavra exemplar, no sentido de dissuasor, de estabelecer um exemplo para o futuro (que nada tem a ver com Justiça, note-se)? Ou será que tenho que lhe provar que não desejo que façam a Orban o que ele manda o seu exercito fazer a civis indefesos? Isso não consigo, tem que acreditar em mim, mas se não acreditar quero la saber. Mas que não me pode censurar por eu ter raiva a alguém tão odioso como Orban, não pode. E, já agora, diga la em que obra de Platão e que ele aconselha isso. Incluindo a citação. por favor, só para saber se o leu mesmo...

Mensagens populares deste blogue

Nigéria – O Islão é pacífico…

A ânsia do poder e o oportunismo mórbido

Macron e a ‘primeira-dama': uma ‘majestática’ deriva …