Oscar Mascarenhas

Hoje é a última noite de serviço do excelso jornalista ao serviço da Lusa que, nos últimos anos, foi o seu local de trabalho e de exílio.


Aqui fica a homenagem do Ponte Europa ao cidadão frontal e íntegro, que foi no jornalismo o que é na vida –, homem de coragem, impoluto nas ideias, na conduta e na gramática.


Esperamos voltar a encontrá-lo por aí, em algum jornal. Jornalistas assim são uma referência que fazem pedagogia escrevendo. Não nos pode privar da sua prosa e do seu pensamento livre e honesto.

Comentários

aires disse…
Associo-me voto expresso aqui sobre Mascarenhas.
Abraço

Mensagens populares deste blogue

Goldman Sachs, política e terrorismo financeiro

Miranda do Corvo, 11 de setembro

Maria Luís e a falta de vergonha desta direita