Reflexão

Os partidos mais empenhados no desmantelamento do Estado, na entrega aos particulares de tudo o que dava lucro, e na troca do interesse público pelos benefícios privados, são os que mais grasnam, crocitam e uivam na exigência de responsabilidades aos organismos que debilitaram e ao Governo que tenta pôr um módico de moderação no rasto destruidor da sua funesta passagem pelo poder.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Nigéria – O Islão é pacífico…

A desmemória e a dissimulação

A ânsia do poder e o oportunismo mórbido