Política à moda de Belém

Medina Carreira, um excêntrico comentador televisivo que odeia Sócrates com aquele azedume que o tornou o ai Jesus da direita mais reaccionária, promoveu um encontro de ex-ministros das Finanças com Cavaco Silva.

Medina Carreira parece ser, nesta iniciativa, o Fernando Lima das escutas para a área das Finanças e, talvez, o estafeta que levou a notícia, desta vez, ao Diário Económico.

É curioso prever que este grupo de 9 vai dizer exactamente o que o PR quer ouvir mas, para lá da intriga, (Cavaco tem assessores na área) não me parece que tais figurantes sirvam outro objectivo que não seja o de atacar o Governo.

O evento acontecerá em Belém no próximo dia 10, às 11 horas, e os figurantes entrarão com ar grave e sairão convictos de que a Pátria fica a dever-lhes favores.

Gostei particularmente desta frase:

Neste grupo de antigos governantes estão Medina Carreira, Ernâni Lopes, Luís Campos e Cunha, Eduardo Catroga, Pina Moura, Manuela Ferreira Leite, João Salgueiro, Bagão Félix e Miguel Beleza. Ou seja, tanto socialistas como social-democratas.

Surpreendem-me quatro coisas:

1 – Que Bagão Félix seja considerado ex-ministro das Finanças com os escassos meses que serviu Santana Lopes e foi o pior ministro da pasta desde a ditadura de Pimenta de Castro;

2 – Que um grupo de 9 se devida em duas metades sem cortarem nenhum ao meio;

3 – Que os trânsfugas sirvam para atacar o partido de que saíram;

4 – Que o PR se preste a estas cenas ou as promova.

Comentários

e-pá! disse…
Este "conselho de sábios (?)" que se insinuou junto do Presidente da República traduz, acima de tudo, mais uma tentativa de subjugação da política às "visões economicistas" da sociedade e aos interesses do mundo financeiro.

Uma versão pós-moderna da histórica "brigada do reumático", a tentar exercer pressões laterais à governação democrática ...
Ou, será, a peregrinação a Belém dos remotos responsáveis pela actual situação?

Ao fim e ao cabo, mais uma preversão do sistema democrático que, infelizmente, mereceu o aval de um titular de um orgão de soberania...
Manel disse…
Então Dias Loureiro e Oliveira e Costa não fazem parte dos conselheiros?
José Nunes disse…
Caetano depois de aceitar a homenagem da brigada do reumático,não se aguentou no posto e teve que fugir para o quartel do Carmo.Estávamos em ditadura.Agora vivemos num regime democrático,existem regras inscritas na Constituição.Cavaco será politicamente responsável pelo seu funcionamento.Depois não acusem as agências de rating porque a agência de Belém está a fazer muito pior a Portugal.

Mensagens populares deste blogue

Vasco Graça Moura

Notas sobre a crise venezuelana…