O PCP DÁ UMA AJUDINHA A CAVACO

Cavaco Silva está visivelmente embaraçado com o tema dos seus negócios de ações com a SLN e o BPN. Parece indiscutível que ele comprou ações e pouco tempo depois as vendeu em condições altamente vantajosas, tudo indica que com um lucro de 140%!

O negócio é sem dúvida esquisito, e Manuel Alegre e Defensor Moura fazem-lhe uma pergunta muito concreta e dificílima de responder: a quem vendeu ele as ações? Ora Cavaco foge desesperadamente a responder a essa pergunta tão simples, arranjando desculpas esfarrapadas, "chutando para canto" das mais diversas maneiras, insultando os que clara e explicitamente lhe fazem a embaraçosa pergunta e agora até mandando um porta-voz responder...que não responde! Na atual série de entrevistas de Judite de Sousa com os candidatos, até o seu amigo Fernando Nobre disse que ele tinha de esclarecer essa questão. Em suma, Cavaco está manifestamente "encostado à parede".

Hoje o entrevistado foi o candidato do PC Francisco Lopes. Muita gente esperava que ele pusesse também o dedo na ferida, insistindo na questão. Santa ingenuidade! Quem isso esperava não conhece o PC! O que Francisco Lopes fez foi manifestamente desvalorizar o assunto, diluindo-o no problema geral da gestão ruinosa do BPN, para concluir que Alegre e Defensor Moura, por serem deputados do PS, eram tão culpados como Cavaco! Isto é: tanto faz votar em Alegre ou Moura como em Cavaco! Só ele, Lopes, é que é uma verdadeira alternativa, por ser do PC|

O PC continua assim a ser igual a si próprio: mais do que termos um Presidente de direita ou um de esquerda, interessa-lhe segurar ou reforçar o seu eleitorado, arrogando-se o monopólio da "verdadeira" esquerda; os outros são todos iguais. Isto é: o PC continua a fazer, conscientemente, o jogo da direita. A direita agradece.

Comentários

aires disse…
excelent...é isto mesmo...
enfim feitios...
abraço
e-pá! disse…
Caro AHP:

Não me parece que o PCP tenha largado o colarinho branco de Cavaco quanto ao imbróglio SLN/BCP.
Quererá, por ventura, diversificar a abordagem com outros temas que, no seu entender, comprometem politicamente o [re]candidato que, como sabemos, se apresentou – mais uma vez - ao eleitorado como se fosse uma inocente vestal da política.

Ontem, num comício de campanha na Amadora, o mandatário de candidato Francisco Lopes atirou-se forte e feio a Cavaco Silva, sobre a questão BPN:
Apesar de [Francisco Lopes] nunca se ter referido ao caso BPN (Banco Português de Negócios) na sua intervenção, antes, o seu mandatário para o concelho da Amadora, António Tremoço, proferiu as palavras mais duras da noite.
Falando sobre «o doutor que nunca se engana», numa alusão a Cavaco Silva, António Tremoço disse que: «aquela cambada que o apoia fez aquilo que nós conhecemos no BPN, mas mesmo sem ser do BPN, é tudo uma cambada de corruptos que só não estão presos porque a nossa justiça não actua».
«Não se compreende como é que uma pessoa tão honesta é acompanhada por tanta gandulagem», ironizou, recordando o ditado popular: «Diz-me com quem andas, dir-te-ei quem és...»
link

Claro que existe uma abissal diferença entre um comício local e um programa televisivo de âmbito nacional...
E, de facto, Francisco Lopes, no programa de Judite de Sousa, não agarrou o assunto da melhor maneira.

Embora, já próximo do acto eleitoral, em meu entender, este tema acabará por perseguir a candidatura de Cavaco até às urnas. De facto, Cavaco sempre foi um prisioneiro de tabus. Este foi mais um que levianamente construiu …e não sabe como libertar-se!
ahp disse…
RETIFICAÇÃO:
Claro que onde escrevi: "uma pergunta muito concreta e dificílima de responder" queria escrever "facílima" em vez de "dificílima".
bloguearapevide disse…
Concordo mais com o que o e-pá! diz...
O que Francisco Lopes porventura quis fazer foi diversificar os podres em que Cavaco está envolvido, já que eles são tantos que não se cingem ao BPN. O Cavaco já foi suficientemente explícito no caso BPN, só um burro é que não percebe o quão este candidato está enterrado até às orelhas neste tipo de negociatas que tanto proliferam pelo nosso país. O grande problema destas presidenciais é que tudo vai votar contra alguém... e não a favor de ninguém.

Mensagens populares deste blogue

O último pio das aves que já não levantam voo

Cavaco Silva, paladino da liberdade

Efeméride – 30 de outubro de 1975