CIGARRAS, FORMIGAS E FORMIGÕES

Os governantes que desgraçadamente continuam no poder, não contentes em espoliar os portugueses, especializaram-se em insultá-los.

Já nos chamaram “piegas” e “esquizofrénicos”. Agora o brilhante intelectual Dr. Macedo, ministro da Administração Interna, recorreu à velha fábula da cigarra e da formiga para nos chamar preguiçosos e perdulários. Disse ele que há em Portugal muitas cigarras e poucas formigas.

Tendo em conta o discurso a que o governo nos tem habituado, não é preciso grande esforço interpretativo para descobrir quem, no seu entender, são as cigarras: são os desempregados que nada fazem e recebem chorudos subsídios; os trabalhadores que recebem o salário mínimo e o desbaratam em opíparas comezainas e a comprar dispendiosos livros escolares para os filhos; os pensionistas que mal recebem os trezentos euros da reforma correm logo a desbaratá-los na farmácia; as velhinhas que persistem, apesar dos aumentos das taxas moderadoras, em ir aos hospitais tratar das suas doenças; etc..

E as formiguinhas operosas quem serão? O ministro não disse, mas certamente que estava a pensar nos Catrogas, nos Borges, nos Pais do Amaral, que chegam a ter mais de setenta laboriosos “empregos” e, coitados, gastam muito menos do que aquilo que “ganham”.

Acontece porém que, na maior parte dos casos, esses “gestores de topo” mais não são que autênticas formigas brancas, especialistas em despedimentos, reduções de salários, aumentos de preços e privatizações, que destroem ou vendem ao desbarato tudo por onde passam – o Serviço Nacional de Saúde, a televisão pública, a TAP, a ANA, etc..

Não é meu costume insultar ninguém, mas já que o governo persiste em fazê-lo, desta vez retribuo dizendo o que a maior parte dos portugueses vêm dizendo, primeiro em simples conversas, e agora – já não era sem tempo – nas ruas e alto e bom som: este governo é uma corja!

Comentários

Já vos chamaram esquizofrénicos?
Bolas é tão demodé
Mesmo maníaco-depressivos já passou de moda
As Benzodiazepinas e as anfetaminas inda estão ok...

e são con participadas
mim dante impingia 2000 caixas à semanada
ahora com a con corrência e a falta de con sumo nem umas 300 um bom delegado de pró pagando ao médico ou dando brindes faz

Havia uma data de gaijas boas que davam bons brindes mas foram todas vítimas da inflação

A semana passada passei por uma no centro de saúde que despachava 3 médicos ao pequeno almoço e agora tive de sair da escada para ela passar

iste é que vai uma crise
até as mamas da médica moldava já não são o que eram...

precisamos é de rainhas
cas formigas só fodem umas com as outras essas fufas de 6 patas...
AHP:

Excelente post. Faz espumar de raiva os avençados reacionários.
Eu,um simples operário emigrante na Holanda desde 1964 e já velho (88anos),subscrevo êste belo texto de António Horta Pinto.
A Pátria-Mãe p'ra mim madrasta,
empurrou-me p'rà emigração,
e maldita seja a Governação,
que Portugal p'rà miséria arrasta.

Mensagens populares deste blogue

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime

Tunísia – Caminho da democracia ou cemitério da laicidade ?